14 maio, 2008

Ficámos a conhecer quem está envolvido no negócio do Carjacking quando...

...Um Juiz decide libertar um dos gangs mais violentos de sempre, responsável por uma onda de assaltos sem precedentes em Portugal, com o argumento absurdo de que os arguidos mostraram sinais de arrependimento pelos crimes que cometeram e que estavam perfeitamente integrados na sociedade....
Claro!...na "Sociedade anónima que patrocina e lucra com estes assaltos todos", né?

Francamente... depois ainda vejo alguns paspalhões indignados por ver o Ministro da Justiça eleger um policia para director da PJ em vez de escolher um magistrado.

Muito mal vai esta justiça em Portugal!
Até parece que fazem de propósito só para provocar outra revolução de Abril neste país!
Se a ideia for essa...então não deve faltar muito, mas até lá, só desejo que este Juiz seja assaltado ao parar num semáforo no mesmo dia em que decidiu libertar estes marginais...

7 comentários:

  1. Pensador...sabes que mais?! Eu cada vez mais sou adepto das milicias populares e da justiça pelas próprias mãos. É a polícia de mãos atadas...é os tribunais a mandarem cá para fora os maiores marginais...enfim...

    Se alguma vez tiver a infelicidade de passar por uma situação destas e se por acaso os conseguir "passar a ferro"...não hesito!

    Penas mais duras e aplicação sem contemplações...isto é que era a medida.

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Sadeek, subscrevo o teu comentário.
    A Justiça dos tribunais desilidiu e desilude constantemente.
    Hoje em dia os advogados afogam o tribunal com tanta burocracia que já é quase impossivel existir condenados, quando os há é porque assaltaram a casa dum juiz sem saber...ou porque é deputado/embaixador que, como toda a gente sabe, são sempre "Dr fulanos de tal, homens beneméritos acima de qualquer suspeita"...

    É por isso que a citação que eu vou publicar de seguida num post(e que foi inspirada pelo teu comentário) faz todo o sentido nestes tempos modernos.

    Abs

    ResponderEliminar
  4. Pensador, nem oito nem oitenta. Não é por acaso que as prisões estão a abarrotar.

    Eu continuo a acreditar na justiça apesar de ter consciência de que há boas e más decisões.

    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Ni...depende das prevaricações e de quem prevarica. As prisões estão a abarrotar de gente, sim senhora, e quantos deviam lá estar e andam cá fora livres!? Tendo sido inclusivé apanhados em flagrante?! Muitos, com certeza.

    Nestes casos...desculpa...mas não hesitava. Não conseguia. E em casos de violações e coisas do género então chegava inclusivé a ser sádico....

    BEIJÃOOOOOOO

    ResponderEliminar
  6. Ni, acho bem que continue a haver gente que acredite na justiça porque já temos desempregados que chegue neste país e não precisamos de acrescentar magistrados a lista....e diga-se também em abono de verdade que , enquanto estes magistrados estiverem ocupados a fazer asneiras na justiça não iremos correr o risco de os ver a fazer cagadas noutros serviços que são considerados MAIS essenciais para a qualidade de vida dos portugueses...

    (e não estou a exagerar não!...não tenho quaisquer dúvidas de que o juiz que libertou estes marginais anda envolvido no negócio dos carjacking ou quis pagar um favor a alguém)

    :-)

    Sadeek,apoiado!
    Se em certos casos reconheço que exista dificuldades na analise dos "dossiers", noutros até parece que gozam com as pessoas!
    Um gang que praticou dezenas e dezenas de assaltos (ganhando uma média de 35 mil euros por assalto), tendo inclusive baleado um segurança e por sorte que não atingiram outros são libertados com o argumento de que estão arrependidos???????????
    Isto passa na cabeça de alguém???
    Roubei mas estou arrependido...
    Matei mas estou arrependido..
    Violei mas estou arrependido...

    Isto faz parte do novo código penal?
    Tornar os processos mais Simplex para não ter que gastar dinheiro a mantê-los na prisão?

    6 meses de investigação por agua abaixo!
    Francamente...

    Abs

    ResponderEliminar
  7. Tive um professor de medicina legal que defendia que todo o ser humano devia fazer duas coisas em vida: assistir a uma autópsia e a um julgamento. Só desta forma, defendia ele, as pessoas poderiam conhecer a verdadeira sociedade.

    Concordei na altura com ele e continuo a concordar.

    Faço uma sugestão: todo o português perca uma manhã ou uma tarde para assistir a um julgamento.

    Pode ser que ajude a compreender o porquê de algumas sentenças.

    Quanto às autópsias, e apesar de ter consciência de que muitas pessoas não iriam conseguir assistir, é a melhor forma de chegarmos à conclusão que o ser humano acaba todo da mesma forma.


    Bjs

    ResponderEliminar

A frase mais estúpida que poderá ser dita aqui é: "Para Pensador pensas pouco..."
A mais inteligente é: "És tão lindo Pensador..."