11 junho, 2008

Greve dos camionistas: Governo apela a atitude responsável



Oh governo!...isso é o que o povo português se farta de lhe pedir a si todos os dias!
Se você se nega a ser responsável, com que moral vai pedir responsabilidade aos outros?
"Comportamento gera comportamento", já ouviu falar?

.

7 comentários:

NI disse...

Pensador, discordo deste teu post.

O problema é, precisamente, o Governo ser responsável.

Diz-me uma coisa: qual é o Governo que não gosta de dar o que pedem?

Pensas que este Governo, como qualquer outro, gosta de tomar medidas que podem colocar em risco futuras vitórias eleitorais? E a um ano de eleições?

Devo dizer que este Governo, da forma como está a lidar com esta situação (no aspecto de não cair no facilitismo e colocar em causa todas as medidas de austeridade que implementou nos últimos anos), faz com que mereça o meu respeito e reforce a credibilidade que qualquer Governo tem que ter.

Beijos

Sadeek disse...

Xiiiii...ó amigo....que raio de comparação!!!

Tá tudo muito certo que esta gente poderia ter algumas medidas de excepção (nomeadamente o gasóleo profissional) mas cair no extremo...não me parece nada bem!

Prejudicar terceiros não é uma atitude correcta!

Abraço

Sadeek disse...

Aliás...esqueci-me de dizer...mas mandasse eu neste país e já tinham sido todos corridos à bastonada! Sou a favor de dar o que fazer à polícia de intervenção e ao exercito, sabes?! ;)

Victor disse...

Concordo, na essência, com o Pensador.
Claro que o governo apela às atitudes responsáveis, era o que faltava não o fazer.
Posso até permitir o fluir do pensamento na direcção de que, no caso do aumento dos combustíveis, pouco ou nada pode fazer e mais nada nos resta do que nos prepararmos para o fim do petróleo, é o fim do ciclo.
Mas ser responsável é perder milhões de euros do orçamento de estado em aplicações ilegais?
Ser responsável é renovar frotas de veículos a juízes nomeados?
Ser responsável é negar tudo o que se defende quando se é oposição?
De que lado estavam os srs. deste governo quando os camionistas bloquearam a ponte no tempo de Cavaco a primeiro ministro?
Ser responsável não é ser surdo.
Ser responsável não é brincar às negociações, neste caso, com os representantes dos grandes empresários.
Ser responsável é respeitar o que se diz quando se pretende ser governo.
E, meus senhores, este governo falseou o curriculum quando concorreu às eleições.
Ser governo deste país, hoje em dia, é apenas manter o emprego como ministro ou deputado.
Ser responsável não é, certamente,proclamar a pobreza e a dificuldade, fazer aeroportos e TGV's para distribuir milhões pelos financiadores das campanhas eleitorais.
Ser responsável não é cortar ao pão dos velhos e besuntar-se de lagosta às escondidas.
Desculpam-se com o estado das coisas também nos outros países europeus, teimam em comparar-nos com eles. É curioso que a comparação é sempre nos preços, naquilo que os outros pagam, produzem, etc. Nunca é no que os outros ganham. Não me importaria de pagar preços europeus se ganhasse ordenado europeu.
Resposabilidade é ser sério e dizer de uma vez por todas aos portugueses, que não vale a pena. Seja qual for o governo PSD ou PS há-de ser sempre assim.
Porque teremos sempre os mesmos no nosso país a ter lucros de centenas de milhões de euros?
Serão eles os únicos 3, 4, 5, ou 6 empresários inteligentes do nosso país?
Ser responsável é permitir uma justiça que liberta abusadores de crianças, iliba médicos negligentes e arrasta processos de ricos?
Ser responsável é permitir que velhos cortem à sopa e aos medicamentos?
Ser responsável é permitir a selva na educação, os lobies das editoras na altura da compra dos manuais escolares?
Ser responsável foi terem acabado com a nossa agricultura e as nossas pescas, para irmos comprar a outros países, alguns deles com menos mar que nós?
E muito mais poderia eu dizer.
Não, senhores, isso não é ser responsável.
A luta dos camionistas não teve só a ver com a classe, mas neste país de bananas, de gente que se pensa rico, porque tem um cartão de crédito e deve tudo a todas, é assim.
Eu quero que se lixe o défice, quando vejo um velho ter fome.
Eu não sou tótó e sei que a política e esta democracia vai ter de existir sempre como sistema, só não compreendo como continuamos a deixar-nos foder ano após ano, sempre pelos mesmos e ainda por cima sempre com os mesmos dados viciados. Abram os olhos, deixemos de dizer mal e comecemos a fazer qualquer coisa. Os camionistas fizeram.

NI disse...

Victor, lembra-me nos próximos tempos para não estarmos juntos. iriamos ter discussão até às tantas.

:-))

Eu disse que não concordava com o post do Pensador porque ele afirmou que a posição dos camionistas era uma resposta à irresponsabilidade do Governo.

Ora, uma coisa é não concordares com as medidas do Governo porque afectam a tua carteira e outra coisa é dizeres que as medidas restritivas são irresponsáveis.

Sabes muito bem que pertenço a uma classe profissional que foi SÓ a mais afectada pelas medidas levadas a cabo por este Governo.

Apenas para dar um exemplo: Em Setembro atingia o topo da carreira. Iria auferir SÓ mais 300 euros. Com as medidas implementadas vou ter de aguardar até 2013 para ter direito a atingir o topo de carreira.

Para além disso, e enquanto cidadã, também "levo no corpo" com os aumentos dos impostos e dos bens de primeira necessidade. E, ao contrário de outros cidadãos, o aumento do meu salário é o menor que se regista em Portugal.

Agora, o que não se pode escamotear é que durante anos os governos andaram a brincar connosco e a desbaratar dinheiros públicos. Temos, quer se goste ou não, compromissos internacionais.

Pertencer à União Europeia não é só receber verbas a fundo perdido.

É cumprir as directivas, os objectivos acordados, levar com o aumento da Euribor e afins.

Em síntese, podemos não gostar das políticas (eu pelo menos não gosto), mas penso que não é correcto chamar de irresponsável este Governo por estar a fazer uma politica económica restritiva tendo em vista assegurar a estabilidade económico-financeira do País.

O pensador disse...

Ni,se o governo tivesse sido de facto responsável nunca teria privatizado a GALP!
Entregou faca e queijo na mão de interesses particulares e agora estamos todos a pagar a fava rica.
Sabias que a GALP está a vender ao preço actual (Mais elevado)o combustivel que adquiriu à cerca de 2,5 meses atrás?(Mais barato)
O governo sabendo desse facto tornou-se responsável quando assinou o relatório da Autoridade da Concorrência?

Agora, não entendestes este post.
Eu não disse que defendia a posição dos camionistas, nem sequer disse que a mesma era uma resposta á irresponsabilidade do governo!
Eu apenas quis dizer que se o Governo nunca está direccionado para ser responsável, também não tem moral para pedir aos outros que o sejam!
Não estava a referir-me a questão do "protesto" propriamente dita, estava a referir-me ao todo, percebes?

Agora não deixa de ser um pouco delicioso ver-te num dia dizer: "Mal por mal, deixemos lá ficar quem lá está" e de seguida ouvir de ti um:"Este Governo está a ser responsável e merece o meu respeito".
Como é nina, em qual é que ficámos?...hehehehe

Questionas-me qual é o Governo que não gosta de dar aquilo que lhe pedem. Se calhar devem gostar todos, mas eu gostaria que ele não se limitasse a "Gostar" e começasse a dar qualquer coisa de verdade, sem ser aos do costume!

Mas no fim, até chegastes ao ponto que eu queria:

«..Pensas que este Governo, como qualquer outro, gosta de tomar medidas que podem colocar em risco futuras vitórias eleitorais? E a um ano de eleições?..»

Ai está Ni.
A finalidade dum Governo é defender os interesses do país, do nosso povo!
O Governo não existe para defender os interesses dos partidos politicos, é para nos defender a nós Ni...a NÓS!!

Por causa dos Governos estarem constantemente preocupados com as eleições é que Portugal está na miséria que está!

Ni,desde a eleição da Manuela Ferreira Leite á frente do PSD que toda a gente sabe que o PS já ganhou as eleições.
Pergunto: O que teme o PS?

E ao colocar o Gasoleo Comercial mais barato, não está a beneficiar a população inteira?
Se os custos forem menores, o produto final também não fica mais barato?

Os camionistas também estão a lutar por nós, NI!
Achas que algum português ficaria zangado com o PS em "vespera de eleições" por conseguir pagar menos pelo pão, pelo leite, pela carne, peixe, etc..a custa dele?
E estando o preço dos bens essenciais mais baratos, isto não estimularia o consumo? Mais IVA para os cofres do estado?

O Governo está a ser cobardola, Ni.
Está a ser cobardola porque sabe que é mais fácil cobrar o Imposto sobre Produtos Petrolificos aos revendedores de combustivel do que receber o IVA dos comerciantes!

Não anda ai tantos licenciados desempregados?
Porquê que o estado não pega neles e não os coloca a fiscalizar constantemente o comercio e as empresas?

Resposta: Trabalho Ni, dá muito trabalho...

Bjs

NI disse...

Pensador, vamos por partes:

- "O governo sabendo desse facto tornou-se responsável quando assinou o relatório da Autoridade da Concorrência?" - Mal vai um Governo e um país que não pode confiar nas instituições. Concordo contigo quando colocas em causa o teor do Relatório porquanto o mesmo é feito, em parte, de acordo com os dados fornecidos pelas partes interessadas. Mas seria muito mau sinal o Governo colocar em causa uma instituiçáo que se quer à partida independente. Penso, contudo, e de acordo com o que li hoje que as partes vão ser ouvidas no sentido do Governo tomar as medidas que entenda adequadas.

- "Agora, não entendestes este post...Eu apenas quis dizer que se o Governo nunca está direccionado para ser responsável, também não tem moral para pedir aos outros que o sejam!" - Afinal entendi bem o teu post. É que se há Governo que tem sido reponsabilizado é este e, ainda por cima, por estar a fazer qualquer coisa. Geralmente quem não faz nada é que é desresponsabilizado.


- "Agora não deixa de ser um pouco delicioso ver-te num dia dizer: "Mal por mal, deixemos lá ficar quem lá está" e de seguida ouvir de ti um:"Este Governo está a ser responsável e merece o meu respeito".
Como é nina, em qual é que ficámos?" Na mesma, ehehehehe. Eu entendo que este Governo tem sido responsável e tem feito um trabalho positivo. Isto não quer dizer que concorde com tudo aquilo que ele faz e que não sinta na pele o impacto negativo de algumas das suas medidas. Mas prefiro um Governo que faça alguma coisa de positivo.


- "Por causa dos Governos estarem constantemente preocupados com as eleições é que Portugal está na miséria que está!" - Ora tens agora um Governo que não aplica políticas a pensar nas eleições mas no futuro do País, isto é, no futuro de todos nós. Ainda te queixas? :-)))

Pensador, é óbvio que há medidas com as quais não concordo. Da mesma forma, entendo que há políticas que deviam ser implementadas (uma delas já fizeste referência).

Mas, e em conclusão, penso que o grande problema do nosso Pais é ter barriga de rico e bolsa de pobre e, de forma alguma, quer um País que tente mudar esta forma de estar na vida. Veja-se o exemplo dos subsídio-dependentes (não sei se a palavra existe mas enfim)e os chico-espertos em fuga aos impostos.

Beijos


Nota - Parece-me que durante uns tempos, depois destes meus dois testamentos, não vais querer ouvir o meu nome, eheheheheh