07 outubro, 2008

Porque adoptámos a Carolina Salgado?

Foi no dia 03/10 que este Blog sofreu uma agitação fora do habitual.
Conseguiu atingir nesse dia, o recorde simpático de 424 visitas (Com uma duração média de 0:00 minutos cada uma...) e desde então tem obtido uma média de 100 visitas diárias.
O culpado, como facilmente poderíamos adivinhar, caso houvesse vontade, foi um post que dediquei há tempos à escrituraria mais famosa de Portugal, do seu nome Carolina Salgado.

Parece que alguém se lembrou de roubar umas fotografias que mostram a Carolina Salgado a praticar sexo oral com Francisco Rolo, fotografias essas, que este último terá tido a superbe ideia de guardar no computador colocado na recepção da estalagem alentejana , do qual é proprietário, e que mais tarde foram desaparecer misteriosamente.
Logo que a noticia chegou ao conhecimento do publico, os cibernautas não se fizeram rogados e entraram imediatamente em acção.
Foram vasculhar os links todos da Google à procura desta fotografia, mas acabaram todos por levar com este manguito aqui, que, modéstia à parte, ainda foi dos melhores manguitos que logrei publicar até hoje neste Blog.



Muito francamente, fiquei com a ideia de que esta história toda foi muito mal contada.
Sei que para nós, leitor comum, torna-se muito fácil (E por vezes, até mesmo conveniente!) apelidar as pessoas de "Burras", "Chanfradas" ou "Estúpidas" perante a invulgaridade de certas e determinadas situações, mas o que é certo, pelo menos para mim, é que as coisas jamais acontecem por acaso. Há sempre um motivo que está camuflado com maior ou menor eficácia.
Ora vejamos...
Façamo-nos esta pergunta:
Porquê esta aposta continuada da imprensa generalista "cor-de-rosa", na figura da Carolina Salgado, quando é conhecido o desprezo (Só para evitar de dizer "nojo"!) que praticamente todo o nosso país nutre em relação a ela?
E quem diz a Carolina Salgado, também pode dizer o José Castelo Branco!
E embora a resposta possa vos parecer inusitada, é no entanto, bastante óbvia.

São procurados por serem precisamente aquilo que são: Seres aparentemente odiáveis.

Não perceberam?
É simples minha gente, nós precisamos dessa gente!
Pensem bem. Se eles não existissem, em quem é que a gente poderia dar porrada?
Gente bonita e interessante, para que a gente possa amar, é coisa que não falta..já temos ai aos pontapés!
Seja nos jornais e na TV, desde a saga de actores dos "Moranguitos", da "Geração Rebelde", passando depois pelos craques do mundo da bola como o Cristiano Ronaldo, Deco e afins, por algumas figuras fascinantes do Jet-Set que nos encantam através da sua grande personalidade (Bom...Ok, agora sou eu que estou a delirar um bocadinho...), etc...etc...
No mundo da política, infelizmente, não temos ainda nada, mas se a gente continuar a ter fé pode ser que um dia nos apareça alguma coisa..

E para odiar? Que temos nós?
Antigamente ainda tínhamos as plásticas da Lili Caneças para fazer chacota, mas com o passar do tempo, a coisa acabou por perder piada.
Tínhamos (e temos!) também o Pinto da Costa, mas no mundo feminino, nem toda a gente aprecia ou gosta de se envolver com esse mundo carismático que é o futebol. Já se assiste a uma maior abertura, mas ainda continua a ser uma coisa mais de homens.
Tivemos no passado um Vale e Azevedo que encarnava o "Homem odiável" perfeito, mas foi parar à cadeia demasiado cedo e a coisa também morreu por ali.
Chegaram a enfiar-nos, durante uns tempos, com a entrada em cena metódica do programa "Masterplan", uma Gisela Serrano meia maluca a mandar porrada em toda a gente, mas creio que cresceu o receio de que ela começasse a bater também nos espectadores e o seu protagonismo morreu com a mesma rapidez com que nasceu.
De resto, de momento, nem estou a ver mais nada.

Mas, e agora?
Agora, praticamente, só temos estes aqui.
Carolina Salgado, José Castelo Branco, Pinto da Costa e Filipe Vieira são, actualmente, os "Fantoches televisivos" da nossa era e o nosso "Descarrega-lá-o-Stress" de serviço.
Precisamos deles minha gente...são a nossa carne para canhão.
Precisamos de gente aparentemente chanfrada ou desonesta, para ficarmos com o sentimento de sermos pessoas normais, honestas, de bom senso.
Isto é como tudo. Quem quiser se sentir limpo, tem que ter um badalhoco à sua beira, certo?

É por isso, que não acredito nesta "Xaxa" das fotografias.
Para que a Carolina possa aparecer nas revistas, tem que haver noticias. Não havendo noticias...é preciso saber inventa-las!
Repararam que ainda há pouco a miúda foi agredida (Ou diz que foi agredida) pelo Francisco Rolo, com armas à mistura e cenas de Far-West...e no entanto eles vão continuando juntos???
Isto é apenas areia para os olhos, minha gente, é entretenimento. São apenas manobras de Marketing bem concebidas.

Tanto a Carolina Salgado como o José Castelo Branco, conhecem, de antemão, o desdém que a maioria da população sente por eles, e eles...só estão determinados a explorar ( de forma eficaz diga-se de passagem) essa má imagem...para gaúdio e com o patrocínio da imprensa "Pink".

3 comentários:

NI disse...

Eu para me sentir limpa basta tomar um bom banho, ahahahahahah

Falando agora a sério, e sem grandes comentários, não posso deixar de concordar com este teu post.

Incompreensível, mesmo com argumentos de ordem sociológica, esta necessidade de "vasculhar" a intimidade alheia.

beijos

PiresF disse...

As coisas que aqui encontro. :)

Abraço.

O pensador disse...

Nina, "A necessidade leva as pessoas ao engano e a fome os lobos a sair do arvoredo" (François Villon)

Bjs

Pires, E ainda assim, nada que seja de jeito, não é caro amigo?...hehehe
Obrigado por nunca se esquecer de vir visitar a gente!

Abs