17 setembro, 2010

Idolos 2010


No passado domingo, começou na SIC a nova temporada do programa Ídolos.
A equipa novamente composta por João Manzarra, Cláudia Vieira, Roberta Medina, Laurent Filipe, Pedro Boucherie Mendes e Manuel Moura dos Santos, volta a apresentar-nos a 4ª edição daquele que já é considerado um dos mais divertidos programas de entretenimento da actualidade.
O caso nem podia ser para menos, desde os bimbos criteriosamente seleccionados para ser enxovalhados em palco, até aos cromos que foram minuciosamente escolhidos para servir de juristas, o que os telespectadores gostam mesmo é de brejeirices e mentalidades saloias (porque de música, não percebem puto para além do Pimba, do Quim Barreiros e do Tony Carreira), e neste domínio, o canal de Carnaxide soube sempre corresponder ás solicitações da população com todo o afinco que lhe é exigido.
- Manuel Moura dos Santos continua, em minha opinião, a ser a imagem tipíca - que os Lisboetas tanto gostam de promover - do homem nortenho gordo, morcão e saloio. Dizem as más línguas que, inicialmente, a SIC chegou a ponderar a participação do Emplastro por ele ser também desdentado, mas como o referido não possuía qualquer cultura musical para além do "Bibó Porto, Karalho!", lá tiveram que optar pelo Manel. E com isto, disse tudo o que havia de essencial a dizer sobre ele.
- A Roberta Medina representa aquela brasileira linda, sensual, de voz doce e olhar penetrante, que um dia veio visitar o nosso país em férias e jamais conseguiu regressar, de tão apaixonada que ficou pela nossa cultura (ah ah ah ah !! ), dela apenas se espera que mantenha um ar de incrédula perante a aselhice dos "cromitos" e de enorme contentamento quando aparece um candidato com alguma qualidade vocal ("Cara, e ai eu gostei muito, você tem uma voz legal") e 2 palmos de cara que possam mostrar toda a beleza e masculinidade do homem português ("Cara, você tem uma imagem bacana") , ou por outras palavras, ela dá-nos a sensação de só estar ali para fazer crescer o nosso ego lusitano.("Minha nossa, tanta coisa linda que tem Portugal, nê?")
- Do Laurent Filipe não tenho muito a dizer. Sei que ele é Trompetista, compositor e produtor, e que foi o nome menos consensual do grupo quando o mesmo foi formado. Se calhar, isso não deveu-se ao acaso, porque de todos, ele é aquele que consegue manter a atitude mais digna e o comportamento mais adequado para um homem que sabe ocupar o seu lugar. Ora...como é óbvio, isso não deve agradar lá muito às pretensões da SIC que parece claramente preferir esquisitóídes e palhaços do circo. De todos, é também aquele que mais percebe de música, por isso, um bem-haja.
- E por fim o Pedro Boucherie Mendes. Confesso-vos que não gosto nem um pouco desta criatura. Ele dá a ideia de pretender ser a antitese do Manel, isto é , parece representar a imagem tipica do Lisboeta bonito, culto, bem apresentado e homem possuidor de um extremo bom gosto.(Imagem essa, também ela muito promovida pelos Lisboetas, obviamente)
Mas como eu não vivo de imagens e analiso as pessoas pela sua essência, vejo-o como um homem sarcástico, arrogante, e acima de tudo... convencido.
Não sei porque razão (só ele saberá explicar) mas o tipo parece acreditar cegamente que transpira arte, engenho e talento para estas andanças. Da sua boca, até hoje só consegui ouvir um monte de balelas e 2 ou 3 referências ao penteado dos concorrentes. Nas poucas vezes que o vi tentar falar de música, fiquei com a sensação que ele estava a descrever os segredos jamais revelados sobre a forma anatómica dum clitóris. Como esta temporada não podia ser diferente da anterior, logo no 1º programa o tipo já deu largas à sua alma de pensador anacrónico, e foi com grande júbilo que pude ouvi-lo proferir uma das maiores preciosidades intelecto-musicais que pude ouvir até hoje: "Você desafinou VÁRIAS vezes e MUITAS vezes...".

Bebestes água muitas vezes e várias vezes, entenderam a ideia?

Sem mais comentários.

2 comentários:

NI disse...

Continuo a dizer que o AXN, a FOX, o National Geographic são bons canais, ahahahahahah

Francisco o Pensador disse...

E animais é coisa que não falta, pelos vistos....hehehehe

Bjs nina