13 dezembro, 2010

Uma Doce palermice...


Que fazer quando uma matéria prima começa a desvalorizar continuamente, baixando por força disso todos os lucros produzidos e afectos ao seu sector comercial?

Nada de mais simples...
Provoca-se uma crise para fazer disparar os preços!
Em 2008, já tinham feito essa gracinha com o arroz e este ano parece que chegou a vez do açúcar.
Para o ano, talvez os "Ogres do mercado" decidem experimentar com o sal, o milho ou até o azeite.
O processo é simples, retém-se o açúcar nos armazéns para provocar a sua escassez no mercado e a consequente ruptura de stocks nos Super e Hipers de todo o país. Soa o alarme nos meios de comunicação social sobre uma (Pseudo)Crise existente no sector, que, em plena época natalícia, ganha facilmente contornos de tragédia apocaliptica, e, não havendo muito informação disponível sobre o assunto, resulta inevitavelmente numa corrida desenfreada pelo açúcar em todos os pontos onde se puder encontrar esse precioso néctar da natureza.
Batem-se recordes de vendas...e como a procura supera a oferta, o produto volta logo em seguida a ser reposto nas prateleiras só que...mais caro, obviamente.

É assim que funciona o mercado do Séc. XXI e não há nada que possamos fazer para contrariar/impedir isso. Somos uns peões nas mãos deles. A única coisa que podemos fazer é mantermos-nos minimamente informados, os pés bem assentes na terra e manter também a cabeça lúcida para captar todos os pequenos sinais que surgem constantemente em nosso redor.
Ora pensem um pouco.
Se houvesse realmente uma crise de fornecimento ou produção de qualquer género de alimentos essenciais, a última coisa que qualquer Governo do mundo deixaria acontecer, é que a informação conseguisse passar para os "Medias" (Vocês acreditaram mesmo nessa peta a que chamaram de "Imprensa livre"? hahahaha...essa foi boa!)...afim de evitar qualquer possibilidade de ser criada uma situação insustentável de "caos" entre a população (É preciso manter os porquinhos bem calminhos no curral..).

Porque quando a coisa é divulgada nos Medias...então existe grandes possibilidades de ser o resultado de mais uma estratégia de mercado, criada para saciar o apetite - Macro-económico - de todos aqueles que alimentam interesses na questão...
Bom...agora já sabem.

Trollitada:
Trollitas - Pensador, já ouvistes falar na loucura que tem sido a procura de açúcar nos hipermercados?
Pensador - Sim, isso é bem tipíco do ser humano. Logo que o pó seja branco, o pessoal ganha logo loucura ou vício por ele...

5 comentários:

TILIDA disse...

Sabemos o quê?

NI disse...

É pos estas e por outras que duas vezes por ano compro alguns produtos alimentares em doses industriais.

Falta o açucar na época de Natal é curioso...

Tinta Permanente disse...

Especulação. As pessoas são mesmo fáceis!!

Francisco o Pensador disse...

Tilida, Agora já sabem que de nada serve acreditar nos alarmismos exacerbados que a Comunicação social adora publicitar.
A falta de açúcar em Portugal é uma treta pegada.

Nina, Tem graça porque também tenho o hábito de fazer isso. Guardo sempre uma reserva em casa que seja auto-suficiente para sobreviver pelo menos 2 semanas.
Nunca se sabe o que pode vir por ai...
Mais curioso do que faltar o açúcar na época de Natal é ele estar a faltar 2 semanas antes...
Quem é que prepara rabanadas, aletria ou sonhos com 2 semanas de antecedência?
O sector do açúcar estava em crise porque hoje em dia já são poucos os que mantém o hábito de confeccionar rabanadas e aletria em casa. Hoje vivemos mais a época do "Jubileu" e do "Ferrero Rocher" sobre a mesa.
Se a malta correu aos supermercados, seguramente que foi mais por medo de não ter açúcar para meter no cafezinho com leite quando acorda de manhã do que por outra coisa.

Tinta, Infelizmente...as pessoas acabam por ser vitimas neste processo. Estão desorientadas e nestas circunstâncias procuram agarrar-se à tudo aquilo que lhes parecer seguro.
É inevitável que elas cedam à especulação num mundo que foi concebido/organizado em volta dela.
Tal como já disse...somos uns peões.

Bjs para todas.

15 de Dezembro de 2010 09:32

S* disse...

Tipicamente tuga. :D Têm medo da fome negra.