27 fevereiro, 2011

Sem título...


Se para muitos a vitória do Benfica sobre o Marítimo por 2-1 foi arrancada a ferros...a mim pareceu-me mais uma vitória arrancada a mijo...hehehe
Mijo para um Marítimo afortunado que conseguiu adiantar-se no marcador quando já merecia estar a perder por 3 ou 4 bolas, e mijo para um Benfica azarado que marcou o golo da vitória no último segundo da partida quando já ninguém acreditava que tal pudesse ser possível.
Notou-se nesta partida que o Benfica parece andar muito cansado - talvez devido à grande quantidade de jogos que tem disputado nestas últimas semanas -, e a continuar deste jeito, dos 4 troféus que o treinador Jorge Jesus ambiciona ganhar este ano, arrisca-se mesmo a não levar nenhum para casa. O que seria no minímo trágico, diga-se.( E nesse caso, acho que serei forçado a alterar o título escolhido para este post, para não correr o risco de sofrer represálias Benfiquistas...hahaha).
(Piadinha...eu sei..) :)
Sejamos realistas, o treinador encarnado até pode se chamar Jesus, mas não me passa pela cabeça que este saiba fazer milagres.
Embora esta vitória sobre o Marítimo esteja quase a modos de parecer um...



10 comentários:

ROSINHA disse...

Acho que não vimos o mesmo jogo...
(raio de Francisco)!

Dysdaimonia disse...

Mude já o titulo para "Benfica Campeão"!
x)

NI disse...

Já perdi a conta às vitórias que o Benfica conseguiu com os "tempos complementares".

Francisco o Pensador disse...

Rosinha, Vimos o mesmo jogo, sim. A diferença é que, enquanto eu arreguilava os meus olhos...tu devias estar a tapar os teus....hahahaha
Nós os Franciscos somos do piorio, não somos? :)

Dysdaimonia, Mesmo que quisesse te fazer a vontade, o meu computador está equipado com um Anti-virus muito potente e não me deixa fazer isso... :)

Francisco o Pensador disse...

Nina, se a memória não me falha...foi graças à uma série de jogos assim que o Benfica se sagrou campeão Nacional em 2004/2005 com o Trappatoni.
São coisas do futebol. Não há nenhuma equipa que consiga ser campeã sem ter alguma sorte e o jogo só acaba no final...após o apito do árbitro. Até lá tudo é válido e só contam as que entram dentro da baliza.

:) bjs

Dysdaimonia disse...

Anti-vírus que não permite fazer uma grandiosa mudança como essa? Bem, deve ser mesmo fatela nhe
Isso dos tempos complementares é de prepósito, para dar falsas esperanças à equipa adversaria xD

Anónimo disse...

oh francisco porque que me pareces 1 pouco ignorante no que ao futebol e a moda diz respeito??
cumprimentos cafe lopes


ps:aguardo a sua resposta

Francisco o Pensador disse...

Muito prazer sr Cafe lopes, fiquei muito agraciado em saber que a minha ignorância no que ao futebol e à moda diz respeito consegue ficar ao mesmo nível da que deixou muito bem expressa no seu comentário.

Cumprimentos redobrados e larguras também...

Dylan disse...

Também me lembro de um empate do FCP, em Manchester, no último minuto, de livre, que lhe indicou o caminho da final da Liga dos Campeões. Com esta comparação, "um empate arrancado a urina" ficaria a matar!

Francisco o Pensador disse...

Dylan, também me lembro bem desse jogo e foi de facto um momento muito feliz para o Porto.
Dizem que não há campeões sem sorte.

Mas Dylan, foi preciso você recuar até 2004 para encontrar um caso que pudesse servir de comparação?
Sete anos atrás???
Nesses últimos 7 anos , em que o Porto foi Tetracampeão, não se lembra de o ver experimentar outra situação igual?

Eh pá, este clube tem que ser mesmo muito bom. :)