04 março, 2011

As tradições já não são o que eram...


Ontem, passaram-se exactamente 2 anos...sem que a Carolina Salgado tivesse sido agredida/espancada por alguém no meio da rua ou até pelo seu actual companheiro (Cuja identidade se desconhece). Aliás, chegam notícias à nossa redacção de que nem sequer os seus ex-companheiros se dão ao trabalho de o fazer.
O Trollitadas lamenta muito esse facto, e, na sua clara intenção de amenizar a tristeza criada por este penoso dia, recorda com extrema saudade a última vez que uma agressão foi perpetrada contra a Escriturária mais famosa do país.

13 comentários:

  1. Anónimo, ficaria imensamente chateado...era se este post não tivesse deixado alguém chateado comigo.
    Obrigado pelas suas palavras de apreço.Foram revigorantes. E é um claro sinal que consegui atingir o alvo certo...

    ResponderEliminar
  2. ...a infeliz, a vítima ... a vergonha das mulheres portuguesas ...

    ResponderEliminar
  3. Eram pessoas como tu que se enchiam de orgulho quando a "donzela", na companhia do velho namorado, foi beijar a mão do Papa, ao Vaticano; eram pessoas como tu que se enchiam de orgulho quando a "donzela" ía para o Estádio na Luz, infiltrada na claque portista e protegida pelo labrego "Abel", provocar o presidente do Benfica. Agora, já não tem credibilidade, é uma rameira que deve "levar no focinho de toda a gente"!...
    Haja paciência!

    ResponderEliminar
  4. Ola Franklim, uma vergonha...mas não apenas para as mulheres.
    Não podemos esquecer que apesar do seu passado "curricular", ela começou por ser um orgulho para a nação Portista, para mais tarde se tornar no orgulho da nação anti-portista.(os dois clubes de futebol mais representativos do país)
    Não aprovo nem uma coisa nem outra. As rivalidades, e os ódios criados por elas, não podem justificar que todo o tipo de gente marginal, criminosa, ou ralé, seja patrocinada, enriquecida, e louvada em público.

    Quem leva uma vida marginal, na total ausência de valores, sem a noção do que significa ter honra e vergonha, não merecerá jamais a nossa admiração...mas quem as apoia também não merece um tratamento melhor.

    Obrigado pela sua visita e volte sempre. :)

    ResponderEliminar
  5. Olha, olha...quem veio cá nos visitar de novo.

    Oh Dylan, era você o anónimo de cima?
    Deixe-lá, mesmo que tivesse sido, você nunca iria assumi-lo.

    Amigo Dylan, o seu comentário só revela a dimensão do seu fanatismo e a facilidade com que você tece juizos de valor sobre as pessoas que não partilham os seus...valores.
    Eram pessoas como eu?
    Como se atreve o "jovem" (quando chegar a "Sr" eu aviso) a julgar-me sem sequer se dar ao trabalho de me conhecer?

    O que o Jovem disse foram simples baboseiras.
    - 1º Porque sou Ateu, logo, isso de beijar a mão do Papa nem comichão no rabo consegue me causar quanto mais orgulho.
    - 2º Porque só fiquei a saber que ela era a companheira do JPC depois de a ter visto nos noticiários com a cara toda marcada, naquilo que terá a sua "estreia televisa" em questões de espancamentos. Antes disso, sabia lá quem era a pardeja, julga que me desperta algum interesse conhecer a vida privada dos outros?
    Isso é apenas para gente cusca de mentalidade tacanha caro Dylan, não para gente como eu.

    Dylan, se a sua intenção é armar-se em Troll, digo-lhe já que perde o seu tempo. São precisos pelo menos uns 50 como você para me tirar do sério.
    Se publico os seus comentários é apenas no intuíto de combater o meu tédio. Nada mais.

    Agora só lhe peço uma coisa. Insulte-me só a mim!
    Não mande mais comentários que sirvam para insultar os outros frequentadores deste blog, porque isso não irei tolerar de forma alguma. Todos os comentários que vierem com esse propósito irão directamente para a caixa de Spam, ouviu bem?

    Se quer descarregar as suas frustrações, faço-o comigo.

    ResponderEliminar
  6. Caro,

    Quando insultar alguém digo-o na cara ou onde for preciso. Quando lhe chamar palhaço (espero que não) será com letra sempre minúscula. Isto para dizer que, afinal também sofre do mesmo mal que me acusa: julgar os outros sem os conhecer. Se não acredita, consulte o meu IP no gráfico dos visitantes.

    Os leitores deste blogue podem ler os meus comentários e aferir se eu insultei o Francisco ou alguém. De qualquer maneira, estranho ter-se tornado tão pudico quando tem do lado direito do blogue um aviso que fala de "Padres, Paneleiros e Políticos"!

    Se não gosta de dirimir argumentos, faça como o Rui Moreira e abandone o programa! Como deve calcular, preocupa-me imenso o facto de não publicar os meus comentários.

    ResponderEliminar
  7. Dylan, releia o meu comentário e veja se consegue distinguir a diferença entre uma "pergunta" e uma "afirmação". Se não conseguir ver, soletre.
    Eu fiz apenas uma pergunta (Oh Dylan, era você o anónimo de cima?), a qual você só tinha que responder, sim ou não)....mas você, em contrapartida, fez uma afirmação (Eram pessoas como tu...bla bla blá...a treta do costume).
    Logo, o único aqui a fazer um juízo de valor, foi você.

    Os leitores deste blog não irão ler o comentário ofensivo que você dirigiu ao Franklim porque eu já o suprimi e agora não há voltas a dar. Engana-se se pensar que preciso de justificar-me caro amigo. Você é novato por aqui, mas a maioria deles já me conhece há anos. Sabem bem como eu sou.

    Não sou púdico, muito longe disso. Apenas não admito que mais ninguém neste Blog seja insultado sem ser eu. Tenho ciúmes, vou fazer o quê?
    Além disso Dylan, não creio que possa se tornar ofensivo para um Politico, Padre ou Paneleiro, dizer-lhe que este Blog não é indicado para eles. A não ser que um Politico se sinta ofendido se for tratado de politico. (eu ofendia-me)

    Eu adoro "dirimir" argumentos, por isso, agradeço-lhe imenso que comece a dirimir alguns. Já tarda.

    E se o preocupa o facto de não ver os seus comentários serem publicados, só tem duas coisas a fazer. Ou trata os outros leitores deste Blog com o respeito devido (o mesmo se aplica aos outros perante si) ou deixe simplesmente de cá vir.

    Só faz falta quem cá está.

    Abs

    ResponderEliminar
  8. "Oh Dylan, era você o anónimo de cima?
    Deixe-lá, mesmo que tivesse sido, você nunca iria assumi-lo."

    Ouça lá, Francisco: é preciso soletrar alguma coisa?! É preciso ser tão pensador para interpretar o que você escreveu?! Que critério é esse que permite que lhe chamem palhaço, mas não permite que alguém escreva algo para outro comentador, sem este ter oportunidade de ripostar?! Enfim...

    ResponderEliminar
  9. Um critério simples Dylan,
    Quando o "Palhaço" é para mim, não é grave porque, regra geral, passa-me completamente ao lado e é extremamente difícil para quem quer que seja conseguir chegar até mim.
    Costumo por vezes dizer que: "Para aselhas, já me bastam os que apanho todos os dias nas estradas e nem por isso me zango com eles". :)

    Agora, se for para "outros" torna-se um pouco diferente, porque sei que nem todos conseguem ser tão calmos quanto eu, e, perante insultos gratuitos e perfeitamente desnecessários (como aquele que mandou) seriam forçados a ripostar no mesmo tom transformando isto numa uma peixaria, uma feira, etc...etc..e eu como suspeito ser essa essa a sua intenção, e não sou amante de brejeirices, corto simplesmente.

    ResponderEliminar
  10. Desafio a que publique o tal insulto. vou esperar sentado...

    ResponderEliminar
  11. Pois...desafia depois de saber que ele já foi suprimido?
    Oh Dylan, o que você sabe já a mim me esqueceu há muito...

    ResponderEliminar

A frase mais estúpida que poderá ser dita aqui é: "Para Pensador pensas pouco..."
A mais inteligente é: "És tão lindo Pensador..."