30 maio, 2011

É injusto, disse ela...


"Não é justo! Não é justo!" gritou Soraia, de 16 anos, à porta do Tribunal de Instrução Criminal, em Lisboa, na qualidade de suposta namorada (ou uma delas pelo menos) do Rodolfo, o tal delinquente que encomendou e filmou o espancamento da Filipa, miúda de 13 anos, com intenção de se auto-popularizar na sua página pessoal do facebook.
Os gritos de dor desta miúda fizeram-me relembrar, por alguns momentos, as lágrimas enternecedoras deixadas por outra "apaixonada" muito conhecida, do seu nome Filipa Sobral, que, por ser a namorada do Henrique Sotero, o segundo Engenheiro mais conhecido do país (o primeiro é José Sócrates), vulgo "Violador de Telheiras", revelou perante o colectivo da 8.ª Vara Criminal de Lisboa que continuava apaixonada pelo HS apesar de este estar acusado de vários crimes de violação e abuso sexual.
- Não é justo Sr Juiz, não é justo! Ele sofre de Cleptomania!

Eh pá, tenho que vos confessar que sou totalmente contra as injustiças e já por isso não posso deixar de sentir-me emocionalmente afectado com os gritos e apelos sofridos destas duas miúdas.
Porra gente, não conseguem perceber o quanto elas sofrem?? Não é justo....não é justo...

Bom, quanto a ti Filipa, aconselho-te vivamente que recorras a um bom psiquiatra ou então, talvez, que encontres um novo namorado, rapidamente. Não há como uma nova paixão para fazer esquecer uma antiga. Sei que o Henrique Sotero, devido à Cleptonãoseiquê dele, devia ser um individuo muito fogoso na cama, mas, se souberes procurar como deve ser e tiveres alguma paciência, estou seguro que acabarás por encontrar algo à medida das tuas necessidades.

E tu Soraia, sou forçado a dar-te razão. É realmente injusto.
É injusto que o Rodolfo esteja engavetado dentro duma cela e tu tenhas que permaner cá fora. É que tu devias estar lá dentro tu também, porque namorar uma besta daquelas devia ser considerado crime neste pais. Mas não desanimes, porque se guardas dentro de ti uma apetência natural para namorar bandidos, é natural que mais dia menos dia, sejas "arrastada" por um deles para uma vida criminosa e acabes por ser metida dentro de uma gaiola tu também. Sê paciente que o teu dia há-de chegar.

29 maio, 2011

Pensador armado em estúpido...



Sempre detestei ter que dirigir-me ao Minipreço ou ao Pingo Doce, apenas pela simples razão de não haver, nesses locais, um fornecimento gratuito de sacos de plástico para o transporte das nossas compras.
Quem quer um saco, tem que desembolsar um média de 3 cêntimos por ele e essa situação tem conseguido causar alguns reboliços aborrecidos dentro do meu estômago.
Mas hoje, apesar do céu coberto, dos vários alertas de chuva, e de estar mentalmente preparado para o pior quando vi a lista de compras da minha Jolie lá de casa, a verdade é que acabei por regressar à casa profundamente radiante com a vida. Não é que, à entrada do Minipreço, estavam lá uns tipos do Banco Alimentar contra a Fome, que, para além de salvar muitas vidas em Portugal...foram também salvar o meu dia? Nem acredito! Poupei 6 cêntimos hoje.

Abençoada gente boa! :)

Crescer à força



 Penso que já toda a gente deve ter visto na Net, ou bem nos noticiários, aquele vídeo amador gravado com auxílio dum telemóvel por um qualquer delinquente lisboeta, que mostra uma miúda de 13 anos a ser brutalmente espancada por duas touras vadias (para evitar chamar outro nome) de 16 anos. As cenas são chocantes, de uma violência brutal, e mostram com clareza o tipo de sociedade que a nossa (speudo)Democracia Portuguesa está a desenvolver nos dias de hoje, em nosso país, através de um ensino que deixou de ser feito em casa e nas suas escolas.
Sinto-me triste por dizer isto, mas temos que aceitar esta realidade que considero alarmante. Hoje em dia, por cada 10 crianças que entram na idade da pré-adolescência, perdão, "Aborrecência", pelo menos 6 delas irão se tornar em delinquentes, vadios, criminosos ou drogados, antes mesmo de atingirem sequer a idade adulta.
Hoje o crescimento de famílias disfuncionais é cada dia mais galopante. Famílias que se caracterizam cada vez mais por "pais" alcoólicos, depressivos, sedentários, de humor inconstante, obesos, e desempregados devido às desigualdades sociais e ás "crises" sucessivas que o nosso país foi conhecendo ao longo de vários anos. Dizem que em casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão, e esse factor tem sido decisivo para o crescimento de famílias disfuncionais no nosso pais. Hoje os pais são sobretudo gente carregada de dividas, de vícios causados/agravados pelas mesmas, e com quilos de anti-depressivos diversos guardados na primeira gaveta da mesinha da cama, que os fazem descuidar/esquecer o valor da vida, a sua função de pais e o papel - de vital importância - que nunca deixarão de desempenhar na educação dos seus rebentos. Hoje, mais do que nunca, os filhos crescem sozinhos, sem qualquer tipo de supervisão, mesmo estando em casa.
Mas porquê tanta violência? Porquê tanto ódio? Não teria bastado uma meia dúzia de bofetadas?

Ora ai está.. são boas perguntas e tenho uma opinião a revelar à esse respeito.

Na minha opinião acho que o conceito de "violência" está a ser cada dia mais banalizado por todos os sectores da nossa sociedade em geral e os meios de comunicação em particular.
Vou vos citar um cómico exemplo:
Ontem, houve Tourada na RTP. Quero dizer, tourada costuma haver lá todos os dias, e palhaçada, e bichanices, e imbecilidade aos pontapés, mas não é disso que se trata. Quando disse Tourada, não me quis referir aos "touros" que monopolizam a RTP, mas sim à aquelas aberrações que, montados em cima de um cavalo, gostam de espetar bandarilhas no dorso dos Touros para fazê-los agonizar de dor, e esvaziarem-se em sangue na arena, para a delicia da plateia psicopata - a maioria deles pedófilos, segundo relatos do processo Casa Pia - que farta de ser maltratada, espezinhada pelo tédio, e pela indiferença do dia à dia, encontra nos espectáculos de Tourada, uma forma de se vingar e descarregar as suas frustrações, maltratando seres indefesos dentro de uma arena como elas também são na sociedade.
Ora, lembro-me de ter havido tempos em que, quando era transmitida uma Tourada na RTP, aparecia logo obrigatoriamente uma bolinha vermelha no canto superior direito da televisão para advertir os telespectadores menos incautos de que estariam perante um programa com imagens chocantes e impróprias para pessoas sensíveis. E que aconteceu à bolinha? Simplesmente desapareceu. E o programa, deixou de ser chocante? Claro que não, continua a mesma porcaria de sempre, com os mesmos velhos-rancorosos-psicopatas de sempre a ejacular involuntariamente nas calças de cada vez que uma bandarilha é espetada com sucesso no dorso do Touro. Ou a erecção será causada pelos miúdos que costumam ir lá para ajudar a apanhar as flores que são atiradas para a arena? Prefiro não apostar.
Mas...e as audiências? Bahhh...sobem ao que parece, inexplicavelmente.

Inexplicavelmente? Nãaaa, estava a brincar. Acreditem que tudo isso se explica bem. O ser humano é demasiado prevísível para que consiga criar um mito à sua volta.
Que poderiam vocês esperar de uma sociedade cujo principais meios de comunicação, - neste caso concreto a televisão que, como sabem, enferma uma grande responsabilidade social -, são os primeiros a banalizar e a explorar de forma gratuita os vários tipos de violência, mesmo as mais bizarras, como se torna bom exemplo as touradas em que se vê homens a crivar o corpo de um animal com setas pontiagudas, que, vão-lhe rasgar a carne e fazer brotar das suas feridas uma quantidade horrível de sangue, num espectáculo tão macabro quanto deprimente?
Acho que não preciso de me esforçar muito mais para vocês perceberem onde quero chegar.
Hoje, cada vez mais, o que outrora era considerado chocante, proibido ou violento, e apenas ao alcance de maiores de 18 anos, passou a ser facultado a todo o público em geral, inclusive à crianças de idade tenra.
Seja na TV, nos videojogos, nas Nintendos, nas Playstations, na Net, no PC, no Magalhães...desde cenas de pancadaria com imagens e gráficos cada vez mais reais, e sangue a esguiçar por todo o lado, até aos Zombies engraçados que perdem a cabeça quando são atingidos por ervilhas, a violência passou a estar presente em todo o lado.
Querem outro exemplo de como a violência está a ser banalizada?
Hoje, quando fui ao meu quarto, estava a dar o "Pirata das Caraíbas 1" na RTP1 - aquele que mostra piratas que se transformam em esqueletos devido à uma maldição - e fui encontrar o meu filho de 6 anos, sentado na minha cama, a ver o filme com um ar visivelmente assustado. Mas que raio! Eu sou obrigado a estar atento à tudo? Não posso confiar na serenidade da RTP? Sem ser os bichaninhos, que gostam de levar na giga, não há lá nem um único homem que seja normal, casado e também pai de filhos menores?
À noite, encham os canais com montanhas de novelas, mórbidas, estúpidas, e depois durante o dia atiram-nos com toda a merda que esteja a ganhar pó nas prateleiras por falta de uso?
Bom, escusado será dizer que lá tive que sossegar o meu filho e explicar-lhe que aquilo tudo não era verdadeiro, que é tudo a fingir, para não ter medo, e blá blá blá... mas bem sei que esta noite ele vai ter pesadelos.
Acho uma tristeza, até parece que querem que os nossos filhos cresçam à força!
Eu sei que o mundo está uma tristeza, que os crimes, os horrores, e os níveis de violência crescem de dia para dia, mas será assim tão imperativo fazer as crianças crescer depressa, privando-as da sua infância, para que sejam capazes de suportar, o mais cedo possível, o lado mais negro da vida?
Do tipo: - Vamos falar de Sexo e mostrar Violência o mais cedo possível ás crianças para que, quando tiverem 10 anos, lhes seja mais fácil suportarem um eventual ataque Pedófilo?
É esse o grande plano? O plano dívino?  É essa a sociedade do futuro? Maioridade aos 12 anos?

Credo, como é ruim ser criança hoje em dia, e se esse for o futuro...acho que é preferível nem nascer.

23 maio, 2011

Conhecem a Abobrinha?

Mas quem não a conhece???



Abobrinha. Segundo a Wikipédia , a abobrinha, courgette ou curgete (Cucurbita pepo L.) é um fruto pertencente à família cucurbitáceas, assim como a melancia, o melão, o pepino e a abóbora. Pertence ainda ao género das abóboras e costuma-se colher ainda verde.
Composta por aproximadamente 94% de água (a média do ser humano está situada entre 70 e 75%), a Abobrinha é um dos vegetais com menores taxas calóricas. É, ainda, uma boa fonte de vitaminas A, C e folato. A Abobrinha é óptima para ser consumida crua, seja como salada ou apenas fatiada, ou como suplemento de diversos pratos, entre os quais lasanhas, carnes, sopas e molhos.
Na compra, deve-se apalpar bem a Abobrinha e optar pelas mais firmes e pesadas. Pode ser conservada na arca congeladora, mas, porque não há nada neste mundo que seja perfeito, ela estraga também com muita facilidade.
Mas as qualidades da Abobrinha não se ficam pelo mundo culinário. Devido à sua forma fálica, a Abobrinha é também muito procurada no mundo do Sexo. Apreciada em grande parte pela textura da sua pele, mas sobretudo pela natural versatilidade que a sua forma fálica lhe confere, a Abobrinha consegue adaptar-se a qualquer orifício, mesmo os mais lamacentos, e satisfazer até ao mais ínfimo pormenor o mais requintado dos gostos. Por ser fácil de encontrar e ser relativamente barata, a Abobrinha bate-se desse modo com a banana, a cenoura, o pepino, o alho francês e a beringela, para o título de melhor explorador(a) de cavernas profundas.
Entre os maiores apreciadores de Sexo com Vegetais, sobretudo na comunidade Gay, há quem ache conveniente meter a Abobrinha dentro de um preservativo embora não haja provas de que essa prática traga benefícios ou favoreça de algum modo o acto sexual em si.

Decidamente, as qualidades da Abobrinha são infindáveis...e prometem não se ficar por aqui. Seja para cozinhar ou para satisfazer as pequenas necessidades sexuais do dia à dia, a Abobrinha marca pontos nos dois campos, sendo um trunfo a considerar obrigatoriamente nessas horas por possuir um aproveitamento para lá de excelente, mas...(porque existe sempre um mas em todos os contos de fadas)....é bom nunca esquecer que, Culinária e Sexo são campos bem distintos que por motivos de higiene não se recomenda misturar.
Se é verdade, por uma via, que um "Processo culinário" pode muito bem conduzir ao processo Sexual, já o contrário - mesmo que seja possível aplicá-lo - é estritamente desaconselhado, por ser pouco seguro.
Não sejam tolos(as)!  No fim de cada "processo sexual" com a Abobrinha, nunca queiram aproveitá-la para outras coisas porque o mais certo é que isso venha a causar-lhe problemas aborrecidos. O preferível mesmo...é deitá-la ao lixo.

(Ps: Comportamento gera comportamento, dizem...) :)

22 maio, 2011

Some things never change



Foi há poucos dias atrás que o nosso Presidente da Republica, Aníbal Cavaco Silva, pronunciando-se na altura sobre o acordo alcançado entre o Governo e a Troika, quis alertar os Portugueses para a necessidade de "construir uma economia saudável" e "alterar o rumo das políticas, atitudes e comportamentos". Afirmou ainda que não podíamos continuar a viver acima das nossas possibilidades e a gastar mais do que aquilo que conseguíamos produzir, que tínhamos de trabalhar melhor e poupar mais.
Parece incrível como uma simples frase consegue revelar tanto sobre a real situação de um país e de quem manda realmente nele.Não me refiro à expressão "Trabalhar melhor", porque no mundo do trabalho a palavra "Melhor" teria que ser sinónima de "Qualidade" e "Especialização", mas é sabido que por terras lusas, qualidade e especialização são termos anacrónicos, valores quase sempre esquecidos, atirados em direcção ao tecto ou então enfiados debaixo dos tapetes. O que os patrões pedem da malta, ou melhor, exigem!.. é flexibilidade e polivalência, que é como quem diz, a banalização do mérito, do talento, da arte, da classe difundida pelo trabalhador. É o incentivo ao desinteresse no crescimento pela via profissional. A vulgarização do trabalho, o descrédito, o rebaixamento, a perda de valor, mas também o mecanismo essencial, concebido por um grupo de pseudo-elitistas, para que os "Mal-nascidos" permaneçam sempre mal-nascidos e nunca possam roubar nem espaço nem brilho aos "Bem-nascidos".
É por isso o tipo de trabalho mais presente nas empresas portuguesas, feito à base da força e da velocidade, nem que para isso tenha-se que foder metade da mercadoria ou deixar tudo sujo à volta. Não interessa que seja um trabalho saloio e porco, se for feito com velocidade, força e muita fé em Deus (claro!)...és bom pá!...tens o nosso reconhecimento, um grande futuro à tua frente, mas como fazes também muita merda, acabas por causar algum prejuízo e vais ter que ganhar o ordenado mínimo toda a vida....
Não duvidem minha gente, já sou velho nisto e conheço bem a mentalidade dos patrões portugueses. São despesistas, maus gestores em sua maioria, vivem com a mania das grandezas, mas como a firma nunca dá para alimentar todos os vícios "à rico" que ganham, tornam-se demasiado ressabiados para dar aumentos e sempre preconceituosos ou até mesmo caloteiros na hora de pagar. Se fosse por eles, trabalharíamos de sol à sol e ganharíamos apenas o suficiente para comprarmos comida. Como nos bons velhos tempos...
Mas voltemos ao assunto principal.
Dizia eu que uma simples frase conseguia revelar quase tudo sobre a real situação vivida num país e revelar quem são os verdadeiros "detentores do poder".
Poupar mais diz-vos alguma coisa?
Pois...exactamente, poupar é quase um sinónimo de...Banco, por isso, aquilo que o Cavaco Silva pretendeu nos dizer foi: "Metam o vosso dinheiro no Banco e deixem-no lá ficar!".

Eu até concordo até um certo ponto com a necessidade de poupar,  mas confesso que há uma certa questão que me está a fazer uma grande confusão na minha cabeça. Pensem bem, passa pela cabeça de alguém que poupar, que é como quem diz, "Não gastar dinheiro", possa fazer crescer a economia de um país?
Não é a produção, distribuição e consumo de bens e serviços que faz uma economia funcionar?
Como é que a economia pode funcionar se a malta não gastar dinheiro? Se não procurar, nem consumir bens e serviços? Quem vai alimentar a Restauração e os Comércios?
De que vão viver eles?  Como poderão produzir riqueza? De que modo poderão pagar ordenados aos seus empregados?
E o Estado? Não vai ele também ser penalizado com a cobrança de menos IVA?

Poupar, é isso que temos de fazer?
Vamos meter tudo no Banco e ajudá-los a ultrapassar a humilhação de terem sido considerados como "Lixo" pelas conceituadas empresas de Rating?
É assim que o país vai crescer?
O país, é seguro que não, mas os Bancos...esses vão crescer sem dúvida.
Porque a ideia deles não é má, querem recolher aquilo que é "nosso" para em seguida emprestá-lo aos "amiguinhos" do costume que estão doidos por investir na Polónia ou na Índia.
Já dizia o titulo de uma canção: Some things never change...
Pelo menos, não em Portugal.

Olhem, por alguma boa razão nunca quis acreditar em politícos, e tratando-se de Presidentes, menos ainda.

19 maio, 2011

Azul como a cor do céu!



Foi sofrer a bom sofrer. Um jogo que, à partida, parecia que iria ser fácil, dado as diferenças de potencial atacante que caracterizam as duas equipas, acabou por se tornar num autêntico cabo das tormentas.
Da primeira parte do jogo contra o Braga, esperava tudo menos o golo do Falcão. Para quem acompanha as partidas do FC Porto, sabe que os primeiros 45 minutos nunca são sinónimos de grandes façanhas. Não sei, acho que deve ser uma táctica com o cunho pessoal do Villas-Boas, dedicar a 1ª Parte exclusivamente para trabalhos de estudo e avaliação. Do tipo, primeiro vamos estudar as posições e os movimentos do adversário e depois vamos esmagá-los na 2ª parte.
Talvez por confiar demasiado nessa postura que já se tornou habitual ver no conjunto azul e branco em jogos a contar para a Liga Europa, sempre acreditei que mal o Porto conseguisse meter uma bola dentro da baliza, o Braga seria forçado a "abrir-se" e depois seria uma tripalhada à moda do Porto, à semelhança do que já tinha acontecido com o Spartak de Moscovo e o Villareal.
Só que as coisas não correram muito bem. O Porto marcou, o Braga abriu-se...mas quem acabou por sofrer foram os dragões.
Mas que grande grande jogo fez este Braga!
Bom posicionamento dentro do campo, marcações cerradas, pressão sobre o adversário para lhe cortar os espaços quase todos de manobra, muito pulmão, muita luta...credo! Compreende-se perfeitamente porque razão houve colossos do futebol que caíram aos seus pés, este conjunto bracarense é fenomenal. Espero, para o bem do futebol português, que este clube seja campeão nos próximos 4/5 anos. Portugal precisa de gente assim, de malta com atitude e o Braga personifica o melhor exemplo disso.

Um remate, um golo e foi dessa forma que o Porto conseguiu conquistar a Liga Europa. Com um pragmatismo avassalador, enervante, do tipo Mourinho, que resultou num resultado tão modesto quanto foi a exibição. Nunca gostei deste tipo de jogo, deixa-me sempre a suar de nervos e ansiedade. É um táctica que, embora seja eficiente - como mais uma vez provou -, joga muito no limite e sujeita-se à muitos riscos, deixando o adepto sempre inquieto e com o coração nas mãos até ao final da partida.
O Porto ganhou sim, mas não foi convincente como se pretendia, e, verdade seja dita, acabou por beneficiar muito do factor sorte. É que o Braga só não marcou o golo do empate por milagre.

Mas o certo é que ganhou...e está de parabéns mais uma vez!!!
Venceu a táctica, a luta, o sacrifício, a determinação, a alma, a raça e a força de vontade!
Com a conquista de mais este Troféu International, o FC Porto cimenta assim a sua posição de melhor equipa Portuguesa de todos os tempos.

15 maio, 2011

Recebido há dias por Email...

Sim, eu sei que já massacrei suficientemente o tema "Benfica", mas há dias recebi este vídeo na minha caixa de correio e a vontade de partilhá-lo com vocês foi tão grande que...se tornou impossível resistir.
Clubismos à parte, vejam o vídeo e desfrutem-no até ao fim porque ele é simplesmente de chorar à rir.

video

13 maio, 2011

E como por azar...

Tinha que ter o meu último post gravado numa pasta "Rascunhos" da minha conta Gmail.
Como já andava a ter problemas com o Blogger, e estava sem tempo para esperar que aquilo voltasse ao normal, deixei tudo gravado no Gmail e...permaneceu em rascunho.
Isso significa que devo ser o único Bloguista que habita à face da terra, que se ficou a rir da Blogger em vez de ficar a chorar baba e ranho.
Satisfeito? Mas é claro que estou ! No entanto esta minha felicidade acabou por ficar-se apenas pela metade. Teria ficado completa caso o Post fosse um daqueles escritos com a alma, mas este nem sequer com as unhas dos pés dá a ideia de ter sido escrito.

Mas aqui vai para memória futura..



E como por azar...tinha que acontecer um sismo no nosso planeta, precisamente no dia de ontem!
Foi de fraca magnitude e podia ter acontecido algures na Indonésia ou no Japão, assim tipo muito longe, estão a ver a ideia? Porque assim daria aos europeus, a ideia satisfatória de ter sido algo perfeitamente normal, mas não... foi logo escolher a nossa vizinha Espanha, que, por ficar relativamente próxima da sua congénere Itália, acabou por alimentar a pasmaceira dos "boquinhas-abertas" e dos espantalhos supersticiosos que, no dia de ontem, corriam que nem baratas tontas pelas ruas de Roma,  vasculhando por baixo de cada pedra da calçada, em busca do refúgio mais seguro, devido, como sabem, à profecia do Rafaelle Bendandi.
Desconfio que, à esta hora, devem estar todos eufóricos e a pular de alegria por verem a desgraça tocar a porta dos outros, mas, o que mais me assusta é que eles devem ter ficado mais convencidos do que nunca de que as teorias do Sismólogo estavam certas.

E assim nasce mais um novo Nostradamus para as gerações futuras...

11 maio, 2011

Nem com palhaçada vamos lá



 Os homens da luta chegaram a Düsseldorf, viram, cantaram, encantaram e...foram logo eliminados na primeira eliminatória.
A informação carece de uma confirmação adequada, mas por aquilo que me chegou aos ouvidos, parece que os espectadores dos restantes países Europeus não estavam devidamente informados sobre o verdadeiro papel desempenhado por este grupo e os HDL acabaram por ser tomados como uma espécie de fake**...

(**Fake, assim do tipo: Homens da luta? Em Portugal? Mas quem querem eles enganar?)

Não se esqueçam das Pipocas...



Hoje, dia 11 de Maio de 2011, vai ocorrer um Sismo arrasador no centro de Roma, capital de Itália, que vai destruir toda a cidade e matar milhões e milhões de pessoas.
Vão estar lá televisões de todo o mundo, por isso, devem poder acompanhar todo este acontecimento em directo.
Mas se não ocorrer hoje, não desanimem porque será seguramente para o ano que vem, e se não for também no ano que vem, poderá ser nos próximos que se seguem, ou na próxima década, ou no próximo século, ou no próximo milénio, bla bla blá...bla bla blá...
O problema foi ter havido, numa época em que a alfabetização do povo dava ainda os seus primeiros passos e pouca gente era conhecedora do sentido da palavra "senilidade", um sismologista autodidacta chamado Rafaelle Bendandi (1893-1979) que profetizou a destruição total de Roma para o dia 11 de Março de 2011, por força de um sismo de grande magnitude. Mas como não ocorreu nesse dia, criou-se logo ali um problema embaraçoso para a fundação que representa esse fulano, porque, como ela vive às custas da reputação construída pelo falecido sismologista... tornou-se imperioso defendê-la.
Por isso, se não ocorreu nesse tal dia 11...irá ocorrer seguramente noutro dia 11 qualquer.

Não há nada que dure eternamente, como bem sabem, e tudo aquilo que é criado/construído pelo homem está destinado a ser destruído um dia.
A haver algo imortal neste planeta, acho que só a burrice é que poderia ocupar o posto.

09 maio, 2011

Hoje mais do que nunca!



...Temos que saber avaliar, com total honestidade, a evidência de possibilidades que a vida nos oferece, e, se conhecermos a grandeza das nossas capacidades e limitações, saberemos aplicá-las com sucesso e retirar proveito de todas as nossas potencialidades.
É por isso que, sabendo que sou um homem que tem Amor de sobra, Amor esse que posso dar e vender, decidi focar inteiramente a minha atenção na parte do "vender" e dai...elaborei um plano fabuloso, que consiste em dividir o meu Amor em pequenas fracções, que serão colocadas em seguida à venda em locais estratégicos, a preços extremamente apelativos, e com promoções que poderão chegar até aos 90%.
Pensem bem, vocês não tem falta de Amor ai em vossa casa? Não gostariam de receber algum extra para embelezar um pouco mais o vosso quotidiano? A vossa vida?
Algum talvez para consumo próprio? Para oferecer aos amigos ou à familia?
Estou aqui, faço Amor de qualidade, e ofereço descontos fantásticos para os meus melhores clientes.

(Ps: Atenção meninas, que ao falar de Amor nunca tentei associar-lhe qualquer sentido de teor sexual, mas se algumas de vós fizer essa confusão, melhor ainda.)

(Ps2: Apesar de ele se mostrar completamente inútil, já me dei ao trabalho de editar este post por 3 vezes nestes últimos 3 dias! E, pasmem-se, nem sequer sei explicar a razão disso.)

08 maio, 2011

E porque uma imbecilidade nunca vem só...



Eis a mais recente, desta feita protagonizada por sua santidade Jorge Jesus.
Depois de provar o gosto amargo da desilusão e de engolir uma época falhada a quase todos os níveis, o treinador do Benfica reuniu-se com Luis Filipe Vieira para fazer um balanço de todos os falhanços conquistados durante a temporada e, à saída, e qual abençoado oráculo, coloca toda a sua modéstia de lado e anuncia a boa nova para toda a nação benfiquista.


Ele tem a consciência nítida, que é como que dizer: "tenho a certeza absoluta de que para o ano vou ser campeão".
Bem...fé não lhe falta, definitivamente, e burrice também não, porque para alguém fazer uma afirmação tão gasosa quanto esta, esse alguém não pode ser lá muito esperto.
Mas será que alguém pode, alguma vez na vida, saber o que se vai passar no futuro?
Mas quem é ele afinal para ter a consciência nítida do que vai se passar na próxima época? Será Bruxo? Vidente? um Leonardo Da Vinci?...um Esquizofrénico? Sim, só pode.
Quer-se dizer, então nesse caso, que vai acontecer ao Porto? Vai vender a equipa toda? Vai imigrar para Espanha? E quem diz o Porto diz o Sporting, o Braga e os outros clubes da Liga? Vão ficar todos quietinhos, imóveis, estáticos, sem fazer nada? Vão cruzar os braços? Coçar talvez a micose ou então fazer de lampiões?
Será que o FC Porto, que este ano estive muito forte e não sabe fazer outra coisa senão ganhar, e que está em boas condições de juntar a Liga Europa e a Taça de Portugal ao Campeonato que já conquistou, pode ficar ainda mais forte na próxima época?
Não! Obviamente que não! Mas qual é o inconsciente que poderia pensar algo assim?
Ele vai limitar-se a estender um tapete vermelho no chão para ver sua graciosa eminência Jorge Jesus passar e exibir a sua linda plumagem colorida!...hahahaha

Francamente, mas esta gente só sabe dizer palermices?
Se ele fosse contratado pelo FC Porto para treinar a equipa azul e branca na próxima temporada, ainda seria capaz de entender estas declarações, mas como o Villas-Boas fez uma época brilhante e está de pedra e cal no Porto...então, desculpem lá mas não me passa pela cabeça que isso seja possível.
Ou então está a treinar para politico, fazendo promessas que não sabe se poderá cumprir.

Seja o que for, acho muito triste. Acho triste que, num momento particularmente difícil para o alter ego benfiquista, este homem esteja a encher a cabeça deles com barbaridades, especularídades bacocas e ilusões perfeitamente desnecessárias, correndo o risco de voltar a falhar os seus objectivos no próximo ano e deixar a nação vermelha mergulhada de novo na revolta e na desilusão.

Vai acabar esta época com 20 pontos de atraso em relação ao Porto e tem a certeza absoluta de que para o ano vai ser campeão?
Já dizia um...não havia necessidade!

07 maio, 2011

Shaka...Shaka....Zuuuuuuuuu!!!



Não, não é o Rei da Namíbia, nem é o Padre-Professor-Astrólogo-Vidente Zolana Molana. Não fugiu de nenhum Zoo, nem de nenhum Circo (isto é, acho!?), nem de nenhuma "Quinta de Aberrações" (Mas pensa lá viver um dia!). Não é o Tarzan, nem a Jane, nem o King Kong, e embora as semelhanças possam vos parecer, à partida, quiçá assustadoras, também não é o macaco Adriano.
Nos próximos dias, a TVI vai tentar conduzi-los à falsa ideia de que esta fifura...perdão, figura, não é mais ninguém senão o famigerado José Castelo Branco, o assexuado (os anjos não tem sexo, disse ele em tempos) mais famoso de Portugal, que se fantasiou de tigre ou de nativo,  mas eu estou convicto...ouviram bem? Estou CONVICTISSIMO de que estamos diante da terrível reencarnação do Shaka Zulu!
Por isso fujam minha gente! Fujam todos enquanto há tempo, porque este gajo é do piorío! É demoníaco!
Depois não digam que não vos avisei!

Retratos de uma louca paixão...



Este é o verdadeiro grande problema do Benfica, em geral, e dos seus adeptos em particular. A sua paixão doentia pelo drama.
Deixem-me vos fazer um resumo daquilo que vi na TV e que me pareceu ser a história do jogo entre o Benfica e o Braga, no jogo da 2ª mão a contar para as meias finais da Liga Europa. Vi duas equipas corajosas, destemidas, aguerridas, lutadoras, dinâmicas e trabalhadoras. Nenhuma das equipas fez um frete aos seus adeptos. Ambas entregaram-se de corpo e alma ao jogo, correram, lutaram ombro à ombro e suaram as estopinhas para ganhar esse tão almejado passaporte para Dublin, Irlanda do Norte, onde se disputará a sonhada final da Liga Europa. O Braga teve a sorte de marcar um golo importante, numa fase crucial da partida, e depois teve lucidez suficiente para gerir o jogo e saber segurar este resultado até ao final do encontro, e o Benfica esse....teve simplesmente azar. Teve azar porque fez tudo para ganhar o jogo mas a bola teimou em não entrar. Teve azar quando ao minuto 40 o Cardoso fez um passe de morte ao Saviola e a bola acabou por embater no poste. Teve azar quando ao minuto 60 o Jara mandou um remate em arco, sem hipóteses de defesa para o guarda-redes do Braga, e a bola quis passar ligeiramente ao lado da baliza. Teve azar quando, a 10 minutos do fim, o Luisão conseguiu desviar uma bola para o poste mais distante onde estava o Saviola isolado que...não teve habilidade para acertar na bola. E por fim, teve azar quando já nos minutos finais, o Paulão, quase em cima da linha, negou um golo certo ao Kardec. Sim, é isso tudo, é muito azar de facto, mas o futebol é mesmo assim, vive da sorte e do azar. E como a sorte pertence a todos...hoje conhece-se a glória...amanhã chora-se...

Por causa de tudo isso, e porque sempre mantive uma aversão natural pelas personas non gratas, fico triste e abano sempre a cabeça em jeito de desagrado quando sou forçado a assistir a certas imbecilidades que ocorrem frequentemente neste país. Imbecil foi a reacção dos adeptos benfiquistas que, face à prestação da sua equipa - que, vá-se lá saber porquê, foi considerara má -, foram levados a juntarem-se em grande número ao pé do Estádio da Luz, por volta das 3 horas da manhã, com intenção de insultar, envergonhar ou quiçá apedrejar o autocarro que transportava a Comitiva do Benfica em regresso de Braga.
Imbecil também, foi mais esta atitude da direcção do Benfica, que, tendo sido informados da realidade que os esperava no Estádio da luz, solicitaram imediatamente a intervenção das forças policiais, no sentido de garantir um perímetro de segurança para a passagem do autocarro, serenar os ânimos lá presentes e dissuadir qualquer intenção de expressar um eventual desagrado da multidão através do recurso à violência.
Tenho que vos dizer que achei isso simplesmente idiota e de mau gosto. Francamente, 15 carrinhas do corpo de intervenção e mais de 100 policias armados para controlar cerca de duas centenas de adeptos que estavam ali presentes aquela hora? Quase 1 policia para cada 2 pessoas?
Credo! não quiseram trazer também os carros-cisterna para atirar mangueiradas de água gelada nos saloios que tivessem o atrevimento de fazer um manguito com os braços ou um gesto menos decoroso com o dedo médio da mão?
É assim que os adeptos da casa são tratados? Foi mesmo preciso tanta merda?
Uiiiii...que este Filipe Vieira deve ser cá um hipocondriaco de primeiro nível, basta um berro ou uma mão no ar e caga-se logo todo. Lamentável.
E eu que pensava que os tripeiros é que eram os carniceiros, os saloios, os porcos, os desdentados, e que pelos lados do sul era tudo composto por gente educada, elitista e bem formada...

Sabem uma coisa? Digo que é nas horas más que a verdade do homem se revela inteiramente...

04 maio, 2011

A TROIKA pariu um rato...


Vou vos contar uma coisa, eu sempre detestei o mundo da política mas há dias em que não posso deixar de sentir uma certa admiração pelo grau de perspicácia revelado por alguns intervenientes políticos. É incrível, este Sócrates sabe-la toda.
Como é possível que o PEC IV, que começou por ser um grave problema - causador da nossa crise política e da necessidade de haver novas eleições - se tenha agora transformado no maior trunfo de propaganda do José Sócrates?
Ou alguém ainda ficou com dúvidas de que a TROIKA acabou de entregar, de bandeja, a vitória ao José Sócrates, nas próximas eleições que vão ser realizadas a 5 de Junho?
Agora já percebo porque razão o nosso PM chegou a garantir à Merkl que o PEC IV seria posto em prática, fosse quais fossem as consequências resultantes da crise política.(incluído novas eleições).
O Passos Coelho, líder do maior partido de oposição, acabou por ser o pior figurão a sair mais mal na fotografia, uma vez que foi ele quem despoletou a crise politica, e, involuntariamente, não só acabou por aprovar o PEC IV como ainda por cima juntou um PEC V às contas do orçamento do estado, sem ser preciso o Socras sujar o rosto ou as mãos. Repito-me, estes indíviduos sabem-na mesmo toda.

Quanto às medidas da TROIKA, e do "bom" acordo que o governo diz ter alcançado com ele, não tenho mais nada a assinalar do que aquilo que eu já havia vaticinado em alguns posts. Não haverá cortes do 13º e 14º mês - nem substituição dos mesmos por títulos de poupança -, nem despedimentos na função pública, o IVA deverá aumentar para 25% , as pensões acima dos 1500 euros parece que vão ser cortadas e não vamos perder mais nada sem ser aquilo que já estava previsto acontecer no PEC IV.
Está previsto o FMI manter-se por cá durante os próximos 3 anos, mas nada de desanimar. Pode ser que ao fim desses 3 anos, eles ainda queiram ficar mais um bocadinho connosco.
Porque enquanto eles estiverem por cá, as contas são sempre bem feitas e nunca derrapam para o abismo, e é nessas alturas que o Portugal todo aproveita para respirar um bocadinho.

Trollitada:

Trollitas - Afinal bem dizia o Socras que o PEC IV era o passo certo e a solução...
Pensador - Mas então se era, e se as contas estavam bem feitas, porquê que ele vai mandar o seu Ministro das Finanças embora nas próximas eleições?

02 maio, 2011

E por falar em coisas simbólicas...

(Usāmah Bin Muhammad bin 'Awæd bin Lādin)
Não vos parece também deveras simbólico...que no Dia da Mãe, tenham conseguido matar o maior Filho da P*** que existia sobre a terra?
É como se o destino quisesse dar esperança, e uma nova oportunidade ao mundo, limpando um dos maiores erros concebidos pela mãe natureza.
Acho que não poderia haver maior prenda para todas as Mães deste planeta, que sonham deixar um mundo mais bonito, mais protegido e sobretudo mais seguro para todos os seus filhos de hoje e netos do amanhã, do que assistir à morte - mundialmente ansiada - desse crápula.

Sócrates, 1º de Maio e dinheiro no karalho...



Não sei se foi algo premeditado ou se se tratou apenas de uma mera coincidência, mas se o José Sócrates teve realmente intenção de homenagear o Dia do trabalhador, achei tão oportuno, e tão recheado de simbolismo, que ele tenha ido comer no Redondo.
Enquanto Portugueses, e olhando para a sorte que nos é tradicionalmente destinada, creio que de uma maneira ou doutra, já lá fomos ou acabaremos todos por ir lá comer um dia.
Confesso também, que, intimamente, já mandei o Socras uma boa montanhas de vezes a conhecer esse sítio...mas gostaria que da próxima, ele fosse menos besta e entendesse um pouco melhor o sentido da minha mensagem.

01 maio, 2011

Sabes...



É à noite que me sinto pior. Nesses sonhos estranhos onde revejo o teu rosto, onde te abraço com força, com tanta força, onde te carrego de mimos, de beijos, e choro de alegria por poder escutar a tua voz.
Mas depois, quando a manhã chega, tu não estás mais aqui...e só me resta manter a esperança de que voltarei a sonhar..em ti.
Os sonhos são a única forma que eu tenho de te ver. De te tocar. De te ver sorrir para mim. Fazes-me tanta falta hoje, como no primeiro dia em que te vi partir. Minto, acho que hoje fazes-me mais ainda. Sinto tanta falta de ti.
Não sei....Se é verdade que o tempo apaga a dor, porquê que a minha teima em existir? Porquê estas minhas lágrimas? Porquê esta ferida que nunca cicatriza, e dilacera continuadamente o meu coração? Porquê este vazio deixado por ti?
Porquê..porquê...porquê..
E porquê todos estes porquês, se de nada me adianta procurar razões?
Mesmo que as encontre, elas jamais poderão mudar seja o que for.
Assim, resta-me apenas viver ou pelo menos fazer algo que possa justificar a minha vida. Porque as lágrimas, essas, irão permanecer para sempre dentro de mim...até ao dia em que os meus sonhos fizerem abrir um portal para a minha realidade, e for chegada a minha vez de passar por dentro dele...Para te rever, finalmente.

Sabes mãe, se as noites são mais duras dos que os dias, tem dias....em que me parece ouvir a tua voz.

White side and black side of the moon...

Donald Trump and Pope Francis represent the white side and the dark side of the moon...  Trump is smilling and Pope Francis seems a l...

Para recordar...