18 outubro, 2017

Humor càustico à Pensador...

Talvez a prova mais antiga do mundo de que o "Veganismo", mesmo sendo considerado uma alimentação saudável, pode favorecer o plano físico mas nem por isso consegue contribuir para uma melhor saúde mental... :))


17 outubro, 2017

Bem vindos ao inferno.

Imagem da Net

E poucos meses decorridos após a tragédia de Pedrógão Grande que, como bem se lembram, matou 64 pessoas devido aos incêndios, eis que volta a acontecer uma nova tragédia em Portugal como resultado dos 523 fogos florestais que fustigaram o nosso país no dia de ontem e à custa dos quais já morreram 35 pessoas até agora. Já não tenho palavras para descrever tudo isto, chega até a parecer ser demoníaco o que está a acontecer à nossa volta. Demoníaco, que melhor palavra podemos nós utilizar senão essa para descrever todos estes horrores. Isto não pode ser apenas obra do acaso, tem que haver mais qualquer coisa nesta história que ainda não foi devidamente sinalizada. Pedrógão Grande pode ter parecido uma ironia maldosa do acaso e o resultado de uma série de factores que estavam destinados a correr mal mas 523 incêndios num só dia parece ser uma acção demasiado concertada para que possa ser considerada uma simples coincidência. Até parece que as pessoas estão a ser caçadas através do fogo e que estão a ser conduzidas para autênticas emboscadas mortais. Se nunca tivemos até agora qualquer tipo de historial de mortes provocadas por incêndios sem ser alguns bombeiros heróis que por vezes acabavam por sucumbir ao cansaço e à inalação excessiva do monóxido de carbono, como é possível que hoje em dia possa haver tanta gente a morrer por causa deles? Sim o governo tem culpa, sim a protecção civil tem culpa, a SIRESP tem culpa, a própria sociedade inteira tem culpa, mas mesmo tudo isto junto não consegue explicar tudo. Na minha opinião acho que temos estado a analisar este problema de uma forma demasiado errada. Achamos sempre que os incêndios são o resultado de mãos criminosas, de pessoas doentes, pirómanos e esquizofrénicos que sofrem de problemas mentais e que, por não haver uma legislação adequada, acabam sempre por ser considerados inimputáveis e são libertados poucas horas após terem sido presos. Até agora achamos sempre que cada um deles age por conta própria, sem premeditação, e que não existe qualquer tipo de relação nem nenhuma acção coordenada entre eles. Mas a pergunta que por vezes me coloco é muito simples: E se existir? E se viermos a descobrir que todos estes fogos florestais tem um propósito bem mais forte e fazem parte de um plano muito bem definido? Quero evitar levar isto para o campo religioso mas tudo aquilo que tem acontecido até hoje tem demasiadas características que combinam demasiado bem com a potencial presença de uma seita satânica. E se na doutrina deles o mundo será consumido pelas chamas quando chegar o dia do juízo final, acho que podem tirar facilmente as vossas conclusões...e elas não devem ser muito diferentes das minhas...

16 outubro, 2017

Os burros felizes...

Inicialmente acaba por ser uma realidade bastante assustadora - e quiçá consternadora - constatar que os níveis de burrice já conseguem atingir tal dimensão, mas depois, após reflectirmos um pouco melhor, também se torna motivo de celebração verificar que no meio desta tropa de burros há pelo menos um que parece não ter nada a ver com aquela espécie e que, por ser alguém bastante mais esclarecido, consegue perceber a nossa linguagem e apreciar aquilo que a gente diz. Certo dia cheguei a ler no Shiuuuu o desabafo de alguém que preferia ser menos inteligente porque acreditava que desse modo poderia sentir-se mais livre e feliz. Primeiro duvidei que a ignorância pudesse ser um factor de alegria na vida das pessoas mas depois de analisar as respostas/comportamento destes anónimos (excepto o das 20h33) acabei por ficar totalmente convencido disso. Aposto que estavam muitos felizes quando julgavam que era eu que estava a fazer o papel de idiota... :)))


15 outubro, 2017

O sexo vende e o resto é conversa...

HD Estrela do Instagram faz sexo sem querer.jpg
Imagem retirada aqui

Nas minhas incursões pela Internet dei de caras com uma noticia que achei para lá de interessante porque reflecte bem aquilo que o ser humano hoje em dia é capaz de fazer para ganhar fama e projectar a sua carreira de "Youtuber" nas redes sociais. Para todo o homem que quiser ser um "Youtuber" de sucesso o seu trabalho acaba por ser mais complicado porque requer muito "patuá", e tem que fazer constantemente o papel de cómico para fazer rir as pessoas, nem que para isso seja forçado muitas vezes a ter que fazer também o papel de idiota pintado o cabelo em vários tons de cores. Mas...e para a mulher? Muitas optam por fazer um papel semelhante aos dos homens mas tem outras que não estão para ter tanto trabalho. Assim, há que recorrer às velhas armas de sempre. O que é o povo gosta de ver afinal? Sexo obviamente. E, perante isto, avaliando tudo aquilo que tenho, o que é que tenho mais condições de oferecer? Isto pelos vistos...


Kristen Hancher tem apenas 18 anos mas promete ser uma estrela em ascensão no mundo dos Vips, tudo isso porque já percebeu melhor do que ninguém que nada vende mais do que o sexo e, pelos vistos, encontrou uma forma bastante boa de oferecer isso aos seus "consumidores" sem que tenha de parecer foleira ou ficar mal na fotografia. Senão vejamos. Acidentalmente filmou-se em directo a fazer sexo com o namorado e, por uma sorte dos diabos, o filme só teve direito a som? Há quem não perceba muito bem destas coisas mas para um crânio da informática como eu, sabemos de antemão que para um filme transmitir apenas a parte sonora isso requer uma prévia parametrização. Não é o tipo de coisas em que podemos dizer: Foi um acidente, lembrei-me de desligar o video mas esqueci-me de desligar o áudio, percebem? Há um "login" e há um "logout"...e o logout desliga sempre tudo. Em seguida tem aquilo que achei mais cómico. Com que então o video só durou 3 minutos? Isso foi o quê? Sexo fulminante? Ejaculação precoce? Sexo modo "Light" com baixo teor de gorduras em vez da "camisinha" para evitar engordar? Uma "rapidinha" versão mundo digital? Nos lugares públicos ainda percebo a necessidade de uma rapidinha porque também já tive que recorrer muitas vezes a essa prática sexual mas...na nossa própria casa? três míseros minutos a seco? Sem sequer ter direito a preliminares nem nada? Credo que os famosos devem sofrer à brava na cama!. Bem, uma coisa é certa, se tudo isso fosse real acho que poderia parecer de facto muito pouco mas como foi feito em modo "Showlive" aposto que deve ser extremamente cansativo e enfadonho fingir orgasmos durante 3 minutos para ter a certeza que o microfone não deixou de gravar em modo estéreo. Como é sabida esta jovem Kristen. Parece-me que já ninguém tem nada para lhe ensinar neste campo. Com 18 anos ela já sabe-la toda...e o que ela mais sabe é que, para além de ter aumentado exponencialmente o numero dos seus seguidores, doravante vão ficar extremamente atentos a todos os seus passos para ver se ela comete mais uma vez o deslize "acidental" de deixar a câmara de filmar ligada...e com direito a imagens desta vez...


14 outubro, 2017

Bom fim de semana!



Je n'ai qu'une philosophie
Être acceptée comme je suis
Malgré tout ce qu'on me dit
Je reste le poing levé
Pour le meilleur comme le pire
Je suis métisse mais pas martyre
J'avance le cœur léger
Mais toujours le poing levé

Lever la tête, bomber le torse
Sans cesse redoubler d'efforts
La vie ne m'en laisse pas le choix
Je suis l'as qui bat le roi
Malgré nos peines, nos différences
Et toutes ces injures incessantes
Moi je lèverai le poing
Encore plus haut, encore plus loin

Viser la Lune
Ça ne me fait pas peur
Même à l'usure
J'y crois encore et en cœur
Des sacrifices
S'il le faut j'en ferai
J'en ai déjà fait
Mais toujours le poing levé...


11 outubro, 2017

Na cama com o Pensador...

Pensador - Oh Mor, conheces alguma coisa que seja feia e bonita em simultâneo?
Jolie-lá-de-casa - Hein? É claro que não! Uma coisa ou é bonita ou é feia. As duas coisas é que não.
Pensador - E as coisas "feias" que muitas vezes me pedes para fazer-te...no final não costumas achá-las também bonitas?
Jolie-lá-de-casa (após alguns suspiros) - Olha, não estás a pensar publicar essa piada lá no teu blog pois não?
Pensador - Eu!??? Alguma vez! Mas por quem me tomas? Achas?  :)


Imagem relacionada
Imagem da Net

10 outubro, 2017

As (De)Alegrias do Futebol...

A caminhada de Portugal para chegar ao Mundial 2018
Imagem da Net

Houve um tempo em que Portugal conseguia apurar-se tão dificilmente (para não dizer raramente) para as fases finais dos Campeonatos do Mundo e dos Europeus de futebol que, quando conseguiam tal façanha, mal soasse o apito final da partida era vê-los a correr pelo campo, pulando de felicidade, abraçados uns outros e com lágrimas de alegria a escorrer pelo rosto. Hoje em dia, e depois de já termos sido campeões europeus, chegamos a um tempo em que tornou-se tão banal Portugal conseguir apurar-se para as fases finais dessas competições que, quando conseguem mais um apuramento como foi o caso desta noite, já nem os jogadores se dão ao trabalho de mostrar o seu contentamento nem de festejar seja o que for (Ok, estamos lá, fixe...).
Sim Portugal está de parabéns e merece uma grande salva de palmas, e sim temos um lugar reservado na fase final do Mundial organizado pela Rússia em 2018 mas, sabem uma coisa? Sinto saudades do tempo em que Portugal não era ninguém no  mundo...

09 outubro, 2017

Catalunha perdida por entre as brumas da desgraça...

Resultado de imagem para catalunha
Imagem da Net


Está a ser criado um paradigma extremamente perigoso na Catalunha. Depois de no passado dia 01 de Outubro ter havido um referendo onde 90% dos cerca de 2 milhões de eleitores que ocorreram às urnas (42% do total) votaram a favor da independência da região face à Espanha, agora a imprensa dá-nos conta que ocorreu na cidade de Barcelona uma manifestação composta por cerca de 1 milhão de pessoas que vieram protestar a noticiada intenção de Carlos Puigdemont (presidente do governo da Catalunha) de proclamar na próxima terça-feira (amanhã) a Declaração de Independência da Catalunha. No Post anterior critiquei a actuação do governo espanhol que me pareceu trapalhona, sobranceira e totalmente despropositada, mas agora gostaria de dizer que este povo catalão não juizinho nenhum na cabecinha. Sim a Catalunha sabe que é a 2ª região mais populosa e a mais rica de Espanha. Sim a Catalunha ficou ferida por ter sido ofendida, agredida e humilhada pelo governo espanhol. Sim a Catalunha sabe que é poderosa e que pode destruir a economia e hegemonia da Espanha. Sim a Catalunha deve julgar que tem a faca e o queijo na mão. Mas não tem. O que a Catalunha não sabe é que uma grande parte da sua riqueza foi conquistada com a colaboração da Espanha e que, sem ela, toda a riqueza que pensa ter hoje vai esfumar-se lentamente amanhã. A Catalunha precisa de consciencializar-se de que só existe uma forma de ela conseguir ser independente e não morrer, é sair a bem da Espanha, porque se ela quiser sair a mal...isso vai ser a sua completa desgraça. Durante este fim de semana, e graças a uma legislação aprovada urgentemente pelo governo, já foi posto em marcha um verdadeiro êxodo de empresas importantes (muitas das quais catalães) que tinham a sua sede na região, por recear que este conflito pudesse atingir proporções mais desastrosas e mexer com o mercado das Bolsas, atirando desse modo as suas acções para mínimos históricos. E com razão! Numa perspectiva puramente económica, para uma empresa que esteja habituada a explorar um mercado composto por cerca de 200 milhões de potenciais consumidores, acaba por ser bastante dramático ela constatar que, de repente, esse mesmo mercado foi reduzido drasticamente para 7 milhões...
É por isso que considero que a Catalunha não só está a arranjar lenha para se queimar como para fabricar também o seu próprio caixão. Não comento a legitima ambição do Carlos Puigdemont de querer aproveitar esta conjuntura e ser imortalizado nos livros da história como sendo o grande obreiro e o homem responsável por conquistar a independência daquela região. O ser humano é capaz de fazer de tudo e mais alguma coisa para morrer famoso e ser depois recordado pelas gerações vindouras. Ainda para mais, costuma-se dizer que pimenta no cu dos outros para mim é refresco e o povo da Catalunha ainda não percebeu que é o rabo deles que está a ser visado.Também não comento a esperada e irresponsável irreverência da juventude catalã, que hoje em dia calça sapatilhas Nike, sempre viveu bem e nunca teve que passar por dificuldades, sabendo que para eles isto não passa de uma brincadeira para matar o tempo e publicar algumas fotos no Facebook que foram tiradas pelo seu iPhone novinho em folha ("Olha eu ao pé da estátua e lá no fundo tem um policia a espancar uma velha! Mas que horror! Ninguém faz nada? Viva a Catalunha!"). Se essa mesma juventude soubesse que toda essa alegria e efusividade podiam ser transformadas mais tarde em miséria, dificuldades de vida e fome, tenho a certeza que eles iriam ficar logo tão preocupados em ter que vender os seus iPhones que jamais teriam-se dirigido às urnas. É muito lindo quando crescemos a pensar que o mundo só é feito de flores, Jogos e Internet, comida na mesa e de Amor pintado com tons de azul bebé e/ou cor-de-rosa. Critico sim é a actuação do restante governo catalão, do comércio local, das empresas que sempre financiaram apoiaram este movimento independentista e da população em geral que, em pleno século XXI, tem a obrigação de estar muito melhor informada. Mas que pensam eles que vão conquistar afinal? Para que uma nação possa sobreviver ela precisa de aliados e parceiros comerciais. E quem vão ser esses parceiros? Será que eles acreditam mesmo que, depois de uma desfeita destas, o poderoso e portentoso porto de Barcelona vai continuar a importar e exportar  as necessidades espanholas? Será que eles acreditam que os países da Europa vão atrever-se a firmar acordos com eles ofendendo desse modo o seu parceiro europeu? Nem a União Europeia permitiria alguma vez que algo do género acontecesse. Mesmo que eles consigam celebrar acordos comerciais com a América ou com a China, por exemplo, qual irá ser o país europeu que se atreverá a aceitar mercadorias americanas ou chinesas provenientes da Catalunha? E quem fala do comércio marítimo, fala de tudo o resto. Será que a Catalunha acredita mesmo que consegue ser auto-suficiente sem o envolvimento e proteccionismo da Espanha? Parece-me bastante visível que as consequências sociais iriam ser dramáticas. Para mim, nesta sua ânsia de tornar-se independente, a Catalunha vai ver-se transformada de repente numa autêntica ilha e vai lamentar com sangue o seu erro porque, depois de uma burrada tamanha, e face às divisões que possui no seio da sua sociedade, o passo seguinte seria inevitavelmente a guerra civil...e essa seria também a maior e melhor lição que a Espanha poderia oferecer aos outros movimentos independentistas, principalmente o país Basco.

08 outubro, 2017

A multiplicidade dos seres...(do que fomos, do que somos ou podemos ainda vir a ser)

Porque as verdades por vezes devem podem ser ditas, tenho consciência que sempre existiu em mim uma multiplicidade de facetas que confundem qualquer que seja o sujeito que pense conseguir avaliar correctamente os contornos da minha personalidade. De um lado temos um Pensador protector, altruísta e amoroso. Um sujeito confiante, calmo, bom ouvinte, amigo de ajudar quem precisa e sensível à poesia e essas coisas do Amor. Há também um Pensador nostálgico, defensor do passado,  desse velho tempo que se foi, de velhos costumes e tradições, e da simplicidade tão bonita de se viver que existiu outrora mas que depois perdeu-se caprichosamente no esquecimento. Temos ainda um Pensador vanguardista, amante do modernismo, que também reconhece e lamenta os erros cometidos nesse mesmo passado e sonha com um mundo mentalmente mais evoluído, mais justo e equitativo. E, por fim, temos um Pensador com uma faceta mais explosiva e maléfica. Um ser rude e frontal, odioso na perspectiva de muitos, cáustico, sarcástico e provocador. Um dragão solitário que cospe fogo por onde passa e apenas sabe reconhecer o céu como legitimo limite. Um sujeito que soube anular os seus medos e passou a sentir-se verdadeiramente livre desde que decidiu isolar-se do mundo. De ter que se justificar perante ele. Um ser intenso, cujo coração explode facilmente de raiva, de paixão, de alegria...e origina uma pura felicidade interior...

Quem eu sou? Sou tudo isto mais a parte que não revelo e que decidi guardar só para mim. O melhor e o pior de nós, aquilo que choca e encanta o  mundo, deve ser sempre guardado a sete chaves e mantido no segredo dos deuses...

...Porque a nossa dor mata quem nos ama e a nossa felicidade maltrata quem nos odeia...

Teríamos sempre algo a perder. Sem esquecer que há fantasmas que nos perseguem sempre onde quer que vamos...


07 outubro, 2017

Catalunha ou o prelúdio de uma democracia condenada à morte...

Imagem relacionada
Imagem da Net

Tenho seguido com bastante interesse as noticias que nos tem chegado da situação dramática que se vive actualmente na Espanha, mais concretamente na Catalunha. É assim, desde pequeninos que somos educados para a cidadania e para viver em democracia. Na escola aprendemos que todos os homens são livres e iguais perante a Lei, que cada cidadão tem uma série de direitos que estão consagrados pela Constituição através de vários princípios indissolúveis de entre os quais figuram alguns fundamentais como o princípio da igualdade e do direito à resistência perante qualquer forma de opressão. A constituição atribui-nos ainda muitos outros direitos tais como o direito à vida, à integridade pessoal, à cidadania, à palavra, à liberdade e à segurança, e à livre expressão do nosso pensamento e informação. Assim, crescemos com a fantasia de que existe um conjunto de regras inquestionáveis e invioláveis que visam garantir que não sejam repetidos alguns erros do passado e que o povo não se veja novamente sujeito às tormentas de ter que viver sob a alçada de regimes políticos opressores fascistas que negam ao ser humano qualquer pretensão que ele tenha de ser feliz. Disse fantasia porque, infelizmente, quando a Democracia é convidada a mostrar a sua força, mas, sobretudo, a sua diferença quando comparada com regimes mais autoritários, é com alguma surpresa que verificamos que, afinal, e tal com esses, ela não passa de uma grande treta. Senão vejamos. Temos na Catalunha um povo que nunca se identificou com o reino Espanhol e para provar isso basta dizer que essa região possui a sua própria língua, história e cultura. Perdeu a independência e autonomia pela primeira vez em 1714 quando Barcelona foi cercada pelos Borbónicos e após ter conseguido recuperá-la em 1931, acabou por voltar a perdê-la anos mais tarde com a ditadura franquista. Após a morte de Franco,e com a restauração da democracia, foi permitido à Catalunha ter o seu próprio parlamento, força policial e sistema de educação, tornando-se assim umas das 17 regiões autónomas que compõe a Espanha. Mas a a região da Catalunha goza de um grave defeito. O pior de todos por assim dizer. Para além de ser a 2ª região mais populosa do país, trata-se também da mais rica de Espanha e representa 20% do seu PIB nacional. O resto já se sabe, quem é rico...nunca gostou muito de partilhar com quem é pobre, ainda para mais se foi coagido a fazê-lo sob a ameaça de armas de fogo. Assim, temos uma Catalunha (7 milhões de habitantes) cuja história fê-la ganhar ódio por MADRID e esse ódio irá estender-se ao longo dos séculos que ainda hão-de vir. Por ser tão rica e tão decisiva na economia Espanhola, não será nenhum absurdo dizer que o seu afastamento provocaria irremediavelmente o colapso do país, colocando assim o governo Espanhol numa situação de extrema fragilidade à semelhança do que se passaria se a região do Porto quisesse ser independente e decidisse separar-se de Portugal por exemplo. Trata-se de uma questão delicada que dificilmente terá uma solução à vista e que já por isso requer muito cuidado e bom senso da parte de quem governa. No entanto considero que o governo de Mariano Rajoy tem estado a meter os pés pelas mãos nesta questão. Há um referendo no ar e que decide ele fazer? Vai proibir as pessoas de votar , violando assim os seus direitos mais fundamentais e ferindo também o seu orgulho. Se até ali podia haver alguns "indecisos" ou algum cepticismo nesta questão , com aquele gesto acabou por matar qualquer simpatia existente à capital e deixou logo tudo decidido. Os Catalães, como seria de esperar, na sua qualidade de gente brava e orgulhosa, jamais iriam permitir que tal afronta do governo passasse em claro e, à semelhança do que faria qualquer povo que visse a sua casa a ser atacada, reagiram e trataram logo de arranjar soluções para que esse referendo pudesse realizar-se. E realizou-se. Mas o que se seguiu depois merece figurar nos anais da historia como a mais triste, perversa  e execrável lição democrática alguma vez revelada pelo homem. Essa nova lição democrática, dessa "nova democracia" que hoje em dia parece estar a nascer perante os nossos olhos, baseia-se na premissa seguinte:«Podes beber desde que bebas da minha fonte, podes comer desde que comas da minha mão, e podes pensar desde que penses igual a mim, porque se beberes da tua fonte, comeres do teu prato, pensares pela tua cabeça ou quiseres decidir o teu futuro, serás maltratado, espancado ou preso como o grande malfeitor que és...». Em suma, de tanto maltratarmos a democracia ela acabou por estender de novo o tapete ao fascismo, tendo a Espanha assumido carregar o estandarte do primeiro exemplo. Assim, sob a capa da "legalidade" e servindo-se do aparelho jurídico burguês espanhol, o estado desencadeou uma verdadeira operação repressiva sobre a região da Catalunha, destacando para o local mais de 10.000 soldados para intimidar a população, invadiu três ministérios da Generalitat (Economia, Negócios Estrangeiros e Presidência) e prendeu 13 dos seus membros. Encerrou locais de voto, confiscou urnas e cédulas eleitorais, e espancou a população presente nos locais de voto provocando assim mais de 900 feridos. E no fim de tudo isto, o Rei de Espanha, Felipe VI, com o gesto mais hipócrita que tive o desprazer de ver até hoje da parte de um pseudo-rei, ainda teve a lata de invocar a deslealdade e falta de respeito do povo catalão pelo espírito democrático para justificar as acções anti-democráticas que o governo decidiu tomar contra eles. Sem mais palavras...

06 outubro, 2017

Fui reconhecidamente reconhecido...

Em reconhecimento pelo meu extraordinário desempenho (achei relevante sublinhar e colocar a negrito as palavras que mais definem a minha maneira de ser) recebi da minha amiga Ni um Certificado de Participação pela bonita frase de Amor que escrevi propositadamente para o passatempo que ela promoveu recentemente no seu Blog "SIMPLESMENTE NI".




Um Certificado extremamente bem feito, elaborado, cuidado e bonito, que revela bem o sentimento, a sensibilidade e a alma literária do seu criador, mas continuo a achar que teria sido muito melhor atribuir uma nota de 500 Euros...
Ou de 200 vá-la...
Ou até mesmo de 100...
Ou então, talvez 50...?

Gostei... :)

A inesperada contestação de que existe também Anónimos com bom pensamento...ou também a prova de que Augusto Branco tinha razão quando um certo dia disse: "Ninguém é tão ruim quanto pensa, nem tão bom quanto parece" e vice versa...


05 outubro, 2017

Pensador e a matemática das Promoções...

Hoje, como tinha recebido no meu telelé uma mensagem do CONTINENTE a prometer-me o paraíso na Terra e a felicidade eterna, dando-me conta de que existia à venda nas suas lojas mais de 1000 produtos com direito a 50% de desconto, não quis fazer-me de rogado e corri que nem uma gazela no meu carro (tecnicamente foi o meu carro que correu) para ser dos primeiros a lá chegar e poder agarrar tudo aquilo que fosse interessante e me surgisse à frente sem ser a Angeline Jolie ou a Monica Belluci. Mas vocês, que não sois nenhuns burros da matemática nem fazem parte dos 50% dos miúdos que reprovaram nas provas de aferição do 5º ano, sabeis dizer-me sem ter que recorrer a nenhuma máquina calculadora qual é a probabilidade de alguém ter mais de 1000 produtos à disposição que davam direito a 50% de desconto e não encontrar nenhum que fosse capaz de despertar o seu interesse? Vamos-lá, vamos-lá, rápido! Então? ninguém se atreve a dar-me uma resposta imediata? Deixem-lá, não quero que passem o vosso feriado a tentar queimar o cérebro. Pelo menos não à minha custa. No entanto a resposta era bastante fácil de calcular e ainda mais simples de responder: Trata-se uma probabilidade bem real.

Assim, depois de ter corrido o pavilhão todo e comprado uns bifes de peru, uma saca de arroz, um limão e uma lata de feijão para fazer o meu almoço, estava eu, silenciosamente, a meter as minhas compras dentro de uma sacola que me custou 10 cêntimos com o aval do governo - com essa treta capitalista de que serve para ajudar o ambiente quando todos sabemos que é para gerar receitas e "sacar" impostos - enquanto contemplava todo sorridente a máquina registadora da Loja que se fartava de cuspir facturas, vales de gasolina e talões de desconto para maquilhar as bochechas do rabo com um batom comprado na "Wells" quando, subitamente, produziu-se o seguinte diálogo entre mim e a operadora da caixa...

Pensador - Para que serve isso tudo? É papel higiénico de oferta?
Menina da Caixa - Não senhor, são talões de desconto oferecidos pela CONTINENTE.
Pensador - Ai são? Peço-lhe desculpa por não ter percebido logo mas é que nem sempre se consegue notar a diferença...

(Ps: E para variar a menina da caixa sorriu...e eu acabei por sorrir de volta. Finalmente alguém que gosta de diálogos inteligentes e que conseguiu perceber as minhas tiradas cáusticas. Ou isso ou então a minha mulher tem toda a razão quando diz que com o passar dos anos estou a ficar cada vez mais charmoso....)




03 outubro, 2017

E só percebemos o quanto somos pobres...

Imagem relacionada
Imagem da Net


...Quando sentimos que a nossa vida precisa urgentemente de uma coisa e depois um dia entramos num Shopping qualquer e vemos essa coisa a ser vendida barata com uma promoção de 50% de desconto e, mesmo assim, continuamos a achar que o seu preço é demasiado caro para o nosso bolso...


E depois ficámos ali, especados, a olhar para ela, num misto de resignação e desalento, como se o nosso olhar pudesse transformar alguma coisa...atrair algum milagre, sei lá!...tipo um Super-Promoção em cima do joelho que fizesse os 50 passar para os 90% de desconto....ou então ainda, talvez uma nota de 500 Euros caída dos céus...ou um maço delas já agora...

Enfim...coisas que só gente pobre se lembra de pensar...

02 outubro, 2017

A dupla face de um empate...



Se por um lado o FC Porto conseguiu passar com distinção o difícil teste de Alvalade (0-0), o Benfica, por sua vez, levou um autêntico bailinho na Madeira (1-1). Se de um lado vemos um FC Porto forte, pujante, pragmático e exuberante, no outro vemos um Benfica a viver uma autêntica tragédia grega, com um futebol tão previsível e pobre que até faz estremecer a estátua do Eusébio.

Perante tudo isto, parece-vos prematuro ou exagerado da minha parte se disser que desde que o FC do Porto começou a revelar aqueles "emails" polémicos e comprometedores que indiciam ter havido determinados actos de corrupção desportiva da parte de alguns agentes afectos ao SL Benfica, esse clube parece que entrou numa espiral de resultados negativos e nunca mais se endireitou? Ou terá sido o Video-Árbitro (VAR) a promover tudo isso? Seja o que for que tenha acontecido, parece que o clube das águias dá-se muito mal  com tudo aquilo que seja sinónimo de verdade desportiva. Aceito opiniões....