23 junho, 2017

Coisas que vejo no Shiuuuu...#4


«Francisco. 
Não leve a mal mas comentar tudo e todos torna a sua figura virtual cansativa.
Eu já nem leio os seus comentarios. Basta ver o seu avatar que passo à frente.»



Finalmente vejo alguém que consegue entender-me na perfeição sem ser a minha amiga NI...
Fiquei emocionado. Alguém que soube reconhecer o meu trabalho.
Até já penso seriamente mudar o meu nick para "Francisco o Cansativo".
Sim porque não há dúvidas que é extremamente cansativo ser um "Pensador".
Que me dizem da ideia? Acham que isso melhora a minha imagem?
E vocês bem sabem o quanto me esforço por melhorar... :)

*****

E porque esta noite festeja-se o S. joão em várias cidades, aqui vai o meu singelo contributo...

Ó meu rico S. João,
Não me deixes cair no chão.
E livrai-me desses anónimos
Que não valem um tostão.

Ó meu lindo S. João,
Não me dês nenhum sermão.
Guarda tudo para aquele anónimo
A ver se deixa de ser morcão.

Resultado de imagem para festa s joão manjerico
Imagem da Net

Agora sim!

E parece-me um tanto ou quanto obscuro que o meu Top 5 de visualizações seja constituído em 1º lugar por um post sobre a notícia do bico que a Carolina salgado decidiu fazer ao seu mais recente namorado (Francisco Rolo), no 2º lugar um post que fala sobre os benefícios de fazer ciclismo com o rabinho ao léu, em 3º lugar temos um post muito elucidativo sobre os milhões que o corpo da Carolina Patrocinio vale e o biquini fio dental super hiper mega reduzido que ela decidiu mostrar num qualquer desfile de passerelle, na 4ª posição temos um post a dar conta do décimo milésimo visitante a entrar no meu blog para ver mais gatinhas a mostrar rabinhos e, por fim, o meu Top 5 encerra com um post sobre o estado físico da cantora Amy Winehouse quando esta ainda era viva e se parecia com um cadáver ambulante, desconfiando que este post só teve realmente sucesso porque introduzi a palavra "sexy" na minha narrativa. Resumindo e concluído, só me aparece gente tarada neste blog, o que me deixa deveras aborrecido porque julgava-me único nesse campo e nunca lidei bem com essa coisa da concorrência. Já vi que este pessoal só gosta mesmo é de sacanagem. Uma pouca vergonha! Digo mais, uma pouca vergonha! (disse mais porque disse 2 vezes) para além da péssima imagem que toda esta situação transmite, não é mesmo? porque o público feminino que ainda entra no meu blog é bem capaz de pensar que não há respeito nenhum nesta casa. O pior é que,  segundo as leis da física, toda a força aplicada provoca uma reacção de sentido oposto e de igual intensidade. Assim, ao juntar todos estes elementos num só post sou bem capaz de ter piorado a minha situação e ter criado um verdadeiro monstro de audiências. Ai credo jaaaaaasus, mas que fui eu fazer???


Gatinha em dificuldades antes de mostrar o seu rabinho...

Mas já que o mal está feito e não há retorno possível, aqui vai mais uma série de etiquetas sugestivas para ver se a Google consegue enviar-me todos os tarados existentes à superficie da terra, desde a Somália até a Cochinchina, passando pelo palácio de Belém e sem esquecer o Vaticano, o Parlamento Europeu e a sala oval da Casa Branca que até aqui não aparecia nos motores de pesquisa mas que, recentemente, tem sofrido um grande impulso com o grande contributo do Donald Trump.

Aviso: 
A linguagem que se segue é grosseira e ordinária e totalmente imprópria para pessoas de bem. 
Se prezam a vossa saúde mental, por favor não leiam.

As cuecas da minha avó; Chuva dourada; Bobby e Tareco carregam no Pinto da Costa; As maminhas de Madre Teresa (sem ser a de calcutá); Loucura total no convento; Papa Francisco mete o dedo onde não deve; Tira o dedo do meu bujão! (desabafo anónimo numa convenção Gay); Minha mãe passa a vida em "cima" de mim; Teresa Guilherme rasga o sutiã e deixa tudo de fora; Mamas na sopa; Sopa nas mamas; Eu para mim, cuzinho; Dá-lhe com força!(o Kik da motorizada); A coisa do meu marido é tão grande (mulher do Pensador); Folia no banheiro; Meti no buraco...da fechadura (a chave, obviamente); Vem aqui ao "paizinho"; Palmadas no rabinho; Super mamoplastia de aumento; Carolina patrocínio a correr nua pela praia (xiii..esta vai bater recordes!); Ketchup no dedinho; É das carecas que elas gostam mais; Mostro a minha se me mostrares a tua; Minha prima e eu; Minha prima, minha namorada e eu; Minha prima, minha namorada e eu já fiquei de fora (não sei porquê); Meu cachorro tem um olhar esquisito quando me vê passar; Do cabaré para o convento, minha ascensão meteórica; Miss Bumbum; Miss Bumbum melancia; Miss Bumbum melancia com morangos; Miss melões com chantily; Miss I like Bananas; O mágico que faz desaparecer bananas com o rabo; José Castelo Branco é finalmente mulher; Toquei os seios da minha vizinha sem querer (e com as 2 mãos); Os pimbas do Emanuel; Confissões de uma Hermafrodita, prefácio de Manuela Ferreira Leite; Calor na cama (maldito cobertor eléctrico); A quinta pata do Burro; Manuela Ferreira Leite, o motorista e eu; Manuela Ferreira Leite e o motorista, que eu já bazei a 7 pés; Minha mulher é uma cadela (Cão REX em entrevista para a RTP); Minha mulher é uma porquinha (Idem.. mas agora com o porquinho Babe); Tenho um preto debaixo da cama (conversa de mulheres a falar de tapetes); Come on baby, come to mommy (turista no Algarve para o Zézé Camarinha); Jacinto Leite Capelo Rego (esta funciona sempre); Eu gosto de mamar nos peitos da cabritinha; e pronto acho que por agora já deve chegar. Depois se for preciso eu acrescento mais algumas. :)

22 junho, 2017

Rescaldos de Pedrógão Grande...#03

E não esqueçam também que Pedrógão Grande vai passar a escrever-se com 3 "R's". Até agora eram apenas 2 "R's" mas já que o calor consegue dilatar a maior parte dos elementos, e como Pedrógão foi apanhado pela onda, a CMTV achou por bem acrescentar-lhe mais um "R"...


CMTV ao serviço da gramática e da cultura* portuguesa...

(* Cultura dos Nabos pois claro...)

21 junho, 2017

Rescaldos de Pedrógão grande...#02

E para aqueles que acreditam que os mortos não podem voltar do sepulcro, então é porque ainda não leram esta notícia, nem viram este video...

Rescaldos de Pedrógão Grande



Há aquelas situações em que as tragédias são noticiadas com pompa e circunstancia, mas muitas vezes percebe-se porque o fazem, já que a sociedade precisa de estar informada e alertada para aquilo que se passa no mundo. Mas que dizer daquelas situações em as televisões por vezes parecem quase estar a gozar com a inteligência dos espectadores ou, pior, quando parecem fazer das tragédias um verdadeiro espectáculo de circo? Foi aquilo que me pareceu presenciar no domingo à noite ao ver o Jornal das 8 da TVI, quando ao minuto 26 do video que podeis encontrar aqui, assisti a algo verdadeiramente bizarro. A cena começou por mostrar um repórter a falar para a câmara de Tv, directamente da povoação de Trespostos, num cenário que, aparentemente, parecia todo ele carregado de fumo e fogo. Pensamos imediatamente para nós:«Eh pá, que aquilo parece estar muito mau para aquele lado». Em seguida o operador de câmara vai descendo a rua, filmando tudo em seu redor, e dá-se a primeira surpresa. Afinal o fogo só ardia junto à parede e em pequenos focos bem distribuídos. Penso então para mim: «Mas que fogo mais bem comportado». Depois o operador pára em frente a um portão velho de madeira de uma casa e reparo por uma frincha lá existente que não está nada a arder por detrás dele. Apenas via-se algumas chamas em cima da parede a queimar silvas verdes (silvas verdes????). Bom, até aqui são apenas algumas situações estranhas mas como por vezes os grandes incêndios projectam fagulhas para toda a zona em seu redor devido à acção do vento, podia ser que que estivesse a ver algo que fosse resultado disso. Mas ai surge outra situação mais estranha. O operador vira-se para o outro lado da rua onde está um homem à espera para ser entrevistado. Muito calmamente, ou melhor, com toda a calma do mundo o "entrevistado" lá foi dizendo o que sabia e sentia naquele momento. Nesse momento já fiquei mais intrigado. «Então, supostamente. está tudo a arder em frente à casa dele e o tipo está ali num relaxe de todo tamanho?». Extremamente bizarro. Depois o operador sobe novamente a rua e verificamos que os pequenos focos de incêndio estavam realmente apenas situados junto à parede e a cena termina com o repórter a falar a partir do mesmo ponto onde começou, sendo que por detrás dele podemos agora também ver o "entrevistado" a admirar o cenário de fogo da sua casa vizinha como quem está a presenciar um filme de cinema. Um pouco preocupado, mas sem sinais de nervosismo nem qualquer ar de aflição ou medo.
Ora bem, é óbvio que falo por mim, mas será possível que alguém possa ficar tão tranquilo se houvesse um grande incêndio nas proximidades da sua casa? E se estava a surgir algumas chamas perto da sua residência, porque não estava o tipo a tentar apagá-las, com baldes de água ou uma mangueira, antes que aquilo crescesse e pudesse também atingir a sua casa? Há coisas que para mim são simplesmente um mistério. Ou melhor, que deixaram de o ser. São os chamados mistérios da comunicação social. Há que potenciar a tristeza, o sofrimento e o drama...

20 junho, 2017

O novo homem

E satisfaz-me saber que, afinal, os homens já não são assim tão feios. Não, não são mesmo. Muito pelo contrário, o homem de hoje tornou-se perfeito. Não dei fé dessa transformação mas parece que se tornou assim. Pelo menos isto a julgar por aquilo que aprendi no Shiuuuu. Fiquei a saber que os homens já não são os insensíveis, brutos, grosseiros e estúpidos de antigamente. Nem são os desleais e porcalhões que passavam a vida a galar todos rabos de saia que desfilavam à sua frente. Não, nada disso. Os homens de hoje são lindos, amorosos, perfeitos. São seres sensíveis, carinhosos, que passam a vida a colher flores e a falar de amor e que já não sentem vergonha em falar dos seus sentimentos à mulher que amam. Infidelidade? Deslealdade? Mas qual quê, isso é coisa do passado. Este novo homem já não faz nada disso. Quando encontra uma mulher, só consegue vê-la a ela e passa o dia a dizer-lhe o quanto a ama. E começa a ser assim logo à partir dos 15 anos, segundo se consta.Ora digam-me lá se isto não é a coisa mais linda do mundo? Finalmente a mulher tem condições para ser feliz, agora que é tão valorizada e tão bem tratada pelo homem. Já não precisa de ser feminista, nem sequer feminina, porque o novo homem aceita tudo, faz tudo por ela e  o "machismo" foi completamente erradicado da face da terra. Para isto ser inteiramente perfeito, só falta mesmo pôr os homens a cuidar dos filhos, das roupas e da limpeza da casa enquanto as mulheres vão trabalhar. Uma ilusão? Mas que nada, no Shiuuuu não existe impossíveis...e é tudo anonimamente real.

Devia estar feliz, porque no fim de contas estaria a assistir à mais que retardada evolução do meu género. Mas, infelizmente, tenho o azar de não viver no planeta Shiuuuu. No planeta onde eu vivo, os homens continuam exactamente iguais ao que eram há 30 ou 40 anos atrás, não sendo visível qualquer tipo de mudança evolutiva. Na verdade até acho que eles hoje estão piores. Antigamente ainda havia um certo cavalheirismo da parte de alguns de nós. Se víamos uma mulher parada num cruzamento dentro do seu veiculo, por exemplo, tínhamos a gentileza de parar o nosso carro para deixar essa mulher entrar com toda a segurança na estrada principal. Hoje em dia já não vejo ninguém fazer isso, homem ou mulher, na rua agora são todos iguais. Ninguém facilita nada. Antigamente qualquer homem parava o carro se visse uma mulher diante de uma passadeira com intenção de atravessá-la. Era uma questão de cortesia mas também uma manobra de charme, de sedução. Hoje já só param se a mulher for nova, bonita, e se estiver a usar uma mini saia para poder fisgar-lhe o rabo à sua passagem. Podia estar a revelar aqui mais alguns exemplos - e davam para encher uma enciclopédia - mas estaria a fugir um pouco à intenção que me levou a escrever este texto. Por cá, dizia eu, as mulheres continuam a dizer cobras e lagartos dos homens. Por cá, os homens continuam a ser "todos iguais" na boca das mulheres. Por cá, os homens continuam feios.

E é por isso que, apesar do que muitas dizem, ou sonham, tenho que continuar a sentir-me triste. Sinto-me triste porque não vivo no planeta Shiuuuu e não posso partilhar do optimismo nem da felicidade que reina naquele mundo. Na parte insignificante do mundo real que me foi atribuído, nunca poderei conhecer gente como aquela anónima que diz ter sido sempre muito amada desde os 15 até aos 26 por vários amores que encontrou na sua vida. Coitadinha, como é linda a ilusão da juventude. A idade do maior potencial sexual. Como é linda a idade dos 15 aos 30, muitas aos 35, poucas aos 40, menos ainda aos 45 e muito raras depois disso, quando os traços da juventude são substituídos pelas marcas profundas da velhice que abusivamente decidem tomar o seu lugar, transformando os piropos dos homens em desencanto e puro desinteresse. Como é linda a juventude. Como é feia a velhice.



Miguel Araújo | Maridos das Outras from Miguel Araújo Jorge on Vimeo.

19 junho, 2017

Para que não haja dúvidas!

Resultado de imagem para friends
Imagem da Net

Muita gente que costuma visitar-me regularmente mas que também costuma assistir aos meus desempenhos por "outras paragens", muitas vezes pode ficar um pouco intrigada pelas diferenças de comportamento encontradas e com a dualidade de critérios que por vezes posso revelar. Muitos (e muitas) de vós já devem ter reparado que em certos Blogs trato as pessoas por "tu" e noutras por "você". Há uma explicação muito simples para isso. Trato por tu todos aqueles lugares que respeito e por você aqueles lugares que por vezes respeito e outras não (mediante a minha disposição) mas cuja intenção inicial foi meter nojo. Neste momento só um blog está a ser alvo das minhas "Trollitadas" mas prometo-vos que não tenciono parar por aqui. :))

Para que não haja dúvidas, aqui vai a lista de Blogs que visito com regularidade e a minha actual disposição emocional para cada um deles:

- NI ENTRE AMIGOS -  O meu Blog predilecto. Para levar muito a sério...ou brincar com respeito (ai de ti Pensador!)

- As minhas pequenas coisas - Conheci o seu Blog desde o tempo que ela namorava e vivia uma grande paixão com o seu actual marido. Para levar também a sério e revelar algum humor subtil.

- Clementina Clandestina - Gostei do jeito dela e tem sido uma boa descoberta. Para levar muito a sério e tratar com respeito.

- Estrelices - Tem estado mais inactiva ultimamente mas continuo a gostar de a visitar. Para tratar muito bem.

- A Pipoca mais Doce - Visitava este Blog com frequência no passado mas tem perdido o seu encanto desde que a Ana ganhou fama e tornou-se uma espécie de sites de vendas...Já nem comento.

- Shiuuuu - Hahahaha....tem sido a maior vitima das minha trollitadas e, mesmo que por vezes eu queira revelar uma faceta mais serena e contida, adoro brincar com certos anónimos e dar-lhes na cabeça. Que posso eu vos dizer? Um site onde só havia anónimos a comentar? E estupidamente ainda por cima? Comigo só podia dar farelo! 

Bom, tem alguém que não está incluído(a) nesta lista? Não desespere, talvez seja porque não o(a) conheço. Sei que existe aqui muita gente que visita o meu Blog e que só não comenta porque não foi convidado(a) a fazê-lo ou talvez por sentir alguma vergonha. Se assim for, deixem-me dizer-vos que não há nenhuma razão para que assim seja. Apetece-lhe comentar? Comente caralho! convido-os sinceramente a fazê-lo! Nesta casa não há ninguém que seja maior ou melhor do que outros. Somos todos boa gente. 
Ou pelo menos naquelas horas em que nos lembramos de o ser... :))

18 junho, 2017

O inferno na terra...

Sobe para 57 o número de mortos em incêndio de Pedrógão Grande
Imagem da Net

À hora em que escrevo este post, soube através da CMTV que já existem 62 mortes confirmadas nos terríveis incêndios que no passado sábado fustigaram a região de Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, de entre as quais contam-se 4 crianças e 30 pessoas que ficaram encurraladas ao tentar fugir das chamas e morreram carbonizadas dentro do seu próprio veículo. Nunca se viu nada assim. É um verdadeiro horror. Uma grande tragédia. Traduzida na mais horrível forma de morrer que se pode conhecer. O maior pesadelo para o ser humano e a prova de que a religião está profundamente errada sobre as origens da nossa criação. A ser verdade de que fomos feito do pó, como podemos nós servir de combustível? o pó não arde. Ou pelo menos não deveria arder. Para aliviar um pouco a dimensão da tristeza que uma situação destas consegue provocar na minha alma, guardo a esperança de que todas essas vitimas tenham desmaiado com o calor antes de serem atingidas pelas chamas. Caso contrário, a ideia por si só torna-se insuportável. Imaginar toda aquela gente, aflita, angustiada, a fugir daquele inferno, e a tentar salvar a sua família. É horrível. É ruim demais pensar nisso. E se é mau para mim, imaginem como deverá ser para a família das vitimas. 
Todos os anos acontece este flagelo. E todos os anos morre gente devido a isso. É deveras impressionante. Desta vez, porém, ninguém necessitará de viver mal com a sua consciência porque, ao que parece, a origem destes incêndios foram de causas naturais. Mas nem sempre é assim. Ou melhor, raramente é assim. Seja por interesses mobiliários, económicos ou financeiros, seja por doença psíquica, maldade dos homens, ou então simplesmente devido à aselhice, egoísmo, e/ou falta de sentido cívico do ser humano, a verdade é que todos os anos conseguimos destruir uma parte considerável do nosso património natural, cujo valor é incalculável e insubstituível. Estamos a matar a nossa flora - que traduz a maior beleza do nosso país -, com pontas de cigarro, garrafas de vidro partidas, esquecidas, e fogueiras mal apagadas de piqueniques. O ser humano tornou-se um fardo demasiado pesado para o planeta a partir do qual foi gerado. Comporta-se que nem aquele cretino que cospe no prato no qual acaba de comer. Um idiota, um tolo, e o mesmo ingrato de sempre. Mas uma ingratidão que poderá ficar-lhe caro no futuro. Para o dia em que ele quiser levar os seus filhos a passear para respirar o ar puro da natureza e ele já só existir engarrafado dentro de botijas....que guardarão dentro delas a memória de tudo aquilo que fomos e não fomos no passado.

(Ps: Peço desculpa a quem já tenha comentado, mas por uma questão de respeito às vitimas de Pedrógão Grande, o post anterior foi retirado temporariamente e será postado após terminar o período de 3 dias de luto decretado pelo governo. Obrigado)

17 junho, 2017

Raios parta as ovelhas!

E isto que detesto nas férias. Ontem deitei-me por volta da meia noite e pus-me a ver um filme morrinhento no canal Holywood para ver se o sono vinha depressa. Estava calor. Olhei em volta e reparei que a minha mulher também continuava acordada, escancarada de pernas abertas sobre o lençol. Estava demasiado calor. Tentei prestar atenção ao filme mas como este estava demasiado morrinhento deu-me a bonita ideia de fazer sexo amor com a minha mulher. Muito melhor sem dúvida alguma. Mas ficámos com mais calor ainda. No final, por volta da 01h30m (Ah grande Pensador!!), tomamos um duche à vez e trocamos o lençol da cama tentando não fazer muito barulho para não acordar os miúdos. Já não estava assim tanto calor. Passava muito das 2 horas quando comecei a sentir os meus olhos cansados. O filme estava tão morrinhento que até me doía a alma. Fecho os olhos e viro-me para o lado do meio da cama. Minha mulher já dormia profundamente mas as suas pernas permaneciam escancaradas. Virei-me para o outro lado (Que porra pá!). Contei alguns cupidos a disparar setas para as mais de 100 ovelhas que conseguiram saltar o muro e quando dei por mim já eram 5 horas da manhã. Raios parta as ovelhas! e raios parta o tipo que se lembrou de inventar tudo isso...

Resultado de imagem para ovelha choné
Imagem da Net

16 junho, 2017

Mamas na sopa...

A minha amiga Ni disse que não conseguiu encontrar "Mamas na sopa", o que não me surpreende nem um pouco por ela ser mulher e estes termos de pesquisa fugirem um pouco ao seu âmbito de trabalho. Se ela fosse homem saberia logo de imediato encontrar mamas de qualquer jeito, nem que fosse as mamas do José Castelo Branco. Assim, sem mais demoras e em consideração pela minha grande amiga Ni...apresento-vos as "Mamas na sopa"...


Resultado de imagem para mama sopa

1...2...3 Pacotes de "Mama sopa". Ora bem, 3 é plural, logo..."Mamas na sopa".... :))))

Dúvidas existenciais...


Quando alguém cria um post no qual atribui um titulo bastante expressivo do tipo: "Da minha amamentação", porque razão coloca a imagem de um bébé fofo que nem um anjinho a brincar num mar de rosas em vez de colocar uma imagem que esteja mais de acordo com o tema,  
assim bonita e sugestiva....e....e...
...mais temática, percebem?

Imagem relacionada

Frases imortais...

“De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.” 

(Ruy Barbosa)

Imagem da Net

15 junho, 2017

Coisas que vi no Shiuuuu...#3

Este Francisco é insuportável!



Eu já tinha avisado que me tinha tornado num homem diferente. Só não tinha mencionado o quanto. Para mim, desde que voltei ao mundo da blogosfera que os meus dias tem sido um tempo de autêntica descoberta. E no decurso desse tempo, tem vezes em que consigo descobrir novas facetas em mim, facetas essas que até aqui julgava não existir. Se num passado não muito distante aquele comentário transcrito em cima e assinalado a negrito poderia despoletar uma reacção mais efusiva e apaixonada da minha parte, agora só consigo olhar para isso com total desprezo e uma boa dose de cinismo. Mas tem algo pior. Descobri que agora, quando sinto que consegui indignar alguém com toda aquela intensidade, pareço sentir em mim uma espécie de sensação de puro rejuvenescimento. Como se tudo aquilo me desse o maior prazer. Será que estou a tornar-me uma pessoa má? será que estou a desenvolver  as características de uma pessoa anti-social? de um sociopata? As tantas sim, porque se fosse um  não...a esta hora eu estaria bastante preocupado com tudo isto. E confesso que estou muito longe disso...

Resultado de imagem para cansei de ser chato
Imagem da Net

Prelúdio de uma debandada anunciada...

Resultado de imagem para tom hanks forrest gump
Imagem da Net

E de tanto falar mal do Benfica, acabei por perder mais um seguidor!..hahahaha. 

A este ritmo, não vai demorar muito que vou estar aqui a falar sozinho. O que não seria inteiramente mau, diga-se, porque assim já ninguém poderia ficar ofendido com aquilo que digo. :)

Singularidades...*

Resultado de imagem para pedro guerra
Imagem da Net

Pedro Guerra, o mesmo homem que em 2001, na condição de jornalista do Independente, tornou público o crime de roubo de camiões perpetrado por Luís Filipe Vieira e que valeu ao mesmo 20 meses de prisão em 1993 (pena essa que seria cumprida caso não tivesse havido uma amnistia manhosa para perdoar tudo isso), vem agora a público defender a seriedade, honestidade e credibilidade deste último...
Gostava de perguntar a esse sujeito como se torna possível trocar de opinião sobre alguém como quem está a trocar de casaca, tornar-se director de conteúdos da Benfica TV depois de ter falado mal do seu patrão, mas sobretudo...como é possível defender a honra de um tipo que já foi condenado por um crime de roubo! Alguém, em plena consciência, alguma vez entregaria um pataco que seja nas mãos de um tipo que já roubou no passado?. Sinto muito mas...ladrão uma vez, ladrão toda a vida. E não deixa de ser engraçado que o Pedro Guerra tenha conseguido debitar mais palavras para tentar defender a honra dos outros do que a defender a sua própria honra, quando há dias foi acusado por Francisco J. Marques de ser corrupto. Se calhar é porque a honra desses outros é um caso mais fácil de defender...

(*...Sim, eu sei. E com isto já vou no 4º post sobre futebol!...um verdadeiro abuso!)