Seguidores

26 setembro, 2010

E as Portugalidades do dia a dia ?



Acho que será totalmente escusado eu dizer que o imbróglio/trama criado no post anterior, jamais teria tido as repercussões ou o desfecho que teve... caso tivéssemos tido a felicidade de optar desembocar num café discretíssimo e por demais acolhedor como este aqui que se encontra representado na figura.
Dizem que o serviço é extremamente requintado e o atendimento do mais sublime que existe na lusolândia.

Na verdade,  acho que tal abunda..ância de qualidade oferecida, não deixará ninguém ficar indiferente e será seguramente causador de altos graus de satisfação entre os seus clientes...

Dizem inclusive, que uma vez lá dentro, até as horas passam mais rápido.

25 setembro, 2010

Portuguesismos do dia a dia...

Hoje, 10h00 da manhã (porque caso contrário seriam 22h00), num cafézinho simpático à beira-mar - com lotação média -, na companhia da minha linda e fofa "jolie lá de casa", que, após já quase 30 minutos de espera, desesperava....e suspirava....suspirava...suspirava...

Até que de repente!

Suspirei eu ?
Não, nada disso. Um suspiro meu, embora plenamente justificado, não seria seguramente causador de nenhum espanto, uma vez que eu sou daqueles homens que passa a vida a suspirar cada vez que se encontra ao lado da sua amada.

Na verdade, o que vos quero contar é algo bastante mais intrigante e surreal...

Jolie lá de casa - Vamos embora?
Pensador - Sim, acho que é melhor. Mas antes disso vou pedir à menina que nos faça a conta.
Jolie lá de casa - Mas qual conta se a gente não tomou nada ainda?
Pensador - Precisamente, gostava de avaliar se eles são tão maus a reflectir como a servir os clientes.
Jolie lá de casa - Anda, não brinques. Não gostava de fazer cenas.
Pensador - Mas quem é que tem intenção de fazer cenas? Até parece que não conheces o teu marido.
(silêncio intrigante...)
(..que rapidamente se transformou num silêncio super intrigante..)
Pensador (que já não aguentava com a pressão do silêncio, e não, o silêncio não era nenhum homem!) - Bom, ok, Estamos no ir.

(A patroa (?) vê-nos a levantar e vem a correr num apíce)

Patroa mas pouco - Oh! pedimos-vos desculpa pela demora. O vosso pedido está agora mesmo a sair.
Pensador - Pois está...e nós íamos agora precisamente atrás dele...
Patroa mas pouco - Não percebi.
Pensador - Já contava com isso.
Jolie lá de casa (após uma boa e discreta penicadela nas minhas costas) - Amor, não sejas mauzinho..
Pensador - Ok, ok linda...será como desejas.
Patroa mas pouco - Muito bem, vou já pedir à minha funcionária que vou sirva imediatamente.
Pensador - Mal posso esperar...(murmurei eu)....aiiii!...(E mais outra penicadela da minha chérie, mas desta vez não teve nada de discreta)

Mais 5 minutos, sensivelmente...

Empregadinha (daquelas!) - Ora aqui estão 2 meias de leite, uma torrada com manteiga e uma beijoca. Tinha beijocas de chocolate e normais, como não sabia qual você queria, trouxe a normal.
Pensador - Muito bem...mas então suponho que durante toda esta longa meia hora em que estivemos aqui à espera de ser servidos, nunca lhe tenha ocorrido por um segundo sequer na sua cabeça que eu pudesse nutrir algum interesse em escolher?
Quando a gente não sabe, pergunta minha senhora!
Porque não me colocou a questão em vez de decidir por mim?
Afinal, quem é o cliente aqui?

Haja paciência!***

(***Olha...bem dizia a minha chérie, afinal acabei mesmo por fazer cenas....)

23 setembro, 2010

Verdades absolutas...

Recebido hoje por mail, tendo-me sido enviada por uma amiga muito querida, que, salvo erro despropositado da minha parte, dá ideias de conhecer bastante bem...o valor das mulheres que a rodeiam...



Se a mulher fosse boa, Deus tinha uma. E se fosse de confiança, o Diabo não tinha cornos...

Lady Gaga mostra as suas carnes ao mundo**

Eu já tinha ouvido falar em cuecas comestíveis, e lembro-me que, na época, cheguei mesmo a procurar informações adicionais sobre a sua variedade de tamanhos, cores, e até sabores existentes, mas gostaria, desde já, de vos deixar bem claro que isto foi apenas feito à titulo de curiosidade e dentro de um contexto muito particular que prefiro coibir-me de explicar.


Cheguei também a ouvir falar mais tarde em preservativos comestíveis e ai aconteceu precisamente o oposto. Lembro-me de ter demorado mais de um mês a conseguir tirar essa imagem da minha cabeça, levando inclusive a minha mulher a pensar que estava a fazer uma promessa à nossa senhora de Fátima tais os níveis de abstinência (de sexo, obviamente!) que me assolaram nesse período, mas agora...essa de vestidos comestíveis como aquele que a Lady Gaga apresentou na cerimónia do MTV Video Music Awards, confesso que foi a primeira vez.

Quando vi o resumo da cerimónia nos noticiários e vi a Lady Gaga vestida daquele jeito, lembro-me de ter comentado com a minha mulher que a miúda parecia acabadinha de sair dum talho.
"O vestido dela parece que foi feito com bifes" acrescentei eu na altura, longe de imaginar por um segundo sequer, que afinal...o vestido era realmente feito de carne crua.

Minha nossa, essa extravagância dos ditos "famosos" nunca irá parar de me surpreender.

Dizem as revistas generalistas que tal atitude da cantora se deveu à intenção de protestar contra a forma desumana e crua como alguns cidadões deste mundo estão a ser tratados pela sociedade, tentando assim desmarcar-se de alguma forma na luta pelos seus direitos.
Bem, talvez isso até seja mesmo verdade, mas ainda assim permaneço inclinado a achar que não passa de mais outro spot publicitário encenado pelas agências de marketing no sentido de dar uma maior projecção mundial à carreira da cantora e à cerimónia de entrega dos Emmys.

Já vi isso acontecer no passado, com a Janet Jackson a mostrar a "maminha" num espectáculo musical, - actuando ao lado do Justin Timberlake -, numa anterior cerimónia de prémios MTV, cheguei também a ver a Madonna a dar um beijo na boca da Britney Spears e da Christina Aguilera para o espanto de todo o mundo, e isto apenas para citar alguns exemplos.
Vivemos uma época em que a "irreverência" parece ter virado uma espécie de cliché, uma moda chique, deixando a palavra de ser tão irreverente e ficando a pouco caminho de se tornar algo completamente banal.
São apenas sinais dos tempos, meus amigos, como podem e devem compreender.

Mas apesar de tudo, é bom salientar-mos que este vestido usado pela Lady Gaga não deixa, pelo menos ele, de ostentar uma mensagem que eu considero bastante singular;

- Feito á pensar no apetite de todos esses cães grandes que andam atrás de mim...

E com isto, acho que disse tudo.

(**Ps: O titulo original deste post era "Lady Gaga mostra de que carne é feita" mas após uma profunda analise por parte do autor, o mesmo foi posterioramente alterado para o actual existente, na intenção de conseguir atrair dessa forma o maior numero possível de pervertidos que circulam na internet - e que o autor estima serem aos milhões -, no intuíto de fazer subir, consequentemente, as audiências deste blog que, verdade seja dita, já conheceu dias bem melhores no passado.)

17 setembro, 2010

Idolos 2010


No passado domingo, começou na SIC a nova temporada do programa Ídolos.
A equipa novamente composta por João Manzarra, Cláudia Vieira, Roberta Medina, Laurent Filipe, Pedro Boucherie Mendes e Manuel Moura dos Santos, volta a apresentar-nos a 4ª edição daquele que já é considerado um dos mais divertidos programas de entretenimento da actualidade.
O caso nem podia ser para menos, desde os bimbos criteriosamente seleccionados para ser enxovalhados em palco, até aos cromos que foram minuciosamente escolhidos para servir de juristas, o que os telespectadores gostam mesmo é de brejeirices e mentalidades saloias (porque de música, não percebem puto para além do Pimba, do Quim Barreiros e do Tony Carreira), e neste domínio, o canal de Carnaxide soube sempre corresponder ás solicitações da população com todo o afinco que lhe é exigido.
- Manuel Moura dos Santos continua, em minha opinião, a ser a imagem tipíca - que os Lisboetas tanto gostam de promover - do homem nortenho gordo, morcão e saloio. Dizem as más línguas que, inicialmente, a SIC chegou a ponderar a participação do Emplastro por ele ser também desdentado, mas como o referido não possuía qualquer cultura musical para além do "Bibó Porto, Karalho!", lá tiveram que optar pelo Manel. E com isto, disse tudo o que havia de essencial a dizer sobre ele.
- A Roberta Medina representa aquela brasileira linda, sensual, de voz doce e olhar penetrante, que um dia veio visitar o nosso país em férias e jamais conseguiu regressar, de tão apaixonada que ficou pela nossa cultura (ah ah ah ah !! ), dela apenas se espera que mantenha um ar de incrédula perante a aselhice dos "cromitos" e de enorme contentamento quando aparece um candidato com alguma qualidade vocal ("Cara, e ai eu gostei muito, você tem uma voz legal") e 2 palmos de cara que possam mostrar toda a beleza e masculinidade do homem português ("Cara, você tem uma imagem bacana") , ou por outras palavras, ela dá-nos a sensação de só estar ali para fazer crescer o nosso ego lusitano.("Minha nossa, tanta coisa linda que tem Portugal, nê?")
- Do Laurent Filipe não tenho muito a dizer. Sei que ele é Trompetista, compositor e produtor, e que foi o nome menos consensual do grupo quando o mesmo foi formado. Se calhar, isso não deveu-se ao acaso, porque de todos, ele é aquele que consegue manter a atitude mais digna e o comportamento mais adequado para um homem que sabe ocupar o seu lugar. Ora...como é óbvio, isso não deve agradar lá muito às pretensões da SIC que parece claramente preferir esquisitóídes e palhaços do circo. De todos, é também aquele que mais percebe de música, por isso, um bem-haja.
- E por fim o Pedro Boucherie Mendes. Confesso-vos que não gosto nem um pouco desta criatura. Ele dá a ideia de pretender ser a antitese do Manel, isto é , parece representar a imagem tipica do Lisboeta bonito, culto, bem apresentado e homem possuidor de um extremo bom gosto.(Imagem essa, também ela muito promovida pelos Lisboetas, obviamente)
Mas como eu não vivo de imagens e analiso as pessoas pela sua essência, vejo-o como um homem sarcástico, arrogante, e acima de tudo... convencido.
Não sei porque razão (só ele saberá explicar) mas o tipo parece acreditar cegamente que transpira arte, engenho e talento para estas andanças. Da sua boca, até hoje só consegui ouvir um monte de balelas e 2 ou 3 referências ao penteado dos concorrentes. Nas poucas vezes que o vi tentar falar de música, fiquei com a sensação que ele estava a descrever os segredos jamais revelados sobre a forma anatómica dum clitóris. Como esta temporada não podia ser diferente da anterior, logo no 1º programa o tipo já deu largas à sua alma de pensador anacrónico, e foi com grande júbilo que pude ouvi-lo proferir uma das maiores preciosidades intelecto-musicais que pude ouvir até hoje: "Você desafinou VÁRIAS vezes e MUITAS vezes...".

Bebestes água muitas vezes e várias vezes, entenderam a ideia?

Sem mais comentários.

11 setembro, 2010

Em Casa que pia, a malta também pode chilrear...

Estou falido, mas ainda vai dando para comprar charutos..
Não se fala de outra coisa. Por toda a Blogosfera, nos jornais, na rádio, na Tv, cafés, trabalho, etc, a condenação de Carlos Cruz (vulgo CC) deixou de ser uma utopia de 6 anos e passou a ser assunto obrigatório em toda a Lusolândia.
O colectivo de juízes da 8.ª vara criminal de Lisboa, coordenado por Ana Peres não foi perdulário, e , numa atitude quiçá inédita em Portugal, condenou todos os réus envolvidos no processo casa pia com penas emblemáticas que oscilam entre os 7 e 18 anos de prisão. Deste leque de parasitas, apenas a D. Gertrudes Nunes teve a felicidade de ser absolvida por não terem sido preenchidos todos os requisitos que a pudessem condenar pelos crimes em causa.
Perante este panorama, seria suposto sentir-me feliz, uma vez que todos os assuntos relacionados com a pedofilia sempre despertaram em mim um nojo terrível e uma repugnância imensurável, mas não...não de todo, a verdade é que estou muito longe de me sentir assim.
Não me sinto feliz porque esta sentença que se pressupunha ser um castigo - mais do que merecido -  pelos crimes hediondos praticados por esses velhos cães sarnentos, acabou por se tornar mais um inusitado dia feliz para todos aqueles que seguem a via do crime em Portugal.

Casa de Elvas, a tal que supostamente
 nunca sofreu obras, mas que tem uma escadaria
 a cortar janelas à meio...
Sim, ouviram bem, apesar de toda esta cómica onda de protestos e da polémica instaurada logo após a leitura da sentença por causa dos acordãos que não foram disponibilizados, etc, e também do escalabroso "ar" de ofendido de todos os envolvidos neste processo, a verdade porém, é que todos eles foram imerecidamente bafejados pela sorte.
Ainda o julgamento não se tinha iniciado e já Marinho Pinto  (bastonário da Ordem dos Advogados) anunciava ao país - através dos noticiários em horário nobre - , que, fosse qual fosse o defeso do processo Casa Pia, muito dificilmente qualquer um dos acusados iria cumprir uma pena de cadeia.
«Este processo tem 200 e tal recursos que subirão com a sentença. Vão ficar não sei quantos anos para decidir esses recursos, depois ainda podem recorrer para o Supremo Tribunal ou para o Tribunal Constitucional»

«Este processo nem daqui a 20 anos vai estar concluído, este processo vai prescrever»

Ora, ora, muitos parabéns caríssima justiça portuguesa, vejo que continuas em boa forma!
Isso quer nos dizer que ao fim de 6 anos de investigação, após terem sido ouvidas mais de 900 testemunhas, 32 alegadas vítimas, 19 consultores técnicos e 18 peritos, num mega-processo com mais de 66 mil folhas organizadas em 273 volumes e 588 apensos, cujo dossiês incluem quase dois mil despachos e dois mil requerimentos...até o Carlos Silvino, o tal motorista que confessou os seus crimes e que foi contemplado com 18 anos de cadeia, não corre o risco de cumprir pena????
Chocados? eu não!. Aprendi ao longo da minha vida a nunca criar grandes expectativas sobre o funcionamento da Justiça em Portugal. Nas raras vezes que consegue ou conseguiu acertar, é/foi sempre por distracção ou ingenuidade do acusado.
Não me admira nada que o tribunal tenha revelado grande coragem ao aplicar penas tão pesadas aos acusados.
- É verdade que o nosso país não tem tradições de condenar gente famosa ou de grande estrato social, mas se tudo isto vai acabar por prescrever, que diferença pode isso fazer? Vamos lá ter mão pesada nisto e vender a imagem que somos irredutíveis no nosso trabalho.

Mas então, se ninguém vai cumprir pena de prisão, porquê tanta agitação dos acusados após a leitura da sentença?
Parece que uns vão escrever (ou já escreveram) livros com toda a verdade e os pormenores macabros deste caso, outros já estão a divulgar vídeos e prometeram revelar o nomes de outros pedófilos que não foram investigados, outros ainda vão interpor acções contra o estado pelo seu deficit funcionamento, etc...
Mas porquê? Para quê? Qual a razão/necessidade de fazer tudo isso?
Porque ninguém quer ser conhecido ou relembrado no futuro como pedófilo. A fama acompanha-nos sempre onde quer que a gente vá, e a verdade, é que, um processo que prescreve...é um processo que para além de não retirar a fama à ninguém, limpando a sua imagem, acaba por fazer crescer a conotação negativa que a mesma tem.

É fodido, não é? Felizmente que sim.
Se dizem que o Deus católico por vezes escreve direito por linhas tortas, guardo esperanças de que, ao contrário do mui influenciável povo português - que segue modas e muda de opinião como quem muda de camisa todos os dias -, esse dito Deus nunca venha a sentir simpatia por pedófilos.