11 janeiro, 2014

Fresquinhas sabem sempre melhor...

O Grupo Continente, sempre atento ao conjunto de oportunidades que o mundo oferece a toda a hora, decidiu fazer um aproveitamento económico do frio Polar que se faz sentir actualmente nos becos, ruas e artérias, de várias cidades Norte-americanas e Canadenses, cujas temperaturas chegam a atingir - pasmem-se - os 40º negativos, tomando a iniciativa inteligente de importar novos produtos das ditas que parecem revelar uma curiosa intenção de conquistar um mercado consumidor ALTERNativo...




Sigmund Freud disse um dia que todas estas parvoíces tinham algo a ver com o nosso inconsciente...

23 outubro, 2013

Coisas de ontem...

Começou por ser apenas mais uma dor de cabeça. Só que esta dor tinha algo de diferente em relação a todas as outras que a precederam. Esta não queria passar de maneira nenhuma e com o passar dos dias foi-se tornando cada vez mais terrível. De repente as Aspergic's, Aspirina's, Brufen's, Ben Huron's e outras quantas tretas tantas, passaram a ser as minhas companheiras diárias. Em vão, infelizmente, pois nenhuma delas resultava para o problema que tinha. Era um aguentar e não chorar. Pelas suas características, acreditava tratar-se apenas de um problema de enxaqueca, muito comum nas sociedades de hoje, mas depois começaram a surgir sintomas muito piores que fizeram-me sentir cada dia mais inquietado. Comecei a sentir crises e "flashes" na cabeça, palpitações, batimentos cardíacos acelerados, tonturas, náuseas, vertigens, pernas trémulas, dores no peito, sensação de desmaio, fraqueza e todo o tipo de ataques de pânico. Nessa altura trabalhava numa empresa de processamento de Leite e sentia-me meio que perdido por ter que lidar com toda esta situação. Lembro ainda com certa tristeza todas as vezes que fui obrigado a parar o meu carro em pleno centro da cidade, na rua, muitas vezes na berma da autoestrada, a qualquer hora do dia, para enfrentar as crises de que era alvo e que, inclusive, faziam-me acreditar de que era chegada a minha hora e que estava na iminência de morrer. Durante os meus "ataques", sentia a minha garganta a apertar e a minha respiração a ficar extremamente ofegante, quase até sentir que não conseguia ingerir qualquer dose de oxigénio, mas depois lá conseguia acalmar-me e respirar um bocadinho e ao fim de trinta minutos ou uma hora, voltava a sentir-me capaz de conduzir...por mais alguns minutos. Mas como poderia eu trabalhar naquele estado? Nas primeiras vezes em que cheguei atrasado, ainda podia alegar que tive problemas com o trânsito ou inventar situações como o furo de um pneu, por exemplo, mas depois tornou-se demasiado embaraçoso ter que estar constantemente a inventar desculpas para justificar o nosso atraso ao trabalho. Compreendo-os perfeitamente, se estivesse no lugar deles também ia achar que eu andava a fazer deles lorpas.
Lembro-me ainda que, nesse tempo, participei numa verdadeira maratona de consultas médicas e exames, que, para desespero meu, nunca acusaram problemas de qualquer tipo. Para os meus amigos médicos, eu era um homem extremamente saudável, mas talvez com um parafuso a menos pelos vistos. Vá-lá, ao menos mantiveram-se sempre profissionais e foram suficientemente corteses para nunca me dizer isso de frente. Acho que teria sido o golpe fatal para destruir de vez a baixa auto-estima que alimentava nessa altura. Fiz exames ao sangue, ao coração, à cabeça, aos olhos, ao nariz, enfim...só não fiz exames ao rabo porque nessa altura ainda não me sentia mentalmente preparado para isso e, diga-se em boa verdade, também nunca pensava enfrentar nenhum problema nessa zona anatómica de sensibilidade critica. Pensava, disse eu bem, mas o destino tem um sentido de humor delirante como o caraças.
É verdade, para o mal dos meus pecados, durante uma passagem de ano que não ouso dizer qual foi porque já é suficientemente traumático lembrar-me disso, tive o infeliz dissabor de ter que me dirigir ao Hospital mais próximo por causa de um problema de obstipação intestinal e impactação fecal. Para os leigos, trata-se de um problema extremamente embaraçoso que resulta da necessidade assustadoramente impiedosa de querer defecar e não poder porque o "torpedo" ficou encalhado algures nas tripas. Alguns poderão achar tratar-se de cosa pouca, mas, a esses, deixem-me dizer-lhes que para mim foi a maior vergonha que tive de passar em toda a minha vida. E foi vergonhoso na medida em que a situação tornou-se tão complicada que chegou ao ponto de ser necessário introduzir-me um tubo no ânus, vulgo bujão, e injectar água morna com uns aditivos quaisquer para ajudar a retirar a alheira encalhada que teimava em não sair. O que se seguiu depois foi um momento deveras inusitado. Por crueldade do destino, enquanto ouvia foguetes a estoirar intensivamente lá fora e as pessoas à minha volta festejavam efusivamente a chegada do novo ano, eu estava literalmente a levar no cu.

A ser verdade o que dizem, de que os primeiros momentos de um ano novo eram indicativos do que iria suceder-nos ao longo do mesmo, acho que naquele momento o destino, Deus, Alá, Zeus ou qualquer que tivesse sido a providência divina, não poderiam ter sido mais claros comigo...
A sério minha gente, pergunto-me se havia mesmo necessidade de chegar a tanto.



Enfim, adiante. Confesso que naquela hora cheguei a temer que nem a "injecção anal" me fosse valer, mas, quando ao fim de alguns segundos senti o Layout do meu rabo totalmente esgotado e uma estranha ardência a crescer-me nas entranhas, foi extremamente cómico, pelo menos para todos aqueles que tiveram a felicidade de assistir à cena, ver-me a correr que nem um pinguim pelo corredor do hospital, segurando as minhas calças com uma mão à frente e outra atrás porque nem sequer tive tempo de aperta-las, seguindo com acérrima aflição em direcção à casa de banho mais próxima que uma enfermeira (muito sorridente por sinal...) teve a gentileza de sinalizar-me com o braço. Depois obviamente foi um alívio. Oh céus, mas que alivio! Acho que consegui subir ao nirvana e conhecer o Olimpo nessa noite. Só não deve ter sido um alívio para a infeliz que teve a missão de limpar a casa de banho depois disso, mas isso já são outros quinhentos que não ouso revelar. Voltemos mas é às coisas sérias.

Durante algum tempo a minha vida foi assim. Um verdadeiro desperdício. Primeiro fui forçado a despedir-me da empresa de Lacticínios onde trabalhava e fiquei parado cerca de 6 meses em casa, sem qualquer rendimento, a viver às custas do amor e compreensão da minha querida esposa. Escusado será dizer que a minha situação financeira sofreu um duro abalo e que a consciencialização desse facto não ajudava em nada a minha desejada recuperação. Sentia-me constantemente pressionado a ficar melhor para cumprir as minhas obrigações de homem, pai e marido, e pagar as contas que nunca paravam de entrar em casa. Mas mais eu pensava nisso e pior ficava. Mesmo que resistisse à ideia, mais do que a minha saúde física, era necessário tratar primeiro da minha saúde mental. Assim, passei a conhecer aquela que se tornou a fase mais introspectiva e perigosa que tive o desprazer de viver até hoje. Digo desprazer porque foi à custa dessa fase que quase ia dando cabo daquilo que tinha de mais valioso, mais importante e mais caro na minha vida. A minha família.


Mas isso irá ser o tema do próximo "Post" porque, para já, acho que vou ficar-me por aqui.

25 julho, 2011

Era só uma questão de tempo...


Amy Winehouse foi encontrada morta no passado sábado, na casa onde vivia em Camden, norte de Londres, supostamente vitima de uma overdose.
Cumpriu-se assim a minha profecia sobre a morte anunciada da cantora que aqui deixei transcrita neste blog em 2008 quando, falando sobre a actuação desastrada e completamente falhada que deixou na abertura do Rock in Rio em Lisboa, deu-me para descarregar isto dela:
" Muito francamente não sei o que é que o futuro reserva para esta miúda, mas se ela continuar a este ritmo, bem pode começar a escolher a cor do seu próprio caixão porque não vai conseguir aguentar mais do que 5 anos".
Confesso que nessa época estava mais inclinado para sugerir 3 anos, mas, pelo vistos, esse foi um dos raros momentos em que me deu para ser optimista. Além do mais, se tivesse acertado nos 3 anos, à esta hora acho que ficaria em muitos maus lençoís. Estúpido como o ser humano costuma (ou gosta de) ser, ainda se ia dizer por ai que a morte da Amy foi obra ou culpa minha.

12 julho, 2011

Portugal, terra de amor e fraternidade



Numa altura em que os Portugueses ainda tentavam recuperar da azia deixada pela Moody's que, como bem sabem, teve o atrevimento de avaliar como "Lixo" quase tudo o que é produzido em solo lusitano, eis que surge agora a OMS a colocar Portugal na "lista negra" dos países que mais maltratam os seus idosos.
Segundo a mesma, 39% dos idosos portugueses são vitimas de violência ou abusos diversos, sendo os mesmos perpetrados essencialmente por membros da própria família, sobretudo filhos e netos.

Quer-se dizer...
Se para uns somos "Lixo", para outros somos maus, egoístas e negligentes. Já não há mesmo nada que seja digno de orgulho ou que se possa salvar neste país?
Sem querer plagiar ninguém, permitem-me copiar o que Rui Rio afirmou há dias sobre a Moody's, e dizer que me parece bastante óbvio que a OMS não está a fazer, também ela, um trabalho sério. É sabido que nós, os Portugueses, não somos nada assim. É sabido que nós, os Portugueses, somos um povo de brandos costumes, de alma generosa, bondosa e amiga de toda a gente.
 É sabido que sabemos sempre tudo, só não percebemos é a ponta dum corno, mas isso são pormenores.

Olhem, tive uma ideia. E se a gente boicotasse também a OMS por estar a dizer essas mentiras vergonhosas?
De hoje em diante, vamos fazer sempre assim. De cada vez que aparecer alguém a dizer mal de nós, boicotamos o tipo!
Assim, podemos ficar sozinhos, mas ficaremos orgulhosamente sós.
Novamente...


"Você pode enganar algumas pessoas o tempo todo ou todas as pessoas durante algum tempo, mas você não pode enganar todas as pessoas o tempo todo." (Abraham Lincoln)

09 julho, 2011

Continuo a preferir as "Maminhas de Freira"...


Em Amarante, nada mais doce para homenagear a figura de S.Gonçalo, santo casamenteiro milagreiro e padroeiro da fertilidade, do que confeccionar uma réplica, com 21 metros de comprimento, do Doce tradicional que lhe deu fama, devido ao facto curioso de possuir a forma dum pénis.
Como é do conhecimento geral, o Doce "original" mede apenas alguns centímetros, fazendo com que a sua eficácia não esteja devidamente certificada, mas é espectável que esta versão mais "futurista" - que se propõe entrar no Guinness Book como um dos maiores Doces do mundo com forma fálica - faça crescer grandes expectativas, pelo grau de envoltura que é capaz de criar à sua volta, ajudando a combater o despovoamento cronico que aflige todas as regiões do interior.
Não sei se, no decorrer das missas dominicais, costuma haver da parte dos Padres alguma receptividade para este fenónemo, deixando escapar algumas referências aos benefícios milagrosos deste Doce, mas é muito natural que haja por ser um produto típico da região.
Mais para mais, Amarante não é Valpaços, é gente mais liberal, e logo que as "pichas" sejam todas elas doces e boas de comer e os decotes "pronunciados" não fujam da versão "Paizinho deu-me esta Burka", o padre não se ofende e não há perigo de lhes ser negada uma eventual Comunhão.

03 julho, 2011

Mas que droga!


No dia em que se assinalou o 10º aniversário da entrada em vigor da lei que despenaliza o consumo de drogas, caiu que nem uma bomba a notícia de que os jovens estão a consumir cada vez mais heroína e alucinogénios.
João Goulão, director do IDT (Instituto da Droga e da Toxicodependência) diz não conseguir entender este fenónemo (e quem diz este...), nem as razões que levaram o consumo da Cocaína a tornar-se tão comum como a Canábis, entre os jovens a partir dos 13 anos (sei-lá...assim de repente deu-me para pensar se isso não será consequência da lei que despenaliza o consumo de drogas..), mas, apesar dos resultados obtidos neste recém inquérito que revelam exactamente o contrário, está convicto de que “A toxicodependência está a diminuir em Portugal” e que este problemático aumento de jovens a meter-se nos trilhos da droga se resolve com mais um inquérito alargado a toda a população para analisar a evolução do consumo das drogas em Portugal (hahahahaha) . Para isso, aguarda-se apenas que o Estado seja capaz de libertar uma verba a rondar o meio milhão de Euros. (Vão contratar a Oprah Winfrey e o Obama para realizar o inquérito).

Ai Joãozinho, Joãozinho...
Que não percebas o suficiente da poda, isso toda a gente compreende, porque mesmo que sejas Médico de profissão e que tenhas mais de 20 anos de experiência a nível da prevenção e do tratamento da toxicodependência em Portugal, uma coisa é prevenir/tratar/cuidar de quem sofre de problemas originados pelo consumo de drogas e outra coisa é combater quem vive/enriquece à custa delas e promove a liberalização das mesmas. No entanto, confesso que não consigo perceber esse teu aparente espanto. Então não sabes que a delinquência juvenil abarca sempre o consumo de drogas e vice versa? Que resposta - satisfatória - esperarias obter de uma sociedade cujos índices de desemprego, criminalidade, delinquência, marginalização, desigualdades e inadaptações sociais, são extremamente altos e crescem cada dia mais de forma deplorável e alarmante?
Queres nos convencer de que esperavas ver, da parte dos "novos" delinquentes - filhos de pais desempregados e revoltados contra o sistema -, um pouco mais de juizo e serenidade?
Bahhh...deves ser crente, deves. Olha, vai mas é contar essa à outro!

02 julho, 2011

Toda a malta gritou, até o Padre chorou...


Foi um Mar de gente no funeral de Angélico vieira...




Trollitas - Já vistes Pensador? Diz aqui no jornal que até o Padre chorou no funeral do Angélico Vieira.
Pensador - É...por vezes as câmaras de TV conseguem provocar algumas reacções bizarras nas pessoas...sobretudo quando as mesmas estão rodeadas de actores.
Trollitas - Não sejas mau.
Pensador - Ok, como queiras. Não irei brincar mais com isso porque, para te ser franco, sinto muita pena do Angélico. Mas uma coisa te digo, se eu fosse Padre e visse toda aquele amontoado de gente, com familiares, amigos, colegas, fãs, artistas, cantores, actores e muitos outros famosos a berrar de tristeza por não estarem na 1ª fila, e só visse a Mãe e o Pai do Angélico a rezar uma "Avé Maria" pela alma dele, acho que também era capaz de chorar um bocadinho...

26 junho, 2011

E depois da Marcha das Galdérias (Slut Walk)...

Todos aguardavam ansiosamente pela realização da "World Naked Bike Ride" de Lisboa (passeio mundial de ciclistas nus), que, gostos à parte, prometia ser um evento muito mais interessante e mediático. Mas apesar da autorização concedida pelo Governo civil de Lisboa, o comando da PSP não quis se despir de falsos "puritanismos" ( como são todos aqueles que se fazem de moralistas diante dos microfones ou das câmaras de Tv , mas que logo em seguida vão apressadamente tocar uma Segóvia na casa de banho mais próxima...) e proibiu que o certame fosse realizado nos moldes pretendidos, autorizando-o apenas na condição de que todos os participantes usassem um fato de banho como indumentaria mínima, afim de não chocarem o público presente.
Mas que gente mais desmancha-prazeres. Sua cambada de eunucos!

Eu não percebo. Se este certame já foi realizado em várias cidades da Europa, sem que tivesse havido problemas legais de qualquer espécie a adulterar a festa, porque razão é que Portugal há de funcionar de modo diferente?
Aliás, porque será que em Portugal tem que funcionar sempre tudo de modo diferente do resto da Europa?

Há coisas que simplesmente não entendo e acho que nem vale a pena tentar entender.
E assim sendo, resta apenas resignar-me à fatalidade de ter nascido num país mentalmente retardado, que ainda acusa alguns sinais da ditadura que sofreu durante 40 anos, e deixo-vos aqui algumas imagens de outras "World Naked Bike Ride" que foram realizadas, no passado, em outras cidades do mundo, para vossa apreciação...ou degustação...



Um minuto de silêncio por favor. É que toda a minha vida sonhei com isto... :)


Anda-lá Mãe, dá-me um sorriso! Não vês como os rapazes adoram os teus óculos de sol?


Olha lá ó fofinha, se a ideia era esconder as mamas, não sei porque raio tiramos o sutiã..


Propaganda Gay...


Tanta gaja boa por ai e tem sempre que haver o raio de um pau à nossa frente...


Sim, nascemos nus, carecas e sem dentes...sim, já todos conhecemos essa história. Tudo o que veio depois, foi lucro.


Esta Bike está-me a deixar o cu torto..


Eh! Ó loirinha! aonde é que você vai?


Look at me Mummy! I'm a fucking guy, in a fucking world and i hate everybody!


Não, não sou uma Tigresa! Sou uma...Furry Fandom!


Está bem, está...Diz-me isso depois de comeres uma feijoada. Zero emissões o tanas!


Hein?! Mas aquele fulano ali, que não para de olhar para mim, não é o meu pai?


Mais propaganda Gay...(mas o último é apenas simpatizante)


Eh Malta, tenham lá paciência comigo porque eu sou demasiado tímida...


Sim meu, são duas. Já vi que sabes contar, agora para de olhar para elas!


O Pensador? Mas é claro que conheço! Foi com ele que aprendi tudo o que sei hoje...

O diabo tanto encobre como descobre...


Já viram com que facilidade (e rapidez!) se descobrem os "podres" das pessoas? Falo dessa gente dita  fidalga, cuja honra subjectiva goza de uma reputação inabalável só porque sabem alimentar uma boa imagem, conduzindo bons carros e vivendo em moradias luxuosas. Quando tudo corre bem, são todos boa gente. Gente séria, honestississima, que fica sempre acima de qualquer pecado e suspeita. Mas como a vida é como a morte, por ser madrasta para todos ( ricos e pobres), há sempre um dia em que o azar lhes bate à porta e a imagem de que gozavam caí que nem um castelo de cartas exposto ao vento, deixando à mostra toda a porcaria que fizeram até a data e que estava mantida em segredo.
Mas como é possível? - Dirão alguns - Um homem daqueles? Com tanto dinheiro? Como é que ele pode fazer um trabalho daqueles?
Uiii gente?! Mas porquê tanta admiração? Achavam mesmo, que neste país, alguém conseguiria ser rico sem roubar, adulterar as regras do jogo ou sem pelo menos aldrabar um pouquinho? Não sejam ingénuos...

Com este post pretendo lamentar a actuação do Sr "Fulano de tal", proprietário de um dos mais conceituados Stands de Automóveis da Póvoa de Varzim, que teve a gentileza de emprestar o seu BMW 635 Cabriolet ao cantor Angélico, para que o mesmo pudesse se deslocar urgentemente a Lisboa, sem que o veículo estivesse munido do respectivo seguro de acidentes pessoais. Como sabem, um infortúnio do destino fez com que o cantor sofresse um acidente na A1 , encontrando-se agora em estado de coma no Hospital Santo António, no Porto, a lutar pela sua vida devido aos ferimentos graves de que foi alvo.

Mas valha-me a Santa...então um carro que vale perto de 100 mil Euros anda a circular por ai sem seguro?
Conduzido por um individuo que ganha fortunas no ramo automóvel? E nunca, nestes anos todos, nenhum polícia teve a coragem de o mandar parar? Ou será que por aquelas bandas, anda tudo muito bem controlado ($$$)?
Não sei quanto a vocês, mas se este tipo não alimenta quaisquer problemas em aldrabar desta forma as autoridades, nem quero imaginar o que ele não pode fazer aos seus clientes. Olhem, eu é que jamais irei bater à porta dele. Nem como cliente, nem para pedir trabalho.

Benfica pede 132 milhões de indemnização a jornais

Se pedir 132 milhões, mal corre se não conseguir sacar pelo menos um...

«...O Benfica anunciou hoje que a sua SAD, o presidente Luís Filipe Vieira e os outros quatro administradores pedem um total de 132 milhões de euros de indemnização a três empresas de comunicação social, três jornais, três directores e seis jornalistas.
Em comunicado divulgado no sítio oficial do clube na Internet, os 'encarnados' anunciam ter interposto «nas varas cíveis da comarca de Lisboa acções declarativas de condenação contra a Presselivre – imprensa livre, S.A., Edisport – Sociedade de publicações, S.A. e Global Notícias, Publicações, S.A., na qualidade de proprietárias, respectivamente, dos jornais ‘Correio da Manhã’, ‘Record’ e ‘Jornal de Notícias’...»

Acho que sim. Na minha opinião, de toda a vez que um jornal tivesse a infeliz ideia de publicar uma notícia sobre o Benfica, devia levar com uma trombada de 30 milhões de Euros em cima do lombo como castigo, que é para ele aprender a não ser nabo. Talvez assim deixam de falar dele e começam a prestar mais atenção a todos os outros que trabalham honesta e seriamente, no sentido de favorecer a boa imagem do futebol. :)

O Benfica, por sua vez, em vez de atacar incessantemente o FC Porto, da forma inútil e patética como tem feito até aqui, deveria antes tomá-lo como o melhor exemplo de como se deve gerir um clube de futebol e seguir as suas politicas de crescimento sustentado, valorização constante, gradual e continuada dos seus jogadores, de modo a que seja sempre possível obter lucros milionários das suas vendas, evitando assim que fiquem sujeitos à premente necessidade de processar Jornais para recolherem o dinheiro que necessitam para o pagamento de ordenados dos seus funcionários e atletas. :)))

25 junho, 2011

Compre o que é nosso...


"Cabaz da sardinha sobe de 10 para 100 euros"


Há que aproveitar bem estas festividades, do S.João e do S.Pedro, porque só nestes dias é que se pode fazer dos Portugueses lorpas sem que eles se sintam ofendidos ou percam as estribeiras por causa disso. Há que aproveitar companheiro! No aproveitar é que vai o ganho e hoje é dia de festa. Dias de festa é assim, é tudo ao molho e fé em Deus. Mesmo que a gente roube mais um pouquinho no preço, isso não é pecado, e se for...Deus perdoa, claro!. Sim podemos parecer um bocadinho oportunistas mas só Deus sabe que não é nada disso. É por uma boa causa. Temos cada vez mais falta de tudo lá em casa. Antigamente dava-me ao luxo de mudar o sofá da sala todos os anos e agora tem que ser ano sim ano não. Raios parta a miséria. Mas olha, nós somos gente séria, ouvistes? Não somos ladrões! Nunca deixes que te digam o contrário. Ladrões são os tipos do Governo. Sim, esses sim, são ladrões o ano todo, que roubam tudo e mais alguma coisa ao povo, enquanto que nós só podemos fazê-lo no S.Pedro e o S.João! São tão ladrões que até nos obrigam a pagar impostos e declarar aquilo que vendemos! Seus Gatunos! Malvados! Ladrões!
Ainda bem que no S.João, dá para a gente aldrabar os tipos das Finanças! Ai meu rico santinho, que eu logo à noite vou mandar acender 3 velinhas por ti...

Olha a Sardinha Viiiiiiiva!!!


24 junho, 2011

Olhó Manjeriiiiiiico!



Na senda de uma tradição iniciada em 2008, e que tem sido fielmente continuada desde aí, o S.João foi efusivamente festejado na casa deste vosso amigo Pensador, que, após ter remetido à Jolie lá de Casa a missão de preparar um saboroso e imperdível Caldinho verde, como só ela sabe fazer, se divertia a virar pimentos verdes e sardinhas gordas num braseiro engenhosamente improvisado, por uma grelha de ferro e dois tijolos, enquanto cantarolava - para desespero de toda a família ali presente - esta linda quadra de S.João que hoje senti o terrível anseio de partilhar convosco...


Saaaardinhas, dai-me sardinhas...
Que eu gooooosto de sardinha assada..
E se não houver mais sardinhas!!
Ao menos...dai-me pescadaaaa!!!!

(Ps: Não, não estava bêbado!)

23 junho, 2011

E eu que, feito tolo, quase acreditei que ele se referia a comida...



Trollitas - Eh pá, estou cá com uma larica...comia bem qualquer coisa...
Olha-lá Pensador, tive aqui uma ideia! E se fossemos agora os dois ao Pito da Guia?
Pensador - Ó companheiro, eu sei que me tens em grande estima e que deves sentir, inclusive, uma grande admiração por mim. E acredita de coração que não é por nada mas...Tu, com essa idade, ainda precisas de ajuda para ir ao pito a alguém? Não sabes fazer isso sozinho?

22 junho, 2011

Eis o novo salvador da pátria...


Pedro Passos Coelho ainda não tinha sido empossado como Primeiro Ministro do XIX Governo Constitucional de Portugal (faltava um dia) e já conseguia averbar, em plena Assembleia da Republica, a sua primeira derrota politica.
Não sei se este "tropeço" teve o propósito de servir de praxe para governantes indigitados em vias de serem empossados, ou se o Passos teve apenas a intenção de ter um primeiro contacto com aquilo que será a sua nova realidade nos próximos quatro anos, mas que isto promete..lá isso promete...

18 junho, 2011

Miguel Relvas não tem dúvidas...


Miguel Relvas, Ministro dos Assuntos Parlamentares, secretário-geral e porta voz do PSD, não alimenta dúvidas de que...
«...Com este governo, inicia-se agora um novo ciclo...»

 Hummm...
Acho que ele está a referir-se aos ciclos escolares...
Com Sócrates, Portugal deixou a primária e agora, com o Passos Coelho, vai conhecer finalmente o 1º ciclo...

E se houver sempre um bom aproveitamento (sem ser através do copianço, como no CEJ), pode ser que daqui a 50 anos se acabe miraculosamente o infantilismo político no nosso país...
Em todo o caso, e antes de chegarmos lá, muitos acabarão forçosamente por morrer de velhice, o que pode ser encarado como um bom prelúdio...
:)))


Grande oportunidade de negócio!

Nunca tive muito jeito para o ramo dos negócios, mas, ultimamente, tenho estado a reflectir imenso sobre as oportunidades dadas por esse mundo e se não valeria a pena arriscar algum investimento/esforço extra nele, para ver se consigo atingir finalmente a minha independência económica e, fundamentalmente, se deixo de trabalhar para os outros porque, regra geral, acabo sempre por perder a minha paciência com eles e chego sempre à irritante conclusão de que eles conseguem ser todos ainda mais idiotas do que eu, inicialmente, imaginava que fossem. Situação essa que, como podem facilmente compreender, acaba por me fazer sentir mais estúpido do que sou na realidade, por estar a trabalhar para eles.
Bem...mas o que é certo é que isso está prestes a terminar porque, após muito reflectir (bom...também não foi assim tanto), meti as minhas mãos à obra (o cérebro neste caso) e sem queimar qualquer neurónio (digo eu..) surgiu no meu cérebro, que nem um D.Sebastião entre as brumas, uma ideia fascinante e inovadora, que resultou na criação mental do primeiro esboço de um produto que considero simplesmente fabuloso, por ser prático, estético, reciclável e de uma durabilidade quase infinita.
Pasmem meus amigos, mas a verdade é que mesmo sem ter formação nessa área...até já resolvi a questão do marketing e tudo...


Papel 
LIMPOKU...


Com este não te limpas tu...


Que tal? Acham que com ideias destas vou conseguir chegar lá?
É que eu estou mesmo a precisar imenso das vossas opiniões. :)
E já agora, aproveito para dizer que também estou a precisar de investidores, por isso, se houver  interessados...

***

(Ps: O prometido é devido nina...)

17 junho, 2011

Ainda sobre o copianço dos candidatos a magistrados...



Deu-me um especial prazer verificar que, nesta matéria, e numa linguagem muito consonante à minha, até o bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho Pinto, foi concordar comigo na ideia que aqui deixei bem expressa no post anterior à este. Ver video aqui.





16 junho, 2011

Haja dinheiro e tudo se resolve...



Portugal é um país tão bondoso, tão bondoso, mas tão bondoso...que até se dá ao prazer de ser indulgente e passar com nota 10 (numa escala de 0 a 20) todos os candidatos a magistrados que são apanhados a copiar em testes de aptidão para o desempenho de futuros cargos na justiça.

É por estas e por outras que a justiça portuguesa está do jeito que está e cada dia que passa vai gozando de menos crédito. Alguém que seja apanhado a copiar não deve ser imediatamente chumbado? Que história é essa de passar tudo com nota 10 por não haver tempo para repetir exames? É repetir o curso todo! Se copiou, só tem que pagar por isso!
Esta complacência do CEJ é arrepiante e vergonhosa. Como é possível ser-se tão indulgente para com sujeitos que estão a ser formados para castigar os prevaricadores?
Será que a desembargadora Ana Luísa Geraldes, directora do Centro de Estudos Judiciários (CEJ), também fez copianço nos seus tempos de universitária, tornando-a de certa forma....sensível ao problema?
No mundo da justiça exige-se que todos os cargos sejam ocupados por pessoas sérias, idóneas e honestas. Na minha opinião, os magistrados que foram apanhados a copiar ficaram com a reputação ferida de morte, porque revelaram a presença de um mau instinto, e não podem desempenhar funções dentro do mundo da justiça. Se eles são aldrabões e desrespeitadores das regras e das leis, como podem eles se achar com moral para julgar seja quem for?
Chamo a isso hipocrisia.

Haja fartura!



Portugal é um país tão rico, tão rico, mas tão rico...que até se dá ao luxo de usar como arrecadação, as câmaras de frio que foram construídas em 2002 para armazenar plasma e que custaram cerca de 1,5 milhões de Euros ao bolso dos contribuintes, atreve-se a deitar metade do sangue doado pelos portugueses ao lixo e em seguida vai gastar 70 milhões para comprar sangue aos estrangeiros...

Por estas e por outras, parecidas, é que no estrangeiro só se procura os portugueses para trabalhos de carregar tijolos ou sacos de cimento, e ninguém os quer para gerir empresas...

15 junho, 2011

Coisas vindas do curação...



Tudo seria tão mais fácil...
mais envolvente e profundo..
e mais interessante para o mundo.
Se o curação das pessoas, 
para além de largar coisas más,
se deixasse também invadir por coisas boas...


***

(Ps: Este poema só é válido para cerca de 3500 biliões de pessoas espalhadas por todo o mundo, aos quais são retirados 57 milhões...)