25 julho, 2008

Por estas e por outras é que a TV já nada me diz...

Hoje fui tomar um cafezinho no pequenino café da esquina juntamente com a minha princesa linda que eu gosto tanto e que é a coisa mais rica, mais fofa, mais graciosa e mais gostosa do universo (sim, advinharam...ontem foi dia de festa!...aliás, noite de festa para ser mais preciso!), como já é nosso hábito fazer sempre que me encontro em casa a gozar os meus merecidos dias de folga.

Sento-me na mesa junto à vitrina para não perder pitada do emocionante espectáculo que se forma através do fumo dos canos de escape do amontoado de carros que passam na rua, vem a garçonete cujo decote generoso - que estava accidentalmente exposto - quase me faz levar uma trombada nas fuças mas adiante que isso agora também já não vem ao caso, peço um café curto para mim e um descafeinado para a minha chérie sem nunca retirar os olhos um segundo que seja das mãos dela, franzo o sobrolho quando o perigo parece finalmente distanciar-se, levanto a cabeça e presto um pouco de atenção ao que se está a passar na televisão.

Era o telejornal da SIC e naquela hora passava uma noticia acerca dos 500 e tal milhões que a banca já perdeu no 1º semestre deste ano (E que já bateram os valores de 2007!) em resultado da emissão fraudulenta de cheques carecas.

A notícia até nem me tinha causado um grande espanto; Vigaristas, aldrabões e caloteiros, foram desde sempre os epítetos mais sobejamente difundidos em Portugal.
O que me causou real espanto foi mesmo a mensagem em rodapé que pude vislumbrar no pequeno ecrã da TV em simultâneo com a dita noticia;

"Apesar dos números, os cheques carecas são os que mais pagos como meio de pagamento"

Ora digam lá. Horripilante não é?

A minha Trollitada:

- Já sei que o novo acordo ortográfico já foi ratificado pelo parlamento e posteriormente promulgado pelo presidente da república, mas alguém saberá me dizer se o mesmo já entrou em vigor?

É que...como estamos a atravessar a moda do Simplex e todos os processos fúteis passaram a ser mais fáceis de resolver...nunca sei em quantas ando...

10 comentários:

  1. Ahahahahah.

    Ai o decote.


    Nota - O acordo ortográfico já foi promulgado pelo Presidente da República mas ainda não está em vigor. O que leste foi mais uma das muitas asneiras a que se assiste nos órgãos de comunicação social.

    ResponderEliminar
  2. ...vá lá,eu tb vi.
    Mas acreditem que o Pensador leu mal...o que na realidade o rodapé da SIC dizia era:
    "Apesar dos números, as mamas carecas são as que eu mais quero como forma de pagamento."
    Ou seria...outra coisa?
    Bem depois de um decote "acidental?"...quem olha para baixo (do ecrã)...que se lixe o rodapé.:))

    ResponderEliminar
  3. Ni, é caso para se dizer que os "orgãos" da comunicação social já não são o que eram! :-)

    Victor, isso das mamas carecas só se for no sentido de não ter pêlos ou cabelos porque se não tiver um biquinho no meio para mim já se torna carecada a mais.
    Aparte isso, sim de facto...existe a real possibilidade de na altura do sucedido o meu cérebro ainda se encontrar um pouco atordoado por causa do decote "acidental".
    Aliás!...agora que falo nisso parece-me que ainda continua um bocadinho!...hehehe

    ResponderEliminar
  4. Só para que conste: foi hoje publicado no Diário da República, I Série, o Decreto do Presidente da República nº 52/2008 que ratifica o Acordo do Segundo Protocolo Modificativo ao Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, adoptado na V Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), realizada em São Tomé em 26 e 27 de Julho de 2004, aprovado pela Resolução da Assembleia da República nº 35/2008, em 16 de Maio (fica a informação toda), eheheheh.

    Divirtam-se a reaprender a escrever a língua materna.

    ResponderEliminar
  5. A reaprender??

    Oh Ni, mas se eu nunca soube escrever bem a actual, como é que eu posso reaprender??

    Diz antes assim...Sei que tens-te esforçado por aprender mas receio que vá demorar mais um bocadinho...hehehe

    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Então somos dois. Neste momento, não sei escrever.

    Isto para não falar que depois da coça de ontem nem devia falar contigo.

    :-)

    ResponderEliminar
  7. Nina, nem estás a falar...estás a escrever...hihihi

    :-))))

    (Ps: Não é por acaso que é costumo dizer-se que os amigos perdoam-se tudo. Ainda para mais quando sabemos que até as "coças" são dadas com muito carinho e sempre com a intenção de ajudar o amigo.)

    ResponderEliminar
  8. Pensador....depois de ler este post muito atentamente deixa-me dizer-te que ainda bem que só foste ao café depois da "festa"...caso contrário...fazias como a Michelle Brito..."ganhavas à Penneta"....

    AHAHAHAHAHAHAH

    ABRAÇOOOOOOOOOO

    ResponderEliminar
  9. Sadeek, eu ia ficando era "Perneta" se não tirasse muito depressa os olhos daquele decote "acidental"...

    ...Mas qual acidental! aquilo era mesmo um Tsunami!....hehehe

    :-))))

    ResponderEliminar

A frase mais estúpida que poderá ser dita aqui é: "Para Pensador pensas pouco..."
A mais inteligente é: "És tão lindo Pensador..."