Seguidores

03 novembro, 2010

Será que tenho uma costela comunista?

Ou terá sido apenas uma mera coincidência?
É que hoje, quando visionava o telejornal da SIC, deu-me para ouvir o resumo habitual da "palhaçada" que usualmente decorre no parlamento, e, entre muitas asneiras que foram ditas por lá, prestei a particular atenção numa pérola - oportuna, diga-se - que o Sr. Jerónimo de Sousa achou por bem mandar para o nosso querido Engiiiinheiro Sócrates.

"Que o sr não quer assumir a paternidade da criatura (orçamento), já eu me tinha apercebido"

Ora, não é que no meu post publicado a 25 de Outubro deste ano, quando me pronunciava sobre o imbróglio criado pelo PS e PSD, em torno do orçamento...eu já tinha afirmado precisamente o mesmo? (embora com palavras ligeiramente diferentes...)

Tinha eu dito:

"Se a "criança"(orçamento) fosse boa, e bonita, não faltaria por ai quem quisesse adopta-la ou assumir a paternidade da mesma, mas como é feia, gorda, e má, todos querem fugir dela a sete pés"

Viram? Teria sido apenas uma coincidência? Será que tenho uma pequena costela comunista dentro de mim que me fez pensar essas coisas? Ou será que o Sr. Jerónimo de Sousa também passou a frequentar o meu blog afim de procurar ideias para elaborar os seus discursos?
Credo Maria, que eu ainda gostava de saber!....hehehehe


2 comentários:

  1. Quanto a ti não sei, mas a maioria tem 12 pares de costelas, ahahahahah

    ResponderEliminar
  2. Bem..levando em conta que possas estar a insinuar que eu fujo inexplicavelmente à maioria...podes ao menos me dizer se achas que tenho uma costela a menos ou a mais?

    :S

    ResponderEliminar

A frase mais estúpida que poderá ser dita aqui é: "Para Pensador pensas pouco..."
A mais inteligente é: "És tão lindo Pensador..."