14 abril, 2011

Sabedoria...



Uma vez perguntaram a Confúcio:
- O que mais o surpreende na humanidade?
Confúcio respondeu:
- Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro e depois perdem o dinheiro para recuperá-la. Por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem o presente, de tal forma que acabam por nem viver no presente nem no futuro.
E concluiu:
- Vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se não tivessem vivido...

(Confúcio - China: 551 AC - 479 AC)

16 comentários:

  1. Em suma, viver um dia de cada vez e intensamente.

    Pena a vida, muitas vezes, não nos permitir.

    :)

    ResponderEliminar
  2. Ora nem mais...
    Parar é morrer, mas ser activo demais também o é ... E não é uma frase de preguiça.
    *

    ResponderEliminar
  3. Nina, A vida nunca nos nega as opções que tomámos. :)

    Cacarol, Não sei mas acho que era Chinês. :)

    Tinta, Cada dia mais atual...dito por um tipo que viveu 500 anos antes de Cristo nascer.
    É assustador verificar que o nosso modo de vida não evoluiu quase nada desde então. :(

    Dysdai, Não, não parece ser preguiça de facto, mas dito dessa forma...ficamos com um paradigma nas mãos. :)

    ResponderEliminar
  4. Não concordo.

    A vida coloca-nos muitas vezes barreiras intransponíveis que limitam as nossas opções (esta é encriptada). e.q.e.t.b :)))

    ResponderEliminar
  5. Nina, para te responder vou socorrer-me com um pensamento (também ele Chinês) que já aqui deixei uma vez.

    - "Não importa o tamanho da montanha, ela não pode tapar o sol."

    Ou posso ainda deixar-te um outro pensamento do Confúcio:

    - "Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha."

    Bjs...
    E sim, está tudo bem. :)

    ResponderEliminar
  6. Damm...

    Vou ter que me aprimorar.

    Estou a perder qualidades :(

    ResponderEliminar
  7. Nina, como se fosse possível perderes qualidades.. :)

    Cacarol, bem...um caracol não deves ser.
    Isto é, acho... :)
    Mas porque perguntas?

    ResponderEliminar
  8. Caminho a passos bem largos...

    :)

    ResponderEliminar
  9. Não ando com cérebro para me conseguir exprimir correctamente lol mas prometo que vou mandar vir um novo...
    Não é nenhum paradigma.

    Acho que era um filosofo chinês. Pelo menos sei que vou abordar qualquer coisa sobre ele em psicologia...whatever.

    Caracolinha, também gostava de saber quem és =)

    ResponderEliminar
  10. Nina, desde que nunca percas aquela que te faz ser a melhor das amigas... :)

    Dys, Consegues exprimir-te com toda a clareza e até a data, tenho conseguido entender-te na perfeição. Eu é que não resisto a brincar com as ideias e sobretudo as palavras.
    Com o teu comentário quisestes transmitir a ideia de que o Exagero é sempre uma má opção. Nem 8 nem 80.
    Parar é um exagero e "activo demais" também o é.
    Nesta situação, qualquer paradigma seria facilmente quebrado através de uma única palavra. Equilibrio. :)

    ResponderEliminar
  11. Mesmo assim...o meu ego diz me que sou pouco clara ...
    Se me ouvisse a falar não entenderia nada x)

    Sou uma figura de estilo da qual não me consigo recordar (dizer por muitas palavras o que se pode dizer numa)

    É isso, "Equilibrium"

    :)

    ResponderEliminar
  12. Dys, assim sendo és uma perifrase? :)

    E com que então dizes que ficaria confuso caso te ouvisse falar.
    Mas, e se eu te disser...que a particularidade de te sentires pouco clara, não é o resultado daquilo que o teu ego sente de verdade, mas sim daquilo que ele tem necessidade de sentir?
    Ficarias surpreendida comigo? :)

    Ps: E porque continuas a tratar-me por você? Já sou assim tão velho? :(

    ResponderEliminar
  13. Não ficaria porque não acreditaria lol e essa parte vá, era uma "ironia" :P

    Exactamente, perífrase!

    Bem, TU não ÉS assim tão velho...eu é que sou nova ahahah (sim sim eu sei que não se deve revelar estes dados na net:) xD

    ***

    ResponderEliminar

A frase mais estúpida que poderá ser dita aqui é: "Para Pensador pensas pouco..."
A mais inteligente é: "És tão lindo Pensador..."