Seguidores

26 março, 2008

Jorge Nuno Pinto da Costa

Tal como prometido, venho hoje falar-vos sobre o Jorge Nuno Pinto da Costa (JPC).
Os comentários que se seguiram ao meu post sobre a Vacalina parecem dar a transparecer a ideia de que ao atacar uma parte eu estaria em consequência disso a defender obrigatoriamente a outra.
Mas onde foram vocês buscar tal ideia?
Ao atacar a Carolina sou forçado a defender o JPC?
Não posso atacar os dois?
A opção que tomei em atacar a Carolina deveu-se apenas ao simples facto da mesma ter sido noticia nessa semana, o que me levou a expor uma opinião sobre o assunto. nada mais senão isso!
Além disso, existe matéria objectiva para se poder atacar a Carolina, mas....e o JPC?
Sinceramente não me importo nada em falar mal dele, mas vou precisar da vossa ajuda porque neste momento está a dar-me uma branca no meu pensamento.
Digam-me por favor em abono da verdade algo que esse homem tenha feito de mau/ilícito que seja concreto e puramente objectivo!
Mas falem-me em factos, evidências, nada de fala-barotices!
Sei que pela vontade de 7, 8 ou 9 milhões de bom chefes de família o JPC seria considerado culpado por natureza, sem direito a qualquer defesa e encarcerado durante 20 anos sem necessidade de apresentar quaisquer provas de culpa, mas....e pela vontade de gente não tendenciosa?
Que me dizem os maus chefes de família que não cedem a fanatismos?
Consideram certo meter alguém na prisão sem provar a sua culpa?

Minha gente..
Deve ser do vosso conhecimento que nutro uma simpatia pela equipa do FC Porto mas acreditem, estou muito longe de sentir admiração pela figura do JPC.
Uma coisa não obriga à outra.
Mas ainda assim tenho que lhe reconhecer algumas qualidades.
Só fala quando existe uma real necessidade de o fazer, escolhe sempre bem as suas palavras, tem sempre uma resposta na ponta da língua para qualquer questão, mostra sempre segurança naquilo que diz, não é fala-barato (ao contrário dos seus congéneres...), é muito profissional, é eficaz na sua função e quando é atacado por alguém saí sempre vencedor do confronto.

Quer se goste ou não deste homem, a verdade é que ele é dotado de uma grande inteligência.



Agora...estou muito longe de ser um inocente.
Tenho consciência de que este homem não será seguramente uma flor que se cheire e que um dia quando ele morrer muita coisa poderá vir a ser descoberta, mas lá terei eu que insistir novamente, até lá que vamos nós fazer? Vamos condená-lo apenas com base na especulação?
Ora sejam sinceros. Que podemos nós lhe apontar que tenha sido provado?
O nosso ódio é assim tão grande que passou a justificar qualquer meio utilizado que nos faça chegar ao fim que pretendemos?
O fanatismo justificará a nossa hipocrisia?
Hipocrisia sim porque também é disso que se trata!


Vão se rir mas esta história acaba por fazer lembrar de certa forma uma passagem escrita na bíblia cristã.
É verdade!...lembram-se do Pôncio Pilatos convidar o povo a optar entre Jesus-Cristo e Barrabás?
Não!...sosseguem que não vou comparar o JPC a Jesus-Cristo (embora as iniciais sejam quase iguais e ele ser também apelidado de "papa"..), é apenas num sentido comparativo.
Jesus-cristo apesar de ser uma pessoa inofensiva, tornou-se perigoso por ser demasiado intrometido e ferir os interesses pessoais de alguns poderosos da época que recolhiam grandes dividendos nos seus negócios assentados nas crenças religiosas.(O PC também cometeu o sacrilégio de acabar com o Apito Encarnado).
Barrabás era apenas um dos maiores assassinos da época. (Bom..a Carolina é apenas uma Stipper, logo algo parece ter melhorado pelo menos neste aspecto..)
Mas o Povo contagiado por uma avalanche de mentiras e falsas acusações promovidas por alguns Barões ameaçados (Basta ouvir o sr Transparências ou ler o jornal do Benfica) , foram conduzidos a pensar que Jesus-Cristo era o único e verdadeiro perigo para a sociedade.
Não se importaram por isso de libertar um assassino extremamente perigoso só para se livrarem de alguém que odiavam acima de tudo mas cujas inúmeras maldades/crimes ninguém conseguia provar.(No caso de Jesus era porque não existiam evidentemente..).
Ora, não é exactamente o que se está a passar com a Carolina?
Não foi ela que confessou no seu livro ter sido ela a contratar os gorilas (supostamente a pedido do JPC, mas foi ela!) que foram dar aquele enxoval de porrada ao vereador Ricardo Bexiga?
Isso não faz dela uma criminosa?
E estão as pessoas a pedir autógrafos a uma Criminosa só porque odeiam muito mais o JPC???
Não conseguem vislumbrar a insensatez desta hipocrisia?

Amar um criminoso assumido para condenar um homem suspeito de o ser?

Mas que lógica é esta?
Para aqueles que estão dispostos a pensar deste modo, que valores pensam eles incutir mais tarde aos seus filhos?
Estarão eles conscientes do que está em causa?

Podem acusar o homem do que quiserem mas diga-se o que se disser uma realidade saltará sempre a vista.
Desde que se iniciou o processo do Apito Dourado o FC Porto nunca mais perdeu um campeonato.
E quem for intelectualmente honesto,vai reconhecer que nestes últimos 3 anos em todos os lances em que haja lugar a dúvidas o arbitro prejudica sempre a equipa do FC Porto.(Talvez com medo de entrar também ele nos acusados do apito dourado)
Só houve recentemente um jogo contra o Leixões em que as coisas foram diferentes mas isto porque o Porto já tem 16 pontos de avanço sobre o 2º lugar.

Se os sucessos do FC Porto fossem apenas fruto da corrupção horripilante que o sr "Transparências" Filipe Vieira (Também conhecido por Kadafi dos pneus) jura existir no futebol cada vez que vê o seu clube perder ou empatar um jogo em casa, não seria suposto o dragão deixar de conquistar troféus??
Reparem só no exemplo do corrente campeonato..
O Porto vai a frente com 16 pontos de avanço e até parece que só ele é que sabe jogar futebol, toda a gente sabe e reconhece isso, mas julgam que daqui a 3 ou 4 anos alguém se vai recordar disso?

Não!!!...ganhou graças ao Apito Dourado!! Foi aquele jogo do Leixões que deu o campeonato ao Porto!

O ódio cega de tal forma as pessoas que deixa de fazer sentido explicar seja o que for...



Agora respondendo as vossas perguntas.
Se acho que a Carolina inventou aquilo tudo que vem no livro?
- Não. Não acredito que tenha inventado tudo, existirá sempre uma verdade ou outra pelo meio.
Mas quem saberá dizer qual é?
Já é do conhecimento público que a verdadeira escritora deste livro (Maria Fernanda Freitas) confessou no DIAP (Departamento de Investigação e Acção Penal) que foram acrescentadas 58 páginas ao seu texto inicial pela mão da Leonor Pinhão.
O livro foi concebido ao pormenor para reabrir alguns processos arquivados do Apito Dourado.

Se ela falasse a verdade, saberia conta-la sem hesitações em tribunal, mas que fez ela?
Confundiu, tropeçou, esqueceu-se, não soube especificar, blá blá blá blá blá...
Foi uma amnésia tão patética que até meteu dó!
Parece que nem sequer foi capaz de se lembrar dos episódios que ela mencionou no seu livro!
Isso parece ser comportamento de alguém que fala a verdade?

Se acho que foi de espontânea vontade que ela mandou bater no Ricardo Bexiga?
- No livro ela não diz ter sido obrigada a fazê-lo...

Se sou inocente ao ponto de acreditar que o JPC é inocente nas acusações que lhe estão a ser feitas?
- Mas não é suposto qualquer pessoa ser inocente até se provar o contrário?
Uma acusação é baseada em factos e não em sentimentos ou crenças. Aquilo que acredito é irrelevante no contexto judicial.

Se sei que o mundo do futebol tem as suas máfias?
- Não. Não sei de nada. Acredito muito sinceramente que tenha algumas mas não sei rigorosamente nada. Mas se houver alguém que saiba de alguma coisa, incentivo-o fortemente a contar tudo o que sabe as autoridades. O apito dourado agradece desde já qualquer contributo.
Sendo a Carolina companheira do JPC , se acho que ele terá confiado nela ao ponto de lhe revelar certas coisas?
- Muito francamente não consigo imaginar aquele homem a confiar em seja quem for.
E todo o homem que se interessa pelo cérebro duma mulher não vai seguramente procurá-la numa boîte.
A Filomena também partilhou a vida dele durante 15 anos e mesmo terrivelmente zangada não teve segredos por revelar.

Pensem um pouco...

Se o JPC entregasse envelopes com dinheiro, ia fazê-lo em sua casa? Diante de uma mulher de passado duvidoso? O homem mais famoso do mundo do futebol e já odiado a mais de 20 anos a receber livremente arbitros em casa? Nem um paparazzi nas redondezas? E numa época em que tinha a melhor equipa da Europa e o melhor treinador do mundo?

Francamente...Isto é de rir as gargalhadas! Nem sei como é possivel que neste XXI séc. continue a ser tão facil manipular a mentalidade das pessoas...

Em jeito de conclusão gostaria apenas de dizer que se a intenção da Carolina fosse apenas denunciar o JPC, bastaria ter contactado as autoridades. O Apito Dourado estava nos seus começos e não precisaria de escrever qualquer livro.
Penso que estaremos todos de acordo de que esta sua atitude só prova a sua intenção em tirar partido da imagem do JPC para ganhar rios de dinheiro. (Já que a imagem dela parece valer rios de me%$#")
Felizmente estou bem casado, mas se um dia a minha mulher se divorciasse de mim não gostaria que ela tivesse a atitude mesquinha de divulgar os meus segredos íntimos, as minhas taras e as fantasias sexuais que eu partilhei com ela durante a minha vida.

Há que ter alguma personalidade.

Penso eu de que...

3 comentários:

  1. Poderia dizer muita coisa mas confesso que hoje não estou nos meus dias.

    Mas subscrevo a maioria das tuas afirmações.

    ResponderEliminar
  2. Pensador, este teu post merece um grande aplauso!

    Se o JPC tiver um advogado que como tu saiba escolher sempre bem as suas palavras, sem duvida de que mesmo na presenca de provas, o JPC, sera absolvido de qualquer acusacao! :)))

    Dizes que estas longe de sentir admiracao pelo JPC, no entanto das-nos uma lista de qualidades, que a teu ver, ele tem. Tambem dizes que tens consciencia de que este homem nao sera seguramente uma flor que se cheire!

    Assim,como tu, milhoes de pessoas sao da mesma opiniao, entao que vamos nos fazer??

    Vamos esperar que ele morra para descobrir se as acusacoes que estao AGORA a ser feitas, sao ou nao falsas??

    Para cada individuo, o JPC ser ou nao culpado,pouco lhe afecta, agora para o mundo do futebol...

    Em geito de iniciar pensamentos...quem nos diz a nos que nao foi iniciativa dos demais envolvidos na producao do livro que fizeram uma bela oferta monetaria a Carolina para permissao de uso do nome dela e alguma informacao pessoal com que ela pudesse contribuir? (e que isso seria uma explicacao para o facto de ela ter tido tanta dificuldade em ser especifica no tribunal).

    Nao li, nem tenho intencao de ler o livro por isso nao posso comentar detalhes. No meu entender a Carolina e cumplice do livro assim como e cumplice no caso do ataque ao Ricardo Bexiga, MAS em algum momento deveremos esquecer os "GODFATHERS".

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Pensadora, antes de mais gostaria de te agradecer as tuas palavras amigas e o aplauso eufórico que me deste.

    E agora vamos por partes.


    «..Se o JPC tiver um advogado que como tu saiba escolher sempre bem as suas palavras, sem duvida de que mesmo na presenca de provas, o JPC, sera absolvido de qualquer acusacao!..»

    - Se o JPC tivesse um advogado como eu, só teria sorte no caso de ser realmente inocente porque caso contrário eu próprio trataria de o fazer ver nascer o sol aos quadradinhos.
    A minha simpatia clubistica jamais me faria defender qualquer Desonestidade.


    «..Dizes que estas longe de sentir admiracao pelo JPC, no entanto das-nos uma lista de qualidades..»

    - Como toda a gente possui defeitos, sempre procurei dar mais valor às qualidades das pessoas.
    Mas apesar de ser algumas, ainda são insuficientes (ou as não adequadas) para que eu sinta admiração por ele.
    Sou muito bem capaz de admirar uma pessoa com menos qualidades do que ele mas que a meu ver serão qualidades muito mais valiosas.
    Ainda por cima acho o JPC uma pessoa muito cínica e foi procurar uma esposa num bordel...não partilho esses valores!


    «..Tambem dizes que tens consciencia de que este homem nao sera seguramente uma flor que se cheire!..»

    - Ninguém combate a podridão sem antes tomar o cuidado de a conhecer e para conhecê-la, tem que se meter primeiro no meio dela..


    «..Vamos esperar que ele morra para descobrir se as acusacoes que estao AGORA a ser feitas, sao ou nao falsas??..»

    - Pensadora, e então defende que se faça o quê?
    Que primeiro ele seja preso e só depois é que procuramos provas contra ele?
    E se depois (diguemos ao fim de 4/5 anos de prisão) não conseguirmos encontrar provas?
    Soltamo-lo e pedimos desculpas pelo incomódo?
    Ou na ausência de provas, forjamos algumas?
    Creio que tudo isso seria perfeitamente sensato, civico e justo, certo?
    Afinal de contas a justiça dos factos não interessa!
    Interessa sim é a opinião de 7 ou 8 milhões de pessoas...

    Pensadora, não nos cabe a nós fazer justiça.


    «..Para cada individuo, o JPC ser ou nao culpado,pouco lhe afecta, agora para o mundo do futebol..»

    - Afecta o mundo do futebol o JPC ser acusado de tentar corromper um árbitro para um jogo com o Beira-mar cujo resultado final foi um empate e....pasme-se...realizado numa altura em que o FC PORTO já era matematicamente campeão??
    Oh desculpem!
    Vejo agora que me esqueci de referir no post esse pequeno pormenor..
    Pois é...O Porto quando jogou com o Beira-mar já era campeão!
    E mais uma vez, para as pessoas sensatas, civicas e justas é perfeitamente coerente um homem ser acusado de comprar um jogo que não interessa para nada...

    Desde que sirva para o matar....


    «..quem nos diz a nos que nao foi iniciativa dos demais envolvidos na producao do livro que fizeram uma bela oferta monetaria a Carolina para permissao de uso do nome dela e alguma informacao pessoal com que ela pudesse contribuir?..»

    - Foi precisamente isso que expliquei no post da Carolina.
    O livro não foi concebido com o intuito de dizer a verdade mas sim de destruir o JPC.

    Pensadora,
    Para terminar gostaria apenas de deixar uma pequena nota solta.
    Na minha opinião o JPC nunca procurou favorecimentos.
    Se ele moveu "influências" no futebol terá sido não com a intenção de "favorecer" mas sim de "não-prejudicar" o FC Porto.
    E ironia do destino este processo do "apito-dourado" é a melhor coisa que lhe poderia acontecer.
    É verdade...se ele pagava alguém, então neste momento está a poupar muito dinheiro!

    Explicarei melhor esta ideia num próximo post.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar

A frase mais estúpida que poderá ser dita aqui é: "Para Pensador pensas pouco..."
A mais inteligente é: "És tão lindo Pensador..."