06 dezembro, 2010

É por estas e por outras...

Que às vezes mais vale a gente escolher melhor os blogues que quer frequentar...

Desde que me lembro que consigo dormir descansadamente (muito por culpa do raio do sono).

Finalmente, esta noite, por volta das 4 da manhã lá consegui adormecer após uma longa sessão de amor..

E não é que acordo às 6.30 horas aos berros porque sonhei que não sabia onde estava a minha segunda mãe?

Segunda mãe? Fosga-se....mas eu só tive uma mãe!!!

Que um homem possa ter vários pais sem o saber não é nada de estranhar. Muitos vivem sem conhecer um sequer. Agora um filho não saber que só tem uma mãe já seria mais raro.

O sonho só valeu a pena pela cara que a minha jolie lá de casa colocou quando eu aos berros decidi atirar-me pela janela !!

Hein?!...Que estranho. Não sei porquê mas tenho a sensação de que o final desta história não era bem este...

:))))

6 comentários:

  1. Vamos focar-nos na parte do amor... que o resto é terrível :P

    ResponderEliminar
  2. Fizeste-me rir...Também já sonhei cada coisa!
    Beijoca*

    ResponderEliminar
  3. Estou a ver que, mais uma vez, o meu comentário não ficou gracad.

    Mas o que eu queria mesmo saber é se este teu post foi uma forma agradável de me chamares mãe.

    :)

    Beijo

    ResponderEliminar
  4. S*, Apoiado! O Amor sempre foi uma das minhas partes preferidas.
    :P

    Tilida, Bem vinda. Fico feliz por saber que consegui fazer alguém feliz com as minhas palavras. Volta sempre.
    :)

    Nina, Não...de facto parece que o teu comentário não ficou "gracado" de todo.
    E não, este meu post não foi uma forma agradável de te chamar de mãezinha.
    A verdade é que este meu post só teve intenção de te fazer sorrir Nina...
    :) Bjs

    ResponderEliminar
  5. Mas diz lá que não gostavas que eu fosse tua mãe, ahahahahah

    ResponderEliminar
  6. Credo! Não!
    Teria sido o parto mais prematuro de sempre!
    Ninguém deseja uma coisa dessas aos amigos..
    :P

    ResponderEliminar

A frase mais estúpida que poderá ser dita aqui é: "Para Pensador pensas pouco..."
A mais inteligente é: "És tão lindo Pensador..."