23 novembro, 2017

Afinal até sou capaz de gostar de ler livros...*

*...logo que sejam livros de anedotas, obviamente. :)

Encontrei este texto há dias na Net e não consegui parar de rir. Trata-se de um trecho retirado do livro "Um Deus que sorri" escrito por Paulo Costa que decidi carinhosamente partilhar com vocês, aplicando, obviamente, as devidas correcções às falhas do texto inicial que, por lapso ou por erro de impressão, mencionava o termo "portistas" em vez de "benfiquistas"...

«...Deus e os Portugueses...

Diz-se que, aquando da criação do mundo, Deus, para que os homens prosperassem, decidiu conceder-lhes duas virtudes. Assim, aos Suíços, fê-los organizados e cumpridores da lei; aos Ingleses, persistentes e estudiosos; aos Japoneses, trabalhadores e pacientes; aos Italianos, alegres e românticos; aos Franceses, cultos e refinados; Quando chegou a vez dos Portugueses, Deus virou-se para o Anjo que tomava apontamentos e disse: 

-Estes, vão ser inteligentes, boas pessoas e benfiquistas. 

Dito isto, o Anjo chamou-lhe a atenção e retorquiu: 

-Santo Pai, tu deste a todos os povos do mundo duas virtudes, mas aos portugueses deste-lhes três. Isso vai fazer com que fiquem beneficiados em relação aos outros povos. 

-Pois... é verdade! Mas como as dádivas de Deus não devem ser retiradas, temos que remediar a situação. De agora em diante, os portugueses terão essas três virtudes, mas não poderão assumir mais de duas em simultâneo. Por isso, desde então: os portugueses que são benfiquistas e boas pessoas, não podem ser inteligentes; os portugueses que são inteligentes e benfiquistas, não podem ser boas pessoas; e os portugueses que são inteligentes e boas pessoas, jamais poderão ser benfiquistas...»

Palavra do Senhor...


Imagem relacionada
Imagem da Net

5 comentários:

  1. Ahahahahahahahahah :D
    Não sei o que gosto mais, se da piada, se do cartoon :D

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Talvez por ser mais sucinto e ter igualmente piada? Compreendi.

      Bjs

      Eliminar
  3. Não. Para te ajudar a resolver o dilema.

    :)

    ResponderEliminar

A frase mais estúpida que poderá ser dita aqui é: "Para Pensador pensas pouco..."
A mais inteligente é: "És tão lindo Pensador..."