13 maio, 2011

E como por azar...

Tinha que ter o meu último post gravado numa pasta "Rascunhos" da minha conta Gmail.
Como já andava a ter problemas com o Blogger, e estava sem tempo para esperar que aquilo voltasse ao normal, deixei tudo gravado no Gmail e...permaneceu em rascunho.
Isso significa que devo ser o único Bloguista que habita à face da terra, que se ficou a rir da Blogger em vez de ficar a chorar baba e ranho.
Satisfeito? Mas é claro que estou ! No entanto esta minha felicidade acabou por ficar-se apenas pela metade. Teria ficado completa caso o Post fosse um daqueles escritos com a alma, mas este nem sequer com as unhas dos pés dá a ideia de ter sido escrito.

Mas aqui vai para memória futura..



E como por azar...tinha que acontecer um sismo no nosso planeta, precisamente no dia de ontem!
Foi de fraca magnitude e podia ter acontecido algures na Indonésia ou no Japão, assim tipo muito longe, estão a ver a ideia? Porque assim daria aos europeus, a ideia satisfatória de ter sido algo perfeitamente normal, mas não... foi logo escolher a nossa vizinha Espanha, que, por ficar relativamente próxima da sua congénere Itália, acabou por alimentar a pasmaceira dos "boquinhas-abertas" e dos espantalhos supersticiosos que, no dia de ontem, corriam que nem baratas tontas pelas ruas de Roma,  vasculhando por baixo de cada pedra da calçada, em busca do refúgio mais seguro, devido, como sabem, à profecia do Rafaelle Bendandi.
Desconfio que, à esta hora, devem estar todos eufóricos e a pular de alegria por verem a desgraça tocar a porta dos outros, mas, o que mais me assusta é que eles devem ter ficado mais convencidos do que nunca de que as teorias do Sismólogo estavam certas.

E assim nasce mais um novo Nostradamus para as gerações futuras...

5 comentários:

Dona Laura disse...

Dá que pensar...

NI disse...

Se quiseres os teus últimos post´s, e me pedires muito, eu arranjo-te. Tenho o google reader.

:)

Beijos

Francisco o Pensador disse...

Os últimos? Espera ai...não foi só este?
Jasuuus que eu já nem sei em quantas ando.

Bom ...mas em todo o caso, peço-te muito, muito, muito... :)

Bjs

joana disse...

Foi terrivel!

Tinta Permanente disse...

Em Portugal o nosso "Nostradamus" chamava-se António Bandarra, era profeta e sapateiro de Trancoso.