26 junho, 2011

O diabo tanto encobre como descobre...


Já viram com que facilidade (e rapidez!) se descobrem os "podres" das pessoas? Falo dessa gente dita  fidalga, cuja honra subjectiva goza de uma reputação inabalável só porque sabem alimentar uma boa imagem, conduzindo bons carros e vivendo em moradias luxuosas. Quando tudo corre bem, são todos boa gente. Gente séria, honestississima, que fica sempre acima de qualquer pecado e suspeita. Mas como a vida é como a morte, por ser madrasta para todos ( ricos e pobres), há sempre um dia em que o azar lhes bate à porta e a imagem de que gozavam caí que nem um castelo de cartas exposto ao vento, deixando à mostra toda a porcaria que fizeram até a data e que estava mantida em segredo.
Mas como é possível? - Dirão alguns - Um homem daqueles? Com tanto dinheiro? Como é que ele pode fazer um trabalho daqueles?
Uiii gente?! Mas porquê tanta admiração? Achavam mesmo, que neste país, alguém conseguiria ser rico sem roubar, adulterar as regras do jogo ou sem pelo menos aldrabar um pouquinho? Não sejam ingénuos...

Com este post pretendo lamentar a actuação do Sr "Fulano de tal", proprietário de um dos mais conceituados Stands de Automóveis da Póvoa de Varzim, que teve a gentileza de emprestar o seu BMW 635 Cabriolet ao cantor Angélico, para que o mesmo pudesse se deslocar urgentemente a Lisboa, sem que o veículo estivesse munido do respectivo seguro de acidentes pessoais. Como sabem, um infortúnio do destino fez com que o cantor sofresse um acidente na A1 , encontrando-se agora em estado de coma no Hospital Santo António, no Porto, a lutar pela sua vida devido aos ferimentos graves de que foi alvo.

Mas valha-me a Santa...então um carro que vale perto de 100 mil Euros anda a circular por ai sem seguro?
Conduzido por um individuo que ganha fortunas no ramo automóvel? E nunca, nestes anos todos, nenhum polícia teve a coragem de o mandar parar? Ou será que por aquelas bandas, anda tudo muito bem controlado ($$$)?
Não sei quanto a vocês, mas se este tipo não alimenta quaisquer problemas em aldrabar desta forma as autoridades, nem quero imaginar o que ele não pode fazer aos seus clientes. Olhem, eu é que jamais irei bater à porta dele. Nem como cliente, nem para pedir trabalho.

2 comentários:

  1. Mas o proprietário de um dos mais conceituados Stands de Automóveis da Póvoa de Varzim tem com certeza um seguro de carta e isso permite-lhe conduzir qualquer caso para venda que obviamente não tem seguro. O Angélico é que não deveria ter conduzido o carro e muito menos a alta velocidade (Como ele próprio disse numa entrevista, que gostava de fazer).

    Sandra

    ResponderEliminar
  2. Não deveria ter conduzido o carro sem seguro, muito menos a alta velocidade, muito menos quando acompanhado por mais pessoas no carro, e muito menos sem usar cintos de segurança!
    O único que se revelou mais "ajuizado" (só não foi totalmente porque aceitou a boleia do Angélico) e usou o cinto de segurança, foi aquele que melhor sorte teve.

    Não sabia sobre o seguro de carta e confesso que assim...fico um pouco mais descansado.
    Ainda assim não deixa de ser um pouco estranho que, de cada vez que vejo o "proprietário de um dos mais conceituados Stands de Automóveis da Póvoa de Varzim" ser noticia, seja sempre pelos maus motivos...

    ResponderEliminar

A frase mais estúpida que poderá ser dita aqui é: "Para Pensador pensas pouco..."
A mais inteligente é: "És tão lindo Pensador..."