10 agosto, 2008

O destino fabuloso de quem vive o "Sexo e a cidade" de perto!



Já o disse anteriormente mas creio que não haverá mal nenhum em querer repetir-me..

Por mais piada que a série (do "O Sexo e a cidade") possa suscitar no imaginário feminino, a verdade é que na vida real, o modelo de mulher que está nela representado...está infelizmente muito longe de interessar a generalidade dos homens.
Pode, à margem, despertar alguns interessados para uma noite mas dificilmente conquistaria candidatos para uma vida!
A não ser que a mulher - em resultado do seu delicado processo de emancipação - esteja doravante interessada em fazer crescer no futuro a opção do "viver em celibato" (ou a eventual consagração do relacionamento gay..), porque de outro modo as consequências inerentes a escolha deste modelo de mulher seriam, quanto a mim, por demais evidentes e só iriam provocar um processo assaz doloroso para todos os elementos envolvidos nessa questão....

11 comentários:

  1. Pensador;
    Tens noção que o mulherio está, na sua maioria, a emancipar-se, certo?
    Segundo a tua "teoria" também para vós não será nada vantajoso.
    E já agora, porquê o celibato?!
    Nós também nos podemos adaptar a um novo conceito de mulher e sem que para isso tenhamos de ser gays.
    Homem e mulher são ambos seres humanos...Uma mulher emancipada está para uma noite interessante assim como um homem...

    ResponderEliminar
  2. Bird, sim...tenho a plena noção que o mulherio esteja a emancipar-se como também tenho para mim que este seja o resultado mais justo e "lógico" da evolução.
    E sim...também soubestes interpretar a minha teoria mas não naquilo que me refere pessoalmente porque felizmente nessa matéria estou bem entregue e estou longe de querer representar/defender os interesses dos homens.
    Aliás, a defender, sinto uma inclinação natural para defender quase sempre os interesses das mulheres talvez porque consigo identificar-me melhor com as ideias delas.
    Agora, sou uma pessoa realista e vejo bem as transformações que o mundo anda a tomar nomeadamente no que se refere aos relacionamentos interpessoais.

    Bird, no passado um reformador protestante chamado Lutero chegou a citar uma frase ambígua que o universo feminino aceitou muito mal por entender ser de teor "machista" quando no fundo servia apenas para descrever um pouco da genêse humana masculina.

    "O pior adorno que uma mulher pode querer usar é ser sábia".(Não sei se já conheces esta frase).

    E que quis o Lutero dizer ao mundo?
    É simples. Que os homens sentem medo das mulheres inteligentes.
    Olham-nas com desdém,sentem-se frageis e ameaçados perante elas porque deixam de ter forma de as conseguir dominar/controlar, percebes?
    Ora, e que tem a emancipação a ver com tudo isso?
    A emancipação acaba por ser nada mais nada menos do que uma demonstração de inteligência feminina.
    As mulheres emancipadas têm autonomia, liberdade, poder de decisão e afirmação...e não precisam dos homens para nada.

    Que vai dar isso origem?
    Dara origem a que elas sejam "tendencialmente" evitadas pelos homens, dai a referência ao termo "celibato" ou "Gay" porque na ausência de homens capazes de as aceitar como elas são e de as compreender(porque o processo evolutivo não vai inverter-se por causa deles ou delas), a homosexualidade vai acabar por ser o próximo grande passo da evolução.
    Acredita,podes escrever o que eu te digo.

    Dou-te como exemplo o que se passa na sociedade dos paises musulmanos, porque razão achas que os arabes tratam as mulheres como cadelas e elas nem sequer tem autorização para sair a rua?
    Poder..Bird, dominio e poder sobre elas!
    Porque razão achas que no passado o Salazar também negava autonomia às mulheres e o poder de decisão?
    Ele sabia que a sua ideologia politica girava a volta da "submissão" feminina.
    A emancipação da mulher era uma inimiga natural do salazarismo.
    A prova disso é que o Salazarismo caiu numa altura que existia a guerra das colónias e na ausência de mão de obra masculina (que estavam na guerra a combater), o Salazar foi obrigado a abrir brechas na sua ideologia e recorrer a mão de obra feminina.

    Bird, eu cresci na França e sei perfeitamente através da mentalidade mais liberalista que adquiri nesse país que uma mulher emancipada está para uma noite interessante assim como um homem...mas o problema é que o liberalismo na mulher é também uma demonstração de inteligência por parte dela e acabará, aos olhos dos homens, por se tornar num elemento prejudicial.
    Os homens gostam de "curtir" com as mulheres liberais mas acabam sempre por casar com as "virtuosas" (mesmo que não o sejam mas passam a imagem de o ser), percebes agora o que eu te quero dizer?

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Pensador,

    Concluido...pelas tuas palavras que a emancipacao e uma demonstracao de inteligencia...assim sendo, parece que chegou a hora dos homens se emanciparem e aprenderem a viver num mundo que sempre pertenceu a ambos os sexos mas que tinha sido 'roubado' por eles.

    Escrevo o que me dizes..."na ausência de homens capazes de as aceitar como elas são e de as compreender(porque o processo evolutivo não vai inverter-se por causa deles ou delas), a homosexualidade vai acabar por ser o próximo grande passo da evolução."...
    Agora pergunto-te...

    Quer isto dizer que esses homens vao procurar os homens que nao se emanciparam? Para assim poder continuar a submissao?

    A teu ver ...e esta a explicacao para a existencia da homosexualidade existir??

    Pelo que a historia conta...o homem gay existe bem antes da emancipacao da mulher!

    Sera tambem uma emancipacao do homem...admitir que e homosexual?!! :)

    A mulher emancipada precisa do homem pela unica razao que ambos foram "postos" neste mundo...viver o sentimento do amor e continuar a creacao da raca humana!

    Bjs

    PS. Parabens as mulheres 'virtuosas' que devido a sua inteligencia conseguem passar pelo que nao sao!! ehehehe

    ResponderEliminar
  4. Pensador;

    O processo evolutivo será o responsável, também, pela mudança da mentalidade masculina. Acredito que a emancipação da mulher acabará por se tornar em algo natural, necessário à sociedade, ao mundo.
    O homem irá perceber mais tarde ou mais cedo que a mulher virtuosa não é aquela que diz "amen", aquela que vive para o servir.
    A mulher liberal, muitas das vezes tem princípios mais valiosos que as ditas virtuosas.
    Eu acredito neste cenário.
    E subscrevo as palavras da pensadora" A mulher emancipada precisa do homem pela unica razao que ambos foram "postos" neste mundo...viver o sentimento do amor e continuar a creacao da raca humana!"
    Tudo o resto não faz sentido e acredito que seja nesta direcção o processo evolutivo.

    Joka.

    ResponderEliminar
  5. Pensadora,os casos não podem ser comparados.
    Existe aqui, como bem vês, um problema de motivação por ser "naturalmente" desigual.
    Entende-se por "emancipar" o tornar alguém independente, liberta-lo.
    Quando se diz que uma mulher está a ser emancipada significa que ela está a ser retirada do jugo masculino.
    Ora, o homem não pode ser emancipado porque ele já o é desde o inicio dos tempos!
    O que deves ter tido intensão de dizer era:"chegou a hora dos homens se amansarem"...e neste ponto concordo plenamente contigo.

    O homem deve de facto amansar um bocadinho.
    Mas analisa bem a situação.
    Se na sua emancipação a mulher tem tudo a ganhar, já no processo de "amanso" o homem terá algo a perder e não acredito que ele ganhe uma vontade natural de o fazer...daí o espectro da Homosexualidade como próximo passo da evolução.

    Mas Pensadora, quando digo Homosexualidade, a mesma não se refere apenas aos homens!
    O termo engloba os dois sexos! (no teu comentário pareceu-me que percebestes que me estava a referir apenas ao homem).
    Não havendo pretensões pelas 2 partes em ceder terreno,será criada uma espécie de "guerra fria" entre os 2 sexos e a homosexualidade será uma espécie de alimentador de orgulho.
    Nada tendo a ver com as convenções dos actuais padrões de homosexualidade nem da sua genêse.
    Percebes agora?

    Para terminar deixa-me dizer-te apenas isto:
    A mulher emancipada precisa de facto do homem pela boa razão de terem sido ambos "postos" neste mundo para viver o sentimento do amor mas penso que a continuação da criação da raça humana já tenha deixado de ser,desde alguns anos,o factor importante que era.

    Grandes beijocas para ti.

    (Ps: As mulheres quando passam por serem "virtuosas" por vias da sua inteligência conseguem sempre corresponder com o meu apreço..)

    ;-)

    ResponderEliminar
  6. Bird, como bem vês pelas horas já se faz um pouco tarde. Peço-te que sejas tolerante comigo e amanhã prometo que também terei prazer em responder ao teu comentário.
    Nunca pensei que o Trollitadas pudesse ser alvo de discussões tão inteligentes.
    Tenho que dormir um bocadinho para retemperar as minhas energias porque vocês são fortes e dão facilmente cabo de mim.

    Obigado!
    ;-)
    BJocas grandes para ti!

    ResponderEliminar
  7. Bird, Indo ao encontro daquilo que te prometi ontem eis-me aqui para responder ao teu comentário.

    Tal como tu, acredito que o processo evolutivo seja também responsável no futuro pela mudança da mentalidade masculina, mas não sem antes passar pelo tal fase tendencialmente homofílica que vos falei.
    Estou em desacordo que a emancipação da mulher VENHA a acabar por se tornar em algo natural, necessário à sociedade e ao mundo.
    Ela não acabará por ser...ELA JÀ É HÀ MUITO!!!
    Já por isso é que essa emancipação já está a acontecer um pouco por todo o mundo, é um acto "óbvio" da evolução da nossa espécie.
    O homem já sabe que a mulher virtuosa não é aquela que diz "amem" e também sabe que as mulheres liberais possuem muitas vezes principios mais valiosos que as ditas "virtuosas", mas o problema é que a mulher que diz "amem" é e será sempre a mulher que o homem gosta!

    Atenção meninas que quando digo isto, não estou a dizer com isso que partilho esta filosofia.
    Eu apenas estou a transmitir a analise que eu faço do mundo e aquilo que julgo ser verdade.
    Sou um observador da vida, não um Juiz!

    Para dizer a verdade, falarem-me nas qualidades de uma mulher liberal é quase como alguém querer ensinar a missa a um padre.
    Eu cresci no meio delas! Sei bem o que é ser uma mulher liberal já que casei e amo uma delas!

    Quero apenas alertar-te que o processo evolutivo que dizes acreditar poderá não tomar a direcção adequada com a facilidade que à partida pensas existir.
    Não esqueças que em pleno século 21 (o nosso) temos um planeta dividido a meio com 2 campos totalmente opostos!!
    Se por este lado assiste-se a emancipação da mulher, do lado das arábias vemos as mulheres a ser abatidas como cadelas nas ruas porque uma brisa de vento levantou ligeiramente a burca e mostrou o seu queixo!
    Julgas que o mundo musulmano está interessado na emancipação da mulher?
    Quando a Mulher estiver no poder no occidente (em igualdade de circunstâncias com os homens), vão existir cada vez mais pressões internationais para que a mulher musulmana também seja libertada do jugo masculino e......vai ser uma Guerra à escala global INEVITAVELMENTE!

    Logo...como ninguém é capaz de advinhar o desfecho dessa guerra, também ninguém poderá dizer qual será a direcção que o processo evolutivo irá tomar...

    Nunca tinhas analisado a questão por este prisma, pois não?

    Beijos

    :-)

    ResponderEliminar
  8. Antes de mais peço desculpa de me intrometer na discussão quando ela já está tão avançada mas depois de ler, atentamente, quer o post quer os comentários anteriores, não posso deixar de dizer o seguinte.

    Perdoem-me a imodéstia mas penso que de todos aqueles que comentam neste blog serei aquela que melhor conhece o Pensador, quanto mais não seja pela luta que ambos travámos noutra guerra.

    É esse conhecimento que me permite afirmar que o Pensador é, felizmente, daqueles homens que defendem a emancipação da mulher e a plena igualdade entre sexos.

    Posto isto:

    Confesso não ser fã da série mencionado no post. Igualmente confesso não encarrilhar por alguns dogmas (disse bem, dogmas), feministas.

    Sempre defendi, na teoria e na prática, a igualdade entre sexos. Entendo que as mulheres e os homens têm capacidades para exercerem as mesmas tarefas. Isto sem descurar o facto de que fisicamente a estrutura masculina estará potencialemnte mais vocacionada para um conjunto de tarefas, da mesma forma que a das mulheres estará para outras. Mas encaro esta realidade sem qualquer sentimento de inferioridade. Da mesma forma que encaro a possibilidade das mulheres poderem gerar outros seres sem qualquer sentimento de superioridade. A natureza ditou-nos de características diferentes e, acrescento eu, ainda bem.

    Desta forma vejo a emancipação da mulher como forma de fazer valer, na prática, algo que é evidente e que não deveria merecer qualquer contestação. A igualdade de oportunidades na sociedade de todo o ser humano independentemente do sexo, idade ou etnia.

    Este é um valor que defendo intransigentemente.

    Ora, para atingir tal valor não é necessário que a mulher se comporte como um homem. A mulher pode e deve manter toda a sua feminilidade.

    O facto de ser mulher e de ser mãe não me impediu de seguir uma carreira. E, devo acrescentar, para singrar na minha carreira uso e abuso de algumas características que são inerentes às mulheres como a intuição, a sensibilidade apurada e a capacidade de ouvir os outros.

    Finalmente, e porque já estou a imaginar o Pensador a bocejar com o meu testamento, acrescentarei apenas que exactamente pelos mesmos motivos quero como companheiro um homem que se orgulhe de ser homem. Tal como eu me orgulho de ser mulher.

    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Pensador;
    Não tem necessariamente de passar por essa fase "homofílica"!
    A mulher "liberal", nada interessante para "toda uma vida", não necessita de mudar a sua tendência sexual. Tem variadíssimas outras opções.

    Ainda bem que achas que a emancipação da mulher JÁ É algo importante à sociedade, ao mundo. O mesmo não se pode dizer do ser natural (eis a situação das muçulmanas, por exemplo).

    Realmente acredito que não seja tarefa fácil à escala global mas se se fazem guerras estratégias por um combustível porque não fazê-las por conta da defesa de direitos humanos ?!
    Agora, óbvio que acho lamentável que se tenha de chegar a estes pontos...

    PS: Como bom observador que és da vida só podias ter a teu lado uma mulher liberal...
    :)
    Jito

    ResponderEliminar
  10. Pensador,

    Nao, nao tive intencao de dizer que o homem precisa de amansar...o que digo e que o homem que se sente intimidado pela mulher emancipada e aquele que nao tem auto confianca/estima. Caso contrario nao necessitaria de sentir o poder de submissao sobre a mulher. Percebes agora?

    Sobre ambos os sexos se tornarem gay por orgulho...hummm...falando por mim...nao sou assim tao orgulhosa! :)

    Grandes beijocas para ti tambem

    ResponderEliminar
  11. Pensadora, não se trata de falta de confiança ou auto-estima, nem sequer é falta de capacidade intelectual , mas a verdade é que os homens embora sejam fisicamente muito fortes em comparação com a mulher, são também intelectualmente preguiçeiros.
    Não gostam de esforçar muito o intelecto, coisa que a mulher já adora, compreendes?

    A emancipação da mulher já obriga o homem a entrar num plano mais emocional e os homens detestam fazê-lo. É considerado algo aborrecido/lamechas para a maioria deles, percebes?

    Felizmente que não és muito orgulhosa porque assim o mundo poderá continuar a ter alguma esperança....hehehe

    Bjs

    ResponderEliminar

A frase mais estúpida que poderá ser dita aqui é: "Para Pensador pensas pouco..."
A mais inteligente é: "És tão lindo Pensador..."